AKIRA SAITO: CERTO É CERTO E ERRADO É ERRADO

 

 

“Um ato errado não pode se transformar em algo certo, apenas porque muitas pessoas assim o desejem”

 

Com o avanço da tecnologia, as notícias chegam até nós em uma velocidade extraordinária. Assim como as boas notícias, as más parecem que voam em uma velocidade e proporção ainda maior. Recentemente muito se falou em discriminação, racismo, autoritarismo, etc. Direitos de todos que devemos respeitar, porém, o que vem tomando conta não só dos noticiários, mas também da educação (não a acadêmica, mas sim aquela que vem de casa) é o fato de tentar sempre transformar um ato errado em algo certo, simplesmente por conveniência própria.

Infelizmente aqui existe uma tendência em uma parte da sociedade em se sentir injustiçado, em assumir sempre o papel de coitado. O que para alguns deveria ser o combustível para a superação, para a conquista de seus objetivos, serve para muitos como ferramenta para se lamentar, para colocar a culpa de sua condição atual em terceiros, abrindo assim uma situação de confronto, de insatisfação com o outro. Nesta condição, ultimamente está tendo uma inversão de valores. O errado parece estar ganhando força, principalmente quando envolve questões de etnias ou classe social, mesmo quando não há disputas entre si (claro que a disputa e rivalidade vendem mais na mídia e chamam mais a atenção).

O fato é que o errado precisa ser considerado errado, mesmo que este ato esteja na moda, “todo mundo” esteja fazendo ou se tenha um bom motivo para fazê-lo, o ato errado precisa ser punido. Acredito que por maiores que sejam suas razões, “pensar estar certo não lhe dá o direito de fazer o errado”, principalmente se isto atender a sua conveniência. Porque só assim o certo continuará a ter sentido e os valores morais continuarão a reger a índole, o caráter e o respeito entre os seres humanos.

Acredito que um dia possamos transformar o mundo em um lugar melhor, mas para isso precisamos urgentemente de pessoas melhores!!!!!

GANBARIMASHOU!!!!!

 

Akira Saito

professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.

E-mail: akira.karate@gmail.com

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

MUNDO VIRTUAL: Viver sem privacidade Nestes últimos dias, foi notícia a decisão do Tribunal de Justiça da União Européia, em processo que Max Schrems - estudante de direito austríaco - pr...
ARTIGO: O preço da ganância   *Walter Ihoshi   Antes de me tornar parlamentar, trabalhei muitos anos como empreendedor no comércio e no setor industrial. E por...
SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: 100 anos da Família Yasunaga...   Complementando a saga da Família, citamos as conquistas recentes de alguns familiares do clã: Título de Cidadão Brasiliense para Kuniyoshi, ...
ERIKA TAMURA: Quando eu digo que vivo no Japão Decidi escrever esse texto para que as pessoas que não conhecem nada de Japão tenha alguma noção da correria que é viver por aqui. Por mais que os ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *