ATENDIMENTO MÉDICO VETERINÁRIO: PROJETO DE AURÉLIO NOMURA PARA CRIAR UNIDADE MÓVEL É APROVADO EM PRIMEIRA VOTAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL

Tramita na Câmara Municipal de São Paulo o Projeto de Lei nº 318/2012, de autoria do líder do governo, vereador Aurélio Nomura, que cria a Unidade Móvel de Atendimento Médico Veterinário. O projeto que visa foi aprovado em primeira votação na sessão extraordinária do último dia 21.

O serviço, que será levado às regiões periféricas da Capital, fará consultas, tratamento preventivo e até cirurgias, incluindo castração, nos animais domésticos de pequeno porte, facilitando a vida das pessoas que moram nos bairros afastados e não têm condições de levar o animal até uma clínica veterinária. O atendimento será aberto a toda população e não será preciso que a família esteja inscrito em algum programa social do governo.

 

Projeto deve beneficiar donos de animais domésticos de periferias. Foto: reprodução

 

Também beneficiará os protetores de animais, que terão condições de cuidar com mais atenção e carinho dos cães e gatos resgatados das ruas.

Os animais atendidos deverão ser identificados com o Registro Geral de Animais (RGA), conforme legislação, e no caso de o animal já possuir o registro, o documento deverá ser apresentado no momento do atendimento.

“O projeto surgiu ao constatar o aumento da população de cães e gatos abandonados nas ruas, praças e centros urbanos, e também de proprietários de animais que não têm condições financeiras de oferecer um tratamento médico-veterinário a seus bichos”, explica o vereador Aurélio Nomura. “A simples remoção desses animais não tem mostrado resultados efetivos no controle dessas populações. Com a devida orientação, além do carinho, o proprietário manterá esse animal domiciliado e com saúde, garantindo também menores ricos à saúde humana”, destaca Nomura.

 

Posse responsável – O projeto de Lei do vereador estabelece que cada Unidade Móvel terá condições mínimas de instalações e equipamentos indispensáveis para o funcionamento do serviço médico veterinário, que incluem salas de ambulatório, de antissepsia ou degermação; salas de cirurgia e de recuperação cirúrgica; balança para pesagem dos animais; kits de emergência para ressuscitação cardiorrespiratória; equipamentos para esterilização de materiais; e material para acondicionamento e descarte dos resíduos, de acordo com a legislação vigente.

O programa orientará, ainda, o dono a exercer a posse responsável do animal de estimação, mantendo-o domiciliado, vacinado e livre de vermes, garantindo, com isso, menos riscos à saúde humana e animal.

O projeto objetiva tratar todos os animais com carinho e respeito, oferecendo-lhes proteção e zelo pela sua sobrevivência. “Com a Unidade Móvel de Atendimento Médico Veterinário vamos, de certa forma, minimizar os problemas encontrados, propiciando um digno atendimento veterinário”, conclui o vereador Aurélio Nomura.

 

 

Related Post

FALECIMENTO: Akira Tanaka morre em SP aos 88 anos ... Missa será domingo Faleceu nesta terça-feira (1º), em São Paulo, aos 88 anos de idade, Akira Tanaka, marido da professora de Ikebana Emília Tanaka....
IDIOMA: Inscrições abertas para cursos de japonês ...   A Fatec (Faculdade de Tecnologia do Estado) de Itapetininga vai oferecer cursos gratuitos de mandarim e japonês à comunidade. Os interessados dev...
BUTÔ: Companhia de dança japonesa Sankai Juku leva... A companhia japonesa de dança Sankai Juku traz “Meguri – Mar exuberante, Terra tranquila”, espetáculo de butô no Teatro Alfa em São Paulo, nos dias 23...
PROGRAMA DE ENVIO DE ESTAGIÁRIOS PARA ENTIDADES: J...   No dia 2 de agosto, durante sua rápida passagem pela capital paulista, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, fez uma promessa diante da p...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *