ARTIGO: Programa de Uso Racional da Água é urgente e imprescindível

(*) Aurélio Nomura

 

A atual crise hídrica na cidade de São Paulo é resultado de um conjunto de fatores que precisava ter sido visto há 10 anos. A região metropolitana tem a menor disponibilidade per capita de água do País, só produz a metade do que necessita e para abastecer toda a população tem de buscar água num raio de 100 quilômetros. O desmatamento e o aquecimento global têm provocado alterações climáticas que causam a estiagem e a situação se agrava ainda mais com o desperdício, a poluição dos rios, a degradação do meio ambiente (principalmente da Amazônia), as ocupações irregulares das áreas de mananciais e pela falta de conscientização ambiental.

 

Vereador Aurélio Nomura: "Água é vida" (foto: divulgação)

Vereador Aurélio Nomura: “Água é vida” (foto: divulgação)

 

Estima-se que em 2025 São Paulo tenha 22 milhões de habitantes e a oferta de água crescerá de 73m³ para 103m³ ao ano por habitante. Por isso, são urgentes os investimentos do Poder Público e a conscientização da população. Na rede de distribuição, a perda já foi reduzida de 35% para 25% com recursos do Japan Bank for International Cooperation (JBIC). Porém, esse índice continua alto.

A Lei nº 14.018/2005 (regulamentada pelo Decreto nº  47.731/06), que institui o Programa Municipal de Conservação e Uso Racional da Água, teve como base um projeto de minha autoria e precisa ser retomado o quanto antes. Implantada pelos prefeitos na época (José Serra e Gilberto Kassab) em hospitais, creches e em unidades de Assistência Médica Ambulatorial (AMA), a lei resultou em uma economia de 70 milhões de litros de água só na rede pública.

Entre outros pontos, o texto da lei determina a colocação de hidrômetros individualizados, vasos sanitários com descarga de 6 litros, restritores de vazão, arejadores de torneiras, captação e reuso de água. Um  conjunto de itens que pode resultar em uma economia entre 35% e 60% no consumo de água. Apenas a troca de 720 mil vasos de 15 litros pelos de 6 litros economizaria o equivalente ao que é retirado do Sistema Alto Cotia (1,07m³/s).

Além da implantação das medidas de uso racional e reuso da água, é primordial a educação e conscientização ambiental. Outro projeto de minha autoria resultou na Lei nº 11.998 de 16 de janeiro de 1996, que institui o Dia da Água no âmbito do município de São Paulo, comemorado em 21 de março. Na semana anterior à data, as escolas municipais e particulares do município devem promover palestras, cursos e debates com a participação de pais e alunos visando difundir a necessidade de preservação, do combate ao desperdício, do uso racional e reuso para que esse bem finito possa ser preservado para as próximas gerações. Água é vida!.

 

Aurélio Nomura é vereador pelo PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, membro da Comissão de Finanças e Orçamento e da Comissão de Meio Ambiente; relator da CPI das Áreas Contaminadas e da Subcomissão de Iluminação Pública.

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

CIDADES/ANDRADINA: Jamil discute projeto cooperaçã... O prefeito de Andradina (SP), Jamil Ono (PT), participou nesta terça-feira (22) de uma reunião na Embaixada da República de Moçambique com o conselhei...
KARAOKÊ: 18º Kawabata Karaokê Taikai reúne cerca d... Quando o número de cantores inscritos passa dos 320, costuma trazer preocupações à comissão organizadora devido a cada vez mais rigorosa exigência das...
TÊNIS DE MESA/64º INTERCOLONIAL: Eric Jouti e Izum...   Eric Jouti e Izumi Nishida são os grandes campeões individuais do 64º campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa, realizado de24 a...
MEMAI: PERSONAGENS DE ANIME EM CURITIBA Por Marília Kubota     Chega à Curitiba a exposição Japão: Reino dos Personagens, promovida pelo Consulado Geral do Japão de Cu...

One Comment

  1. Caro Aurélio Nomura san, incansável Vereador: que sua batalha seja MUITO bem sucedida junto a todos nas soluções para melhor uso da ÁGUA!!

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *