1000 TSURUS POR 1 DESEJO: Ação quer levar tsurus a pacientes de Hiroshima e Nagasaki

A ação do bem “1000 Tsurus por 1 Desejo”, que incentiva as pessoas a fazerem origamis em formato de tsurus para serem entregues para pacientes em hospitais e asilos, quer agora mobilizar voluntários nikkeis de São Paulo, Mato Grosso do Sul e do Paraná – os três estados brasileiros com maior número de descendentes – para confeccionarem tsurus para serem entregues nos hospitais e asilos de Hiroshima e Nagasaki em agosto deste ano.

 

‘1000 Tsurus por 1 Desejo’ quer mobilizar voluntários em SP, MS e PR. Foto: Aldo Shiguti

 

A ideia é da criadora e coordenadora do projeto, a administradora Ligia Oizumi, que pretende lançar a campanha nos três estados  próximo mês. Mas ao invés de deixá-los em monumentos, como geralmente acontece, Ligia quer entregá-los pessoalmente às instituições de Hiroshima e Nagasaki. “São lá que as pessoas ficam e não em espaços como memoriais”, explica ela, lembrando que criou a primeira ação no dia 6 de agosto do ano passado. O objetivo era fazer 10 mil tsurus em dois meses para serem entregues para pacientes de hospitais de Campo Grande (MS). A meta não só foi alcançada como ultrapassada. “Conseguimos 13 mil tsurus”, comemora Ligia, acrescentando que o objetivo da ação é “mostrar a importância do relacionamento humano”. “A ideia é valorizar e fortalecer a cultura japonesa, além de despertar nas pessoas o sentimento de solidariedade e pensamento positivo”, conta Ligia, lembrando que, além de hospitais brasileiros o projeto chegou até a Palestina, na cidade de Ramallah, onde foram entregues 700 tsurus aos pacientes e 300 tsurus no Muro das Lamentações em Jerusalém, Israel. No total, a ação já fez mais de 30 mil tsurus e mobilizou cerca de 1300 voluntários.

 

Ligia Oizumi, idealizadora da ação 1000 Tsurus por 1 Desejo, com o apoiador Ciro Yoshinaga. Foto: Aldo Shiguti

 

Chapecó – No início deste ano, a ação 1000 Tsurus por 1 Desejo contribuiu com a homenagem às vítimas do acidente envolvendo a Chapecoense. Foram entregues 21 mil tsurus – sendo 18 mil para os organizadores do projeto Manifeste Seu Amor por Chapecó, que por sua vez distribuíram para os torcedores que compareceram à arena Condá, em Chapecó (SC) para o amistoso entre a Chapecoense e o Palmeiras. O jogo marcou o retorno do time de Santa Catarina após a tragédia ocorrida em novembro de 2016, que deixou 71 mortos na Colômbia. Outros 3 mil tsurus foram entregues diretamente às famílias dos jogadores da Chapecoense mortos na tragédia. Bom lembrar que os cerca de 21 mil tsurus foram feitos em aproximadamente 10 dias por cerca de 300 voluntários em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina.

 

Ideia é que mensagens sejam escritas em japonês. Foto: Aldo Shiguti

 

Para esta nova campanha, Lígia esteve semana passada na capital paulista em busca de parceiros e apoiadores. Entre os locais visitados, Ligia esteve no Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – e no Consulado Geral do Japão, além de entidades assistenciais nipo-brasileiras. Simbolicamente, a campanha teve início durante sua passagem por São Paulo com a entrega de tsurus à Assistência Social Dom José Gaspar – Ikoi-no-Sono, entidade filantrópica fundada por Dona Margarida Vatanabe e que abriga idosos entre 80 e 90 anos, dependentes ou semi-dependentes, que necessitam de cuidados especializados.

Contando com uma equipe fixa de 15 voluntários, Ligia quer chamar a atenção para a importância do desarmamento nuclear. “Estamos fazendo um levantamento para saber quantos pacientes têm nos hospitais e asilos em Hiroshima e Nagasaki. Mas a ideia é envolver o maior número posível de descendentes nesses três estados para levarmos uma mensagem de paz e amor ao próximo”, diz Ligia, afirmando que pretende estimular que as mensagens sejam escritas em japonês. “Quero entregar pessoalmente para sentir na pele o que aconteceu lá e poder passar esse sentimento quando voltar”, explica Ligia.

 

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

    Related Post

    SOCIAL: 108 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA – Realizada... 108 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA – Realizadas no dia 18 de junho, as cerimônias religiosas em memória dos imigrantes pioneiros são uma tradição importan...
    COMUNIDADE: MUSEU HISTÓRICO DA COLONIZAÇÃO DE PERE... No último dia 10, o Museu Histórico da Colonização de Pereira Barreto (SP), recebeu a visita do cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae. ...
    COMUNIDADE: Terceira Idade tem programação especia... Realizado pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), o maior festival de cultura japonesa do mundo não é voltado apenas...
    COMUNIDADE: Festival do Japão de 2015 pode fazer p...   Se depender do empenho do cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima, o Festival do Japão de 2015 pode fazer parte das comemoraç...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *