ATIBAIA: 37ª edição da Festa de Flores e Morangos exalta força da cultura japonesa em Atibaia

Com expectativa de receber um público estimado em cerca de 100 mil visitantes em 13 dias de evento, prossegue hoje (feriado da Independência), sexta, sábado e domingo (7, 8, 9 e 10 e também nos dias 15, 16 e 17 e 22, 23 e 24 deste mês), no Parque Edmundo Zanoni, em Atibaia, a 37ª Festa de Flores e Morangos. Uma realização da Associação Hortolândia de Atibaia, a festa é consolidada e reconhecida tanto no âmbito nacional como internacional, sendo o quarto evento cultural paulista que mais atrai público de fora do Estado de São Paulo.

 

37ª Festa de Flores e Morangos exalta presença japonesa em Atibaia. Foto: Aldo Shiguti

 

Com “O Japão mais perto de você”, a edição deste ano oferece aos visitantes a típica culinária japonesa, flores e plantas que encantam pela qualidade e variedade de espécies, além de um cenário cultural intenso e diversificado.

 

Autoridades, convidados e organizadores participam do tradicional Kagami Biraki. Foto: Aldo Shiguti

 

Parte dessa grandiosidade foi apresentada já na sexta-feira passada, primeiro dia de funcionamento da festa, quando aconteceu a cerimônia de abertura. Estiveram presentes, entre outros, o presidente da Associação Hortolândia de Atibaia, Nelson Yoshida, o prefeito da Estância de Atibaia, Saulo Pedroso de Souza, e sua esposa, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Atibaia, Simone Cardoso; o vice-prefeito da Estância de Atibaia, Emil Ono; o cônsul Satoshi Morita; o secretário-adjunto de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Rubens Rizek Jr.; os deputados federais Walter Ihoshi, Vanderlei Macris e Herculano Passos, o presidente da Acenbra (Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Atibaia), Eriberto Ono,  o presidente da Pró-Flor – Associação dos Produtores de Flores e Plantas Ornamentais de Atibaia – Dirceu Hasimoto e o presidente do Sindicato Rural de Atibaia, Tsutomu Mitsuiki, entre outros.

 

Walter Ihoshi, Nelson Yoshida (presidente da Associação Hortolândia) e Rubens Rizek (secretário-adjunto de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo). Foto: Aldo Shiguti

 

Inspiração – A crise econômica que o país atravessa dominou os discursos. Nelson Yoshida disse que, apesar do cenário econômico atual, a expectativa é que o balanço seja positivo. Segundo ele, o sucesso do evento, que envolve mais de 2 mil pessoas, é resultado do esforço conjunto entre a iniciativa privada e o poder público municipal.

 

O cônsul Satoshi Morita entre o prefeito e o presidente da associação. Foto: Aldo Shiguti

 

Ao Jornal Nippak, o presidente da Associação Hortolândia de Atibaia destacou que “a gente sempre acaba buscando confiança nas pessoas que já realizaram esse evento”. “Essa busca de orientação e informações daqueles que já batalharam por essa festa sempre nos fortalece”, explicou Yoshida, acrescentando que, “particularmente, já participo desse evento há 30 anos e já passamos por momentos difíceis que foram superados”. “E outros novos desafios surgirão. Então, se existir trabalho e dedicação a gente acaba não dando muita importância para a crise e tendo uma visão para o futuro. Isso é o que nos move”, observou ele, afirmando que o produtor já vinha se preparando para enfrentar o pior.

 

Visitantes ficaram encantados no primeiro fim de semana da festa. Foto: Aldo Shiguti

 

Parque Ecológico – “Essa crise já vinha sendo anunciada desde 2014. Nós já prevíamos esses altos custos, diminuindo a capacidade de reinvestimento do produtor. Mas espero que não persista por mais tempo. Hoje, para sobreviver, o produtor trabalha com uma pequena margem de lucro. Estamos trabalhando próximo ao custo de produção. Mas acredito que isso não acontece apenas com o nosso setor, mas com toda a atividade econômica no país. Estamos todos no mesmo barco, sejam elas atividades rurais, industriais ou comerciais. O importante é mudar o olhar e buscar resultados nos pequenos detalhes”, disse Yoshida, que também falou sobre a situação do Parque Ecológico de Atibaia, que está sendo construindo pela Associação Hortolândia no bairro dos Pires, em Atibaia.

Em uma área de 580 mil metros, a associação pretende desenvolver projetos educacionais, culturais e agrícolas com o objetivo de trazer grandes incentivos ao turismo e a economia local. São diversas áreas envolvidas para valorizar o crescimento municipal. Com projeto assinado pelo arquiteto Ruy Ohtake, o empreendimento tem foco no conceito sustentabilidade. O projeto prevê ecoturismo, captação de água de chuva para reaproveitamento, centro de tratamento de esgoto, áreas experimentais agrícolas, dentre outras.

 

Deputados Herculano Passos e Walter Ihoshi, prefeito Saulo, cônsul Morita, Simone, Macris e Nelson Yoshida. Foto: Aldo Shiguti

 

 

Orgulho – Para o presidente do Sindicato Rural de Atibaia, Tsutomu Mitsuiki, a Festa de Flores e Morangos de Atibaia já é reconhecida nacionalmente e “esperamos que ela seja reconhecida também internacionalmente para nos dar mais orgulho e força para o futuro”.

 

Dirceu Hasimoto, presidente da Pró-Flor: “Temos muito trabalho”. Foto: Aldo Shiguti

 

Já o presidente da Pró-Flor, Dirceu Hasimoto, explicou que a região conta com cerca de 700 produtores de flores e plantas ornamentais que se dedicam à produção familiar e até a produção em larga escala. “Muitos utilizam recursos avançados”, destacou Hasimoto, acrescentando que “nossos produtores, além de gerarem empregos, proporcionam outros benefícios como moradia e saneamento básico”.

 

Setor de vendas oferece uma variedade de plantas e flores. Foto: Aldo Shiguti

 

Segundo ele, apesar do momento difícil, os produtores “devem continuar insistindo”; “Devemos estar preparados para atender a demanda quando a economia melhorar”, disse avalia Hasimoto, explicando que o Brasil conta com cerca de 9 mil produtores de flores e a renda per capita, de R$ 26,00, é considerada baixa se comparada com países como a Holanda, cujo consumo médio é de R$ 150,00, e a Alemanha, com consumo médio de R$ 190,00 por habitante. “Ainda temos que trabalhar muito”, afirmou.

Representando o titular da pasta, Arnaldo Jardim, e o governador Geraldo Alckmin, o secretário-adjunto de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo disse que, apesar de o país estar atravessando a pior crise de sua história, a Festa de Flores e Morangos de Atibaia envolve três setores que crescem gradativamente ano a ano: 1) a fruticultura – “o morango de Atibaia é diferenciado, um dos melhores do mundo” – que cresce entre 5% e 7% todos os anos; 2) o mercado de flores, que está crescendo de 10% a 12% ao ano; 3) e o setor de turismo.

 

Vencedores do Concurso de Desenho. Foto: Aldo Shiguti

 

Homenagem – O deputado Walter Ihoshi lembrou que em 2018 a comunidade japonesa comemora os 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil e “Atibaia é uma parte importante dessa história. “Essa festa é um exemplo do legado deixado por nossos antepassados, um exemplo de integração entre os povos, mas sobretudo, de valorização da produção local”.

“A Festa de Flores e Morangos, que atinge este ano sua 37ª edição é uma homenagem da comunidade nipo-brasileira aqui representada pela Associação Hortolândia, uma associação reconhecida por toda a sociedade local. Mais uma vez a Festa de Flores e Morangos de Atibaia traz essa rica cultura nipo-brasileira e apresenta a vocação agrícola da região, que tem na produção de flores e morangos um exemplo para todo o país. Fortalecer a produção, fortalecer o desenvolvimento e as oportunidades, junto com a integração cultural é tudo de bom aqui na cidade de Atibaia”, disse Ihoshi.

 

Prefeito Saulo Pedroso e a primeira-dama, Simone Cardoso, o deputado federal Walter Ihoshi e o cônsul Satoshi Morita. Foto: Aldo Shiguti

 

Consolidação – Em entrevista ao Jornal Nippak, o prefeito Saulo Pedroso destacou a importância da festa para o município. “Costumo dizer que a Festa de Flores e Morangos é a festa que consolida todas as principais características do nosso município. Município que é forte na produção de flores e morangos – e não só em termos de quantidade mas também em termos de qualidade –, um município acolhedor, que investe muito no acolhimento dos turistas e para que isso aconteça a gente tem que proprocionar eventos de qualidade e a cada ano que passa essa festa fica maior e melhor. Além disso tudo, tem um ingrediente que a comunidade japonesa proporciona, que é a riqueza cultural. E visitando a festa a gente tem oportunidade de conhecer essa qualidade, esse empenho e essa dedicação que tem reflexo não só no desenvolvimento econômico da cidade mas também  no desenvolvimento das pessoas”, destacou Saulo.

 

Arrow
Arrow
ArrowArrow
Slider

 

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    37º Festa de Flores e Morangos de Atibaia

    Data: Até 24 de setembro de 2017

    As sextas, sábados e domingos – incluindo dia 07.

    Horários: das 09h até 18h

    Local: Parque Municipal Edmundo Zanoni, Av. Horácio Neto, 1030.

    Cidade: Atibaia, SP.

    Telefone – 0800-555-979

    www.floresemorangos.com.br

     

     

    Evento prossegue hoje (quinta) e nos próximos três fins de semana. Foto: Aldo Shiguti

     

    PROGRAMAÇÃO DE PALCO DOS DIAS 2, 3 E 7 DE SETEMBRO

     

    DIA 07/09 (QUINTA)

    12H: Bon Odori Atibaia (Japão)

    13H: Nuaar – Núcleo de Artes Árabes (Árabe)

    14H: Grupo Gold Und Silber – Soc. Filarmônica (Alemanha)

    15H: Kawasuji Taikô de Atibaia (Japão)

    16H: Filha de Isis – Grupo de Dança do Ventre (Árabe)

    17H: Bon Odori Atibaia (Japão)

     

     

    DIA 09/09 (SÁBADO)

    12H: Bon Odori Atibaia (Japão)

    13H: Grupo Aozora Daiko Bragança Paulista (Japão)

    14H: Grupo Puro Country de Tuiti (Estados Unidos)

    15H: Kawasuji Taikô de Atibaia (Japão)

    16H: Grupos Raizes de Atibaia (Brasil)

    17H: Bon Odori Atibaia (Japão)

    DIA 10/09 (DOMINGO)

    11H: Sumô (Japão)

    12H: Bon Odori Atibaia (Japão)

    13H: Kagura do Brasil (Japão)

    14H: Grupo Volga (Rússia)

    15H: Kawasuji Taikô de Atibaia (Japão)

    16H: Ishin Yosakoi Soran (Japão)

    17H: Bon Odori Atibaia (Japão)

    *Programação sujeita a alteração sem aviso prévio

     

     

     

     

    Related Post

    VIOLÊNCIA CONTRA ÀS MULHERES: São Paulo precisa me... Vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher, a deputada federal Keiko Ota (PSB-SP) participou da ag...
    MEIO AMBIENTE: FRUTAS DA MATA ATLÂNTICA   2º Seminário discute manejo e cultivo de frutas nativas   A ABJICA (Associação dos Bolsistas da Jica – São Paulo) e o Instituto Flore...
    CINEMA: ‘O Desejo da Minha Alma’ O drama “O Desejo da Minha Alma” (Hitono Nozomino Yorokobiyo, 2014), do diretor japonês Masakazu Sugita. A obra retrata o forte terremoto que atingiu ...
    BELO HORIZONTE: Culinária é destaque na 6ª edição ... De 17 a 19 de fevereiro (sexta, sábado e domingo), Belo Horizonte receberá o 6º Festival do Japão em Minas. Desde 2012 que a capital mineira é palco d...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *