110 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA/PARANÁ: Comissão do Paraná apresenta logo do Imin 110

A Comissão Organizadora das Comemorações dos 110 anos de Imigração no Paraná aproveitou a visita do Embaixador do Japão no Brasil, Satoru Satoh, e do cônsul geral do Japão em Curitiba, Hajime Kimura, em Londrina, no último dia 23, para fazer o lançamento da logomarca do Imin 110 do Paraná.  Já a logomarca de São Paulo, assinada pelo artista Kazuo Wakabayashi, foi apresentada pela Comissão para Comemoração dos 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil no dia 19 de maio em evento realizado no Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social).

Criada por pela agência Brandigno de Maringá em conjunto com o cartunista e empresário Maurício de Sousa, “a logo representa as duas nações por suas flores símbolo: de um lado o Brasil representado pela flor de ipê amarelo, do outro o Japão representado pela flor de cerejeira (sakura), a flor símbolo do país, que juntas se completam e formam o globo das duas bandeiras, simbolizando a união e amizade entre as duas nações”.

Em entrevista ao Jornal Nippak, o deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR), que preside a Comissão Organizadora, disse que o Estado do Paraná já conta com mais de 180 eventos culturais, educacionais e esportivos, por meio de cada associação nipo-brasileira, que integra a Aliança Cultural Brasil Japão do Paraná.

Segundo ele, “o ponto máximo” será uma grande exposição em Comemoração aos 110 anos de Imigração Japonesa no Brasil, a Expo Imin 110, que ocorrerá no Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro, administrado pela Sociedade Rural de Maringá, entre os dias 19 e 22 de julho de 2018. “O local é o mesmo que já abriga a Expoingá e tem uma arena coberta com capacidade para 14 mil pessoas sentadas. Conta ainda com um outro pavilhão muito grande – o Pavilhão de Indústria e Comércio Christina Helena Barros – com capacidade para cerca de 13 mil pessoas, que deveremos utilizar para atividades voltadas para as crianças e os jovens”, explicou Nishimori, destacando que “precisamos despertar toda a importância de preservar nossas tradições para as crianças e nossos jovens, porque serão eles que irão transmitir toda nossa cultura para as próximas gerações”.

 

Lançamento contou com a presença do embaixador do Japão e do cônsul geral do Japão em Curitiba. Foto: divulgação

 

“Estamos conversando com o Maurício de Sousa. A ideia é montar um Parque da Mônica dentro do Pavilhão”, revela o deputado, acrescentando que durante os quatro dias a exposição contará com apresentações artísticas, espaço para crianças, feira gastronômica, de artesanato, de tecnologia e diversas atrações. “Queremos colaborar com São Paulo, mas Paraná vai fazer algo grande”, afirma Nishimori, que ainda aguarda a confirmação da vinda de um membro da família imperial.

“Fizemos o convite, mas isso está sendo tratado pela Embaixada do Japão e pelos Consulados de São Paulo e do Paraná. Se pudessem enviar uma princesa seria ótimo pois o objetivo é transmitir a cultura japonesa para as novas gerações e precisamos de gente nova para nos prestigiar”, assegurou Nishimori.

O lançamento da logo ocorreu na Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, com a presença do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, do presidente da Câmara de Vereadores, Mário Takahashi, vereadores de Londrina, presidentes e representantes das associações nikkeis do Paraná, totalizando cerca de 400 pessoas.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    JOYA NO KANE: Templo Emyoji se despede de 2015 e d... No dia 31, o Templo Emyoji realiza uma antiga cerimônia japonesa para se despedir do ano que está terminando e celebrar a chegada do novo ano. Trata-s...
    MARÍLIA: Nikkey de Marília realiza o 17º Festival ...   O Nikkey Clube de Marília realiza no próximo sábado (dia 14), a décima sétima edição do Festival da Primavera “Bon Odori”. O evento, que tem...
    SOCIAL: Cerimônia budista em memória às vítimas do...   Homenagem - Realizada em 9 de março a cerimônia budista em memória às vítimas do tsunami ocorrido em 2011, no Grande Auditório Bunkyo, na Li...
    PARÁ: Tomé-Açu pode se tornar ‘modelo de cidade ja... Tomé-Açu, no nordeste do Pará, poderá se tornar modelo de cidade japonesa fora do Japão. O projeto, que está sendo fomentado pela Câmara de Comércio e...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *