AKIRA SAITO: O PODER DE ENSINAR

 

“Aquele que busca ensinar através de seus exemplos na prática, jamais deixará de aprender”

 

 

Na língua japonesa chama-se de “Sensei” aquele que detém um conhecimento maior, aquele que veio antes. Como parte estrutural do sistema educacional, o respeito e a disciplina rígida, sempre fizeram do Japão, um lugar exemplar. Lá tudo segue uma ordem, um padrão hierárquico e que teve suas origens nas Artes Marciais. Um “Sensei” em qualquer área necessita de nomeação, necessita de autorização oficial, necessita de um “Menkyo”.

Este tipo de autorização é feita sempre por um membro superior dentro do quadro hierárquico. Sabe-se que o ato de ensinar envolve um alto grau de responsabilidade e que tem influência direta sobre os alunos e por consequência na sociedade como um todo. Levando-se isso em consideração, um praticante de Artes Marciais só poderia ser chamado de “Sensei” e ensinar outras pessoas se possuísse um “Menkyo” e que fosse outorgado por alguém realmente capacitado. Este padrão é que mantém o sistema sólido e menos sujeito aos oportunistas.

Vejo muitas pessoas almejando ensinar, mesmo não tendo aprendido seu conteúdo a fundo. Baseadas em teorias, muitas delas sem a menor experiência, tentam fazer com que seus seguidores acreditem em algo, mas que em muitas vezes pode levar ao fracasso e frustração. A verdade é que muitos querem ensinar baseados em teorias ou mesmo “achismos” sem a menor comprovação prática.

Precisamos de pessoas que deem exemplos, que ensinem realmente o certo, e não o que acham certo. Precisamos de pessoas que ensinem valores, e que suas técnicas foram comprovadas na prática. Precisamos realmente de pessoas que possam ensinar, que possuam realmente o conhecimento e não que apenas pensam possui-lo.

Se você quer realmente aprender, então deve procurar alguém que tenha comprovadamente algo para ensinar e que tenha autorização para tal.

O mundo pode se transformar em um lugar melhor e mais justo, depende de cada um fazer a sua parte!!!!!

GANBARIMASHOU!!!!!

 

Akira Saito

professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.

E-mail: akira.karate@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

MEIRY KAMIA: Prejuízos que a raiva traz para o tr... Maurício estava com os nervos à flor da pele! Discutira com a esposa logo cedo, chegara atrasado à reunião com a chefia, onde descobriu uma falha no s...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: CADÊ OS CAVALHEIROS?!   “Já houve época em que cavalheirismo era uma das qualidades primordiais para se conquistar uma garota. Época romântica, aquela. Cá prá n...
JORGE NAGAO: Os Maias, Segundo Burraldo O Burraldo era um aluno de um programaia humorístico de 1900 e hebecamaiargo. O ator Germaiano representava este estudante desengonçado, estrábico, qu...
ERIKA TAMURA: Consulado Itinerante Brasileiro no J...   No dia 20 de abril, sábado passado, tivemos aqui na cidade em que eu moro, Joso, a visita e os préstimos do Consulado Brasileiro Itinerante....

One Comment

  1. Bom dia !
    Na arte no karatê busquei muito mais do aquilo que me falta…
    E assim professar os efeitos transcedentais dos movimentos que imitam a natureza original sustentada pelo respeito à ordem cósmica.
    Ir além do discurso que por vezes se instala no desporto, sem a prática contemplada pela luz da razão.

    Saudações,

    Solange Macari
    Ciências do Esporte
    FCA – UNICAMP

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *