ACENBI: Indaiatuba sedia 27ª edição do Concurso da Canção Japonesa

 

Evento será realizado neste domingo (4) no Ciaei de Indaiatuba, das 8 às 20:30

 

A Associação Cultural, Esportiva Nipo-Brasileira de Indaiatuba (ACENBI ou Nipo, como é mais conhecida na cidade) promove nesse domingo (4 de agosto) a 27ª edição do Concurso da Canção Japonesa (Karaokê). O evento, que acontece no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba) das 8 horas às 20h30, tem o apoio da Prefeitura, por meio das Secretarias Municipais da Cultura e da Educação.

A competição, que corresponde à regional do Estado de São Paulo, conta com mais de 280 inscritos de 24 municípios. Entre esses estão Indaiatuba, Itu, Sorocaba, Campinas, Atibaia, Ribeirão Preto, Piracicaba e São Paulo.

 

Palco do Ciaei em edição anterior do concurso: neste ano, 24 municípios do estado de São Paulo participam (foto: divulgação)

 

Os cantores competem em 30 categorias, divididas desde “shinjin” (cantor iniciante) a “star” (cantor que já foi campeão muitas vezes). A idade dos concorrentes vai de três a 90 anos.

Segundo o diretor do Departamento Ongaku Aiko-Kai (Karaokê) da ACENBI, Elizeu Sunao Fuzita, o evento representa uma oportunidade para mostrar a arte de cantar e preservar a cultura. “Podemos reencontrar velhos amigos e fazer novas amizades”, diz ele, ressaltando que as notas musicais são universais.

 

Corpo de jurados

Os candidatos do Concurso de Karaokê serão avaliados por um corpo de jurados formado por destacados nomes do meio musical. São eles: professora Satie Akamine (São Paulo), professor Haruo Tanaka (Ibiúna), professora Hiroko Omura (Diadema) e professor Nobuaki Kazuhara (São Paulo)

 

Flagrante da edição 2011 do Concurso: a arte de cantar (foto: divulgação)

 

Culinária

O Departamento de Senhoras da Acenbi vai montar uma área de alimentação, na parte externa do Ciaie, para comercializar doces e pratos típicos da culinária japonesa.

O cardápio do almoço será “karê” (arroz com curry, carne e legumes). No jantar, as senhoras prepararão “udon” (macarrão em caldo e legumes). Os dois pratos são apropriados para o clima frio.

 

Karaokê na ACENBI

O cantor Paulo Suenaga, associado da ACENBI, em edição anterior do concurso: ensaios todas as sextas (foto: divulgação)

O Departamento de Karaokê da ACENBI se originou a partir de um grupo de apreciadores de música, o Ongaku Aiko-Kai, formado em 1971. (Curiosamente, foi nesse mesmo ano que surgiu no Japão o primeiro aparelho de karaokê, inventado por Daisuke Inoue. Esse equipamento viria a se popularizar no Brasil só a partir de 1985.)

Inicialmente, o grupo de Indaiatuba constituiu uma banda de músicos, para acompanhar os cantores, que se manteve em atividade por 15 anos. Os integrantes do grupo participavam de competições musicais e de apresentações em festas de várias cidades.

As atividades do karaokê propriamente ditas começaram em meados de 1985, com a chegada de um aparelho vindo do Japão.

 

Aulas

A ACENBI mantém ensaios de karaokê em sua sede social todas as sextas-feiras à noite. São realizadas também aulas particulares ministradas por três professores.

Entre os integrantes do Departamento de Karaokê, 29 estão participando desse Concurso. O próprio diretor do Departamento, Sunao Fuzita, também está entre os concorrentes.

Fuzita canta há mais de 30 anos e já conquistou prêmios em inúmeras competições. Ele é credenciado como “Mestre em Karaokê” por duas renomadas entidades japonesas, a Zekair e a Zenkara.

O cantor costuma enaltecer os benefícios proporcionados pelo canto para divulgar o karaokê. “Pesquisas já comprovaram que cantar faz bem à saúde, ativa os neurônios e movimenta todo o sistema corporal”, explica ele.

 

O que significa “karaokê”?

A expressão “karaokê” vem da junção das palavras “kara” (vazio) e “okesutora” (orquestra), ou seja, algo como “orquestra vazia” ou “orquestra sem voz”.

 

ACENBI

Localizada em Indaiatuba (região metropolitana de Campinas, SP), a ACENBI é uma associação sem fins lucrativos fundada por imigrantes japoneses em 1947. Sua principal finalidade é a preservação e a divulgação da cultura nipo-brasileira. A entidade é mantenedora da escola de língua japonesa Nitigo Gakko e abriga a escola de educação infantil Miyoji Takahara, em parceria com a prefeitura de Indaiatuba.

Em sua sede de campo, a ACENBI conta com campos de beisebol e softbol, quadras de gatebol (jogo semelhante ao críquete e apropriado para a terceira idade) e quadras de tênis de campo, além de piscina e área de lazer. Na sede social, a entidade mantém amplo auditório, salas de reunião, salas de ensaio e salas de aula para cursos diversos.

Veja mais detalhes no website da entidade: acenbi.org.br.

 

SERVIÇO

27ª Edição do Concurso da Canção Japonesa

Quando: 04 de agosto a partir das 8 horas.

Onde: Ciaei – Av. Fábio Roberto Barnabé, 3.665 – Jardim Regina – Indaiatuba.

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

GARÇA/SP: 30ª FESTA DA CEREJEIRA DE GARÇA/SP A Festa da cerejeira da cidade de Garça - localizada a cerca de 400 quilômetros ao Centro Oeste de São Paulo - é hoje um dos eventos temáticos mais re...
SOCIAL: Carolina Lieka Zurano, de 19 anos, foi ele... BELEZA – A estudante de Odontologia Carolina Lieka Zurano, de 19 anos, foi eleita Miss Nikkey Marília e Região. O concurso, que reuniu 14 candidatas, ...
ARTES: Erica Mizutani volta a Paris para participa... A convite da Pixo Association, a artista plástica Erica Mizutani volta a Paris para participar do mural efêmero 13'or urbain. O mural tem cerca de 50m...
MISS NIKKEY: Karina Molica representará MG no Miss... Karina Yumi Molica, de Viçosa, será a representante de Minas Gerais no Miss Nikkey Brasil 2015, que acontece no palco do 18º Festival do Japão, em São...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *