110 ANOS/BAIRRO ORIENTAL: Comissão busca alternativas para revitalização da Liberdade

Constituída pelo prefeito João Doria (PSDB), a Comissão encarregada do projeto de revitalização do bairro da Liberdade, uma das ações da Prefeitura, vereadores nikkeis e comunidade nipônica para as comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil, busca alternativas para concretizar as obras necessárias até a data da festa.

Na última reunião, no dia 23 de fevereiro, o vereador Aurélio Nomura (PSDB), o secretário das Prefeituras Regionais, Cláudio Carvalho, o diretor da SP Turismo, Carlos Parente, o prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, além de empresários e membros da comunidade japonesa, entre eles o presidente do Comitê Executivo da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, Yoshiharu Kikuchi,  estiveram reunidos para traçar novas metas e diretrizes.

 

Reunião dos membros da Comissão para Revitalização do Bairro da Liberdade. Foto: divulgação

 

Das alternativas apresentadas, a Comissão optou pelo projeto dos arquitetos Candi Hirano – que também integra a comissão – e Thaís Watanabe, que contempla a demolição e instalação de novo piso, a revitalização das  luminárias, instalação de mobiliário urbano, além da alteração da via para veículos.

Uma das sugestões é que o acesso para a Praça da Liberdade passe a ser feita pela Avenida Liberdade e não mais pela Rua Galvão Bueno. A ideia é fazer com que a área de permanência para a praça seja mais bem aproveitada. Em relação à revitalização das luminárias, o projeto prevê pintura e substituição das peças danificadas. Também está prevista a instalação de mobiliários urbanos (bancos, floreiras e lixeiras).

 

Cotas – Baseado neste projeto, orçado em cerca de R$ 780 mil, os membros vão tentar buscar recursos na iniciativa privada para sua implantação. “O secretário Claudio Carvalho bem como o diretor da SP Turis, Carlos Parente, estão consultando empresas – japonesas ou não – que queiram contribuir”, disse Nomura, explicando que uma das propostas é trabalhar com cotas de patrocínio.

De acordo com o vereador, a revitalização é de “extrema importância para a comunidade”. “Este será um marco para a cidade e  para a comunidade japonesa. Nunca antes o bairro da Liberdade passou por uma intervenção tão grande”, disse Nomura.

 

Tao e Qual – Segundo o tucano, existe ainda outra alternativa, que é tentar “enxugar” ainda mais o projeto. “Por exemplo, se neste momento não for preciso trocar o calçamento, economizaremos tempo e dinheiro”, revelou Nomura, afirmando que também foi ventilada a possibiidade de levar o projeto Tao e Qual – inicialmente previsto para ser apresentado no dia 21 de julho, na cerimônia oficial dos 110 anos, que acontece concomitamente ao 21º Festival do Japão, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, em São Paulo, e no dia 22 de julho, no Auditório do Ibirapuera – também para a praça da Liberdade, mas num formato menor.

Concebido por Elisabeth Cayres – criadora do Percpan (Panorama Percussivo Mundial) – um dos mais conceituados festivais de música percussiva do mundo – em parceria com o flautista Shen Ribeiro, o musical pretende contar a história dos dois povos através da música. Produzido pela diretora teatral Bia Lessa e o produtor musical Alê Siqueira, o espetáculo, com cerca de 4 horas de duração, deve contar com artistas como a cantora e vocalista da Banda Pato Fu, Fernanda Takai, o próprio Shen Ribeiro, Coral Guarani, Camilo Carrara e o grupo Ilê Ayiê, além dos japoneses Takashi Numazawa, Tsubasa Imamura, Gocoo Tokyo Tribal Groove Orchestra e o grupo de taiko Kodo. Outras duas apresentações devem ocorrer no Japão, nos dias 28 e 29 de julho, no Teatro Bunkamur.

 

Insatisfação – O vereador também comentou a insatisfação do presidente da Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), Hirofumi Ikesaki com o veto do prefeito ao projeto que alteraria a denominação da Praça da Liberdade para Praça Liberdade Japão. “O assunto da revitalização e a mudança da denominação da praça são duas coisas distintas. A reunião que tivemos com o secretário das Prefeituras Regionais estava focada na revitalização do bairro da Liberdade. Já a mudança de denominação da praça está atrelada ao prefeito porque é lá que estão os órgãos competentes. A Procuradoria não está na Secretaria das Prefeituras Regionais, mas no Gabinete e nas entidades que prestam apoio à Prefeitura”, justificou o vereador.

Conforme apurou o Jornal Nippak, Ikesaki e o vereador Aurélio Nomura devem se reunir nesta sexta-feira, 2, no gabinete do parlamentar, para tentar aparar as arestas. “Queremos fazer da Liberdade um bairro exemplar”, destacou Ikesaki, que na última reunião com o prefeito, vereadores nikkeis e representantes da comunidade japonesa foi “desafiado” por Doria a captar os recursos para a revitalização do bairro. Em contrapartida, o  chefe do executivo se comprometeu a estudar alternativas para reverter o veto.

 

Memorial e Pavilhão – Nessa mesma reunião, realizada no dia 19 de fevereiro, Nomura encaminhou ao prefeito documento solicitando assinatura do termo da cessão e administração do Memorial em Homegagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos, localizado no Parque do Ibirapuera, ao Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil). “Fizemos uma pesquisa e constatamos que  não existe nada provando que o monumento pertence ao Kenren, embora seja a federação que o administre. É extremamente importante porque simboliza o ponto máximo da representatividade dos pioneiros da imigração e sua cessão ao Kenren seria uma forma de fecharmos as comemorações dos 110 anos da imigração com chave de ouro”, disse Nomura, explicando que outra  iniciativa sua foi solicitar para que o Pavilhão Japonês, que também fica dentro do parque  fosse retirado do edital para a concessão do parque à iniciativa privada e continue sob administração do Bunkyo.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    DIA INTERNACIONAL DA MULHER: Mulheres Nikkeis Prov...   Antigamente elas eram vistas como sexo frágil, mas os anos passaram e a mulher conquistou autonomia. Além do papel de donas da casa e de mãe...
    AGRICULTURA: 44º Prêmio Kiyoshi Yamamoto tem noite... Em uma das cerimônias mais concorridas dos últimos anos, que lotou o Salão Nobre do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência ...
    OPORTUNIDADE: Vaga para funcionário na Fundação Ja...   1) Sumário para inscrição 1. TIPO DE TRABALHO Serviço de escritório em geral e planejamento de atividades na área de intercâmbio art...
    SOCIAL: GAMBARÊ, JAPÃO!   Cerca de 200 torcedores dos "Samurais Azuis", entre anônimos e vips,  se reuniram na noite do último sábado (14) no Salão Nobre do Bunkyo (S...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *