ATENDIMENTO MÉDICO VETERINÁRIO: PROJETO DE AURÉLIO NOMURA PARA CRIAR UNIDADE MÓVEL É APROVADO EM PRIMEIRA VOTAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL

Tramita na Câmara Municipal de São Paulo o Projeto de Lei nº 318/2012, de autoria do líder do governo, vereador Aurélio Nomura, que cria a Unidade Móvel de Atendimento Médico Veterinário. O projeto que visa foi aprovado em primeira votação na sessão extraordinária do último dia 21.

O serviço, que será levado às regiões periféricas da Capital, fará consultas, tratamento preventivo e até cirurgias, incluindo castração, nos animais domésticos de pequeno porte, facilitando a vida das pessoas que moram nos bairros afastados e não têm condições de levar o animal até uma clínica veterinária. O atendimento será aberto a toda população e não será preciso que a família esteja inscrito em algum programa social do governo.

 

Projeto deve beneficiar donos de animais domésticos de periferias. Foto: reprodução

 

Também beneficiará os protetores de animais, que terão condições de cuidar com mais atenção e carinho dos cães e gatos resgatados das ruas.

Os animais atendidos deverão ser identificados com o Registro Geral de Animais (RGA), conforme legislação, e no caso de o animal já possuir o registro, o documento deverá ser apresentado no momento do atendimento.

“O projeto surgiu ao constatar o aumento da população de cães e gatos abandonados nas ruas, praças e centros urbanos, e também de proprietários de animais que não têm condições financeiras de oferecer um tratamento médico-veterinário a seus bichos”, explica o vereador Aurélio Nomura. “A simples remoção desses animais não tem mostrado resultados efetivos no controle dessas populações. Com a devida orientação, além do carinho, o proprietário manterá esse animal domiciliado e com saúde, garantindo também menores ricos à saúde humana”, destaca Nomura.

 

Posse responsável – O projeto de Lei do vereador estabelece que cada Unidade Móvel terá condições mínimas de instalações e equipamentos indispensáveis para o funcionamento do serviço médico veterinário, que incluem salas de ambulatório, de antissepsia ou degermação; salas de cirurgia e de recuperação cirúrgica; balança para pesagem dos animais; kits de emergência para ressuscitação cardiorrespiratória; equipamentos para esterilização de materiais; e material para acondicionamento e descarte dos resíduos, de acordo com a legislação vigente.

O programa orientará, ainda, o dono a exercer a posse responsável do animal de estimação, mantendo-o domiciliado, vacinado e livre de vermes, garantindo, com isso, menos riscos à saúde humana e animal.

O projeto objetiva tratar todos os animais com carinho e respeito, oferecendo-lhes proteção e zelo pela sua sobrevivência. “Com a Unidade Móvel de Atendimento Médico Veterinário vamos, de certa forma, minimizar os problemas encontrados, propiciando um digno atendimento veterinário”, conclui o vereador Aurélio Nomura.

 

 

Related Post

CIDADES/VALE DO RIBEIRA: Nakayama visita Sete Barr... No dia 14 de junho, Tetsuya Nakayama, 88 anos, monge que mora em Lucélia, 120 km de Marília, visitou Sete Barras após 77 anos. Ele veio ao Brasil com ...
RIO 2016: Japan House abre suas portas nesta sexta... Sede dos próximos Jogos Olímpicos, Tóquio marca presença nos Jogos Rio 2016 apresentando um pouco da cultura local e convidando os brasileiros a parti...
ESPECIAL: Cônsul Takahiro Nakamae visita comunidad... O cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae, em companhia do vice-cônsul, Kenji Iwashima, visitou, nos dias 1º, 2 e 3 deste mês, 13 comunid...
COMUNIDADE: Pesquisa tenta descobrir ‘o que pensam...   O que pensam os jovens nikkeis sobre o Japão e sua cultura? E sobre as entidades nipo-brasileiras? Para tentar descobrir estas e outras resp...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *