AKIRA SAITO: DÔ (MICHI)

 

“A vida necessita de trilharmos um Caminho, para que em certo ponto, passemos a Ser o próprio Caminho”

Nas Artes Japonesas é adotado um conceito Zen que é o “Dô” que significa “Caminho”. É um conceito para que se busque através daquela prática uma evolução que pode ser física, mental e espiritual. É um conceito simples, mas cheio de paradoxos, que o torna muitas vezes complexo, afinal de contas, o simples nem sempre é fácil.

Um grande Mestre, independentemente de qual Arte pertença, é sempre dotado de grande sabedoria, suas palavras soam sempre de forma calma e suas explicações de tão simples, às vezes se tornam de difícil compreensão.

Todo Caminho é dotado de muitos obstáculos, uns grandes e outros nem tanto, mas sempre com uma lição a ser aprendida. Feliz é aquele que consegue aprender com os obstáculos, com os erros e acertos, sempre os enfrentando de frente.

Por isso não se busca uma forma de se chegar mais rápido, e sim de chegar no tempo certo, pois o aprendizado e a sabedoria consistem exatamente da vivência daquele que se deparou com seus obstáculos e os superou e não daquele que simplesmente conseguiu chegar.

Talvez um mundo melhor precise de um “Caminho” e de pessoas melhores que “sejam” este Caminho.

Vamos trilhar este Caminho?

GANBARIMASHOU!!!!!

 

*Akira Saito, professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.

E-mail: akira.karate@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

LANÇAMENTO: lançamento do livro “Sob o Signo do So... Lançamento – O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, no Bunkyo em São Paulo, abriu as portas na noite do dia 23 de abril para o lançamento ...
JORGE NAGAO: Errando a mirada   “Apertado”, fui ao WC do Hussardos, clube literário no centro da capital paulista. Vi a letra M, numa porta, e deduzi: Masculino. Banhei...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: A busca da salv...   A busca da salvação Pelas ruas Os pregadores como nunca Bradam em altas vozes Palavras de salvação. Alguns pedem dinheiro Alguns a c...
ERIKA TAMURA: Fim das campanhas políticas, mas não... Chegamos a mais um fim de eleições presidenciais, e esse com certeza, foi uma das mais acirradas por qual eu me lembre que o Brasil passou. Indepen...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *