AKIRA SAITO: ANONIMATO

 

“Algumas façanhas são mais importantes para si mesmo, por isso não necessitam de divulgação ou promoção.”

Hoje a exposição excessiva das pessoas, seja na mídia tradicional ou nas redes sociais, faz parecer normal o ato de se autopromover. Para muitas coisas, hoje talvez seja realmente necessário estar disposto a determinadas exposições, porém, não se pode pensar que vale tudo nesta busca por esta suposta “fama”.

Muitas das grandes caridades da história foram feitas no anonimato, pois a real intenção era a de ajudar e não de se promover com o fato. Hoje mais do que nunca precisamos de pessoas que queiram sinceramente ajudar o próximo, ajudar o bairro onde se vive, ajudar a melhorar sua cidade, ajudar a sociedade como um todo, afinal de contas, a situação atual está ruim por nossa própria culpa e temos a obrigação de consertar o que está errado.

Desconfie sempre das pessoas que fazem coisas para ajudar apenas para se promover. Uma coisa é ter reconhecimento merecido por algo notável, outra é fazer as coisas pensando apenas no que terá a ganhar.

Vamos tentar nos contentar mais com o ato em si e pensar menos no glamour que isto possa causar. O mundo precisa de mais pessoas realmente humildes e não daquelas que fazem questão de dizer que “são” humildes.

Vamos lutar para transformar o mundo em um lugar melhor, com mais caridade, sem ego, sem autopromoção e mais humilde!!!!!

GANBARIMASHOU!!!!!

 

Akira Saito

professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.

E-mail: akira.karate@gmail.com

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

MEIRY KAMIA: Superando o medo do desemprego É comum, e até esperado, que empresas que passem por processos de fusões, aquisições ou mesmo estruturações profundas, sofram mudanças no quadro de fu...
HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
MEIRY KAMIA: Por detrás da frustração Lucinha sentia-se arrasada. Frustrada. O desânimo era tanto que mal conseguia disfarçar. Dedicara cinco anos para a empresa, e agora, num processo de ...
JORGE NAGAO: Nikkei, você gosta do seu nome?     Esta pergunta está no discovernikkei.org/pt, na seção Crônicas Nikkeis#3, que convida  você, nikkei ou  "nikkei de espírito" (...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *