ARTES: Curitiba recebe a arte do mexicano Luis Nishizawa

Após temporada em Brasília e São Paulo, chega a Curitiba uma das maiores exposições sobre a natureza e o cosmos, do artista mexicano Luis Nishizawa. Com entrada franca, a mostra ficará aberta ao público até o dia 18 de março no Museu Municipal de Arte de Curitiba, no Portão Cultural. Inclui pinturas, serigrafias e gravuras, dentre elas uma pequena seleção de obras pictóricas do gênero natureza morta.

 

Nishizawa, que faleceu em 2014, é considerado um dos mais importantes artistas mexicanos (foto: Divulgação)

Nishizawa, que faleceu em 2014, é considerado um dos mais importantes artistas mexicanos (foto: Divulgação)

 

Falecido em setembro de 2014, Luis Nishizawa ficou conhecido mundialmente por traçar em sua obra o diálogo com a natureza e o cosmos, ao expressar a grandeza de montanhas e vulcões e, assim, difundir uma visão espacial e a perspectiva geográfica das paisagens mexicanas.

Com apoio e realização embaixada do México e do consulado geral do México, em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba.

Luis Nishizawa Flores, pintor mexicano, nasceu em Cuatitlán, México, no dia 2 de fevereiro de 1918. Seu pai, KenjiNishizawa, nativo do Estado de Nagano, Japão, e sua mãe, Maria de Jesús Flores, do Estado do México. Começou a estudar arte quando foi aceito na prestigiosa Academia de San Carlos, em 1942, e realizou sua primeira exposição em 1951, no Salão de Artes Plásticas, transformando-se num dos mais importantes artistas mexicanos.

 

Suas obras retratam o diálogo com a natureza e o cosmos (foto: divulgação)

Suas obras retratam o diálogo com a natureza e o cosmos (foto: divulgação)

 

Em 1996, ganhou o Prêmio Nacional de Ciências e Artes na categoria das Belas Artes. Também tem recebido outros importantes reconhecimentos, tanto nacionais, quanto internacionais, dentre eles, a condecoração do Governo do Japão, com a medalha Tesouro Sagrado do Dragão, em 1987.

Considerado um dos maiores representantes de paisagens naturais contemporâneas na pintura universal, Nishizawa trabalhou e lecionou na cidade de Toluca, onde transformou sua casa em estúdio, quase até o momento de sua morte, aos 96 anos em 29 de setembro de 2014. Seu falecimento deu-se há apenas uma semana antes da abertura da exposição de sua obra, em Brasília.

 

 


 

 

“A Paisagem Mexicana na Plástica de Luis Nishizawa”

Local: Museu Municipal de Arte (MuMA) – Portão Cultural (Av. República Argentina, 3430, Terminal do Portão – Portão)

Quando: Até 18 de março.

De terça-feira a domingo,

das 10h às 19h.

Ingresso: gratuito.

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

EXPOSIÇÃO: “LOUCURAS ANUNCIADAS – FRANCISCO DE GOY... A Caixa Cultural São Paulo apresenta, de 29 de julho a 24 de setembro, a mostra Loucuras Anunciadas, do artista espanhol Francisco de Goya (1746-1828)...
COMUNIDADE: Cônsul Takahiro Nakamae prestigia Shin... Dirigentes e associados do Centro Cultural Hiroshima do Brasil realizaram, no último dia 14, em sua sede social, na rua Tamandaré, 800, no bairro da L...
TÊNIS DE MESA: Clube Ipê e Liga Nipo-Brasileira ba... Com cerca de 650 atletas inscritos, a Liga Nipo-Brasileira de Tênis de Mesa consolidou-se neste final de semana (19 e 20) como o maior evento promoved...
MINAS GERAIS: Morre idoso japonês que recebia a s... Sem família no Brasil, morreu no dia 22 de fevereiro, o agricultor aposentado, Shiguenobu Yahiro de 75 anos, que estava internado no Hospital São Luca...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *