AKIRA SAITO: A INVERSÃO DOS VALORES

 

“O ser humano é dotado da capacidade de raciocinar, de discernir o certo do errado e de livre arbítrio para a escolha, por isso deve ser responsabilizado por seus atos”

Quando eu era adolescente (ou pré-adolescente como dizem agora) e tinha onze anos, fui cursar a 5ª série em uma escola estadual no período noturno. Tive amigos considerados más companhias, tive acesso às drogas, álcool e poderia ter seguido um rumo do crime ou do tráfico. Mas tive também uma boa educação, tive um pai rígido (às vezes ao extremo) e uma mãe que ensinava que todo ser tem que aprender a ser independente. Me foi ensinado que o certo é certo e que o errado é errado, não passavam a mão na minha cabeça quando eu errava e as punições eram sempre severas. Aprendi que a família é o pilar da sociedade e que honra, moral e caráter são motivos de orgulho e que a mentira, desonestidade e jeitinho brasileiro sempre seriam motivo de vergonha, pior do que qualquer punição.

O tempo passou e hoje, vemos assassinos com punições brandas ao ponto do ridículo, menores se utilizando da lei para poder cometer atrocidades, professores sendo agredidos por alunos, pais corrompendo seus filhos com seus maus exemplos, o individualismo imperando ao ponto de não se importar com a vida alheia, apenas por não ser a sua própria em risco.

Não sou a favor da pena de morte ou injustiça, mas sou a favor de proteger o cidadão de bem, aquele que beneficia a sociedade com seus atos e pensamentos. Sou a favor dos bons princípios e a manutenção de uma boa educação, seja a do lar e também acadêmica. Sou a favor de penas severas, sem redução ou revisão para culpados de seus crimes. Sou a favor da família como era antigamente, unida e forte. Sou a favor sim do respeito às diferenças e não da lavagem cerebral de que todo mundo é igual. Até porque os defensores dos direitos humanos que me perdoem, mas eu NÃO sou igual a um assassino ou bandido.

Sou a favor de um mundo melhor, por isso preciso cobrar as autoridades por penas mais severas contra pessoas do mal, para assim termos em liberdade apenas pessoas melhores.

Desculpem o desabafo……

GANBARIMASHOU!!!!!

 

 

Akira Saito

professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.

E-mail: akira.karate@gmail.com

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Tão Breve | Aos... Tão breve As pessoas chegam Outras partem Em destinos que desconheço Num movimento constante Dos astros e planetas. Viajante sempre fui Sai de ...
MEIRY KAMIA: Prejuízos que a raiva traz para o tr... Maurício estava com os nervos à flor da pele! Discutira com a esposa logo cedo, chegara atrasado à reunião com a chefia, onde descobriu uma falha no s...
HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Inquietações |...     Inquietações   Certa inquietação incômoda incomoda ainda esta existência que aos quinze compunha versos sofrid...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *