ARTIGO/OTA: ‘Felizmente, 2017 foi um ano muito produtivo em ações pela comunidade nipo-brasileira’

Inicio esta conversa com você, leitor, com uma palavra: determinação. Sobretudo, quando tudo parecer perdido. Quero que a tenha em mente em 2018. Pois, foi assim que, para mim, pareceu ter-se iniciado 2017. Refiro-me ao Hospital do Carrão. Refiro-me ao desinteresse da gestão anterior de levar a cabo uma promessa feita a mim e aos moradores: dar um destino ao hospital que pode contribuir para desafogar o atendimento em toda a Zona Leste, beneficiando mais de 700 mil pessoas.

 

“Um projeto de lei tem que resultar em benefícios capazes de mudar a vida das pessoas”. Foto: divulgação

 

Em jogo, uma emenda de R$ 3 milhões da deputada federal Keiko Ota – a única até hoje – para as obras da unidade, fechada há mais de 20 anos. Havia prazos a serem cumpridos para que a emenda não fosse perdida. Fora isto, um complicador as eleições municipais. O que fiz? Decidi conversar com o então candidato João Doria, levando-o ao hospital fechado. Pedi-lhe um compromisso. Ele foi eleito.

Em 5 de fevereiro, veio a resposta: João Doria assumiu compromisso público de retomar as obras. No dia seguinte, eu e a deputada nos reunimos com o secretário da Saúde, Wilson Polara, para a primeira, de uma maratona de reuniões em diversas pastas, a fim de salvar a emenda de R$ 3 milhões.

Fiz gestão pessoalmente na Caixa Econômica Federal, acionei o Ministério da Saúde, as Secretarias Municipais de Saúde e Serviços e Obras. Felizmente, em 17 de novembro, obtive a informação de que a Prefeitura havia cumprido etapa necessária a garantir a emenda parlamentar. Sigo acompanhando o processo, certo de que esta é apenas mais uma etapa de uma luta, cujo maior responsável sempre foi a Prefeitura de São Paulo. Continuarei, contudo, no meu papel, o de cobrar e fiscalizar.

 

Ações pela comunidade japonesa – Felizmente, 2017 foi um ano muito produtivo em ações pela comunidade. Como único issei do parlamento paulistano, e, ciente das necessidades de revitalização do meu querido bairro da Liberdade, provoquei uma proveitosa reunião de trabalho entre personalidades atuantes no bairro: o presidente da Associação Cultural e Assistencial da Liberdade, Hirofumi Ikesaki, e o delegado da polícia federal, Mario Ikeda, com o presidente da Câmara, Milton Leite. Expressei meu desejo, elaborado posteriormente na forma de projeto, de alterar o nome da Praça Liberdade para Liberdade-Japão, bem como a estação do metrô, dentre outras melhorias pelo bairro.

Outra iniciativa pró-comunidade foi o reconhecimento, em outubro, com o título de cidadão paulistano, do senhor Takejo Ogata, presidente internacional da Fundação Nippon. A entidade realiza diversos trabalhos na área de filantropia pelo mundo, sendo, no Brasil, a Beneficência Nipo-Brasileira, seu principal braço atuante.

No que tange às comemorações dos 110 anos da imigração japonesa para o Brasil, integro o grupo de parlamentares japoneses da Câmara Municipal de São Paulo. Participei da primeira reunião de trabalho, em novembro, no gabinete do prefeito João Dória, quando foram feitas apresentações sobre o conjunto de atividades e ações destinadas a viabilizar as comemorações.

 

Atuação parlamentar – Sempre parto do princípio que um projeto de lei tem de resultar em benefícios capazes de mudar a vida das pessoas. Sendo assim, e com atuação nas áreas de saúde, educação e assistência social, destaco que tive sancionada em 2017, minha Lei 115/2016 que cria o Serviço de Atendimento Homeopático Hospitalar na cidade de São Paulo. Com isto, a Prefeitura está autorizada a firmar convênios e ou parcerias com entidades especializadas em homeopatia, universidades, empresas públicas e privadas e entidades de classe a fim de viabilizar o serviço à população.

Também sou autor dos seguintes projetos de lei em trâmite no legislativo municipal:

PL 135/2017 – Institui o Dia do Paradesporto, em 22 de setembro, com o objetivo de reconhecer todos os atletas, técnicos, gestores, dirigentes, professores, profissionais de educação física, dentre outros atores que atuam para promover as atividades dos portadores de necessidades especiais.

PL 173/2017 – Institui o Programa de Castração Móvel destinado ao controle populacional de cães e gatos em São Paulo, por meio de unidade móvel.

Substitutivo ao PL 52/2017 – Institui como Política Pública o Programa de Prevenção ao uso indevido de drogas, vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Urbana e à Secretaria de Educação, com a finalidade de promover nas escolas e na sociedade ações voltadas à prevenção ao uso indevido de drogas, a promoção da cidadania e à disseminação da cultura da paz.

PL 94/2017 – Institui a Semana de Orientação Profissional para o Primeiro Emprego nas escolas municipais a fim de despertar nos estudantes o conhecimento das profissões existentes no mercado, além de apresentar e esclarecer dúvidas sobre a Lei de Aprendizagem.

PL 70/2017 – Trata do Programa Municipal de Fomento a Empreendimentos Ecoambientais de Economia Popular Solidária em São Paulo.

PL 51/2017 – Trata da Criação e funcionamento de Cooperativas Sociais com a missão de promover a integração social por meio da geração do trabalho e renda de pessoas em situação de vulnerabilidade social, deficientes físicos e sensoriais, psíquicos e mentais, dependentes químicos, egressos do sistema penitenciário, e adolescentes maiores de 16 anos em situação familiar de risco.

PL 406/16 – Alterou a lei 14.485 de 2007 para incluir no calendário de eventos da cidade a Semana do Cooper Matsuri, em julho.  Durante uma semana, o festival reúne a comunidade nipo-brasileira com apresentação de artes marciais, danças, origami e tear, dentre outras atividades.  A tradição do Cooper Matsuri faz menção ao cooperativismo iniciado no Brasil pela Cooperativa Agrícola de Cotia, de 1942.

Como é possível notar, minhas ações terão desdobramentos e conclusões importantes em 2018. Ações estas que pretendo ver executadas para o bem de todos os paulistanos, independente de sua cor, credo ou raça, acredito que podemos construir uma São Paulo mais humana e solidária, juntos, respeitando as diferenças e, acima de tudo, transformando situações desfavoráveis em ações positivas para o bem comum. Muito Obrigado!

 

*Masataka Ota é vereador pelo PSB

 

 

Related Post

PARÁ: Governador do Pará recebe vice-ministro japo... O diferimento do ICMS para o setor mineral de alumínio e as comemorações pelos 120 anos do Tratado de Amizade, Navegação e Comércio entre Brasil e Jap...
DOURADOS: Prefeito recebe comitiva japonesa para d...   O prefeito de Dourados (MS), Murilo Zauith recebeu no último dia 18, uma comitiva japonesa liderada pela Associação Cultural e Esportiva Nip...
ACONTECE: Atrium celebra os 120 Anos de Amizade Br... O Shopping Atrium dedica este final de semana (19 e 20) para celebrar os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão. Entre as a...
COMUNIDADE OKINAWANA: ORGANIZADORES COMEMORAM RESU... A Associação Okinawa Kenjin do Brasil (AOKB) e o Urizun (Circulo de Ex-bolsistas de Okinawa no Brasil), realizaram no dia 19 de novembro, no Auditório...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *