BAIRRO ORIENTAL: Para Ikesaki, conceito de Bairro Oriental está ‘se perdendo’

 A Acal – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade – realizou, no último dia 2, em sua sede, no bairro da Liberdade, cerimônia de posse da nova diretoria para o biênio 2015-2017 e comemoração do Ano Novo (Shinnenkai). Estiveram presentes o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-SP, Alencar Burti; o deputado estadual Jooji Hato (PMDB); o vereador e deputado estadual eleito, coronel Álvaro Camilo; o vereador de São Bernardo do Campo, Hiroyuki Minami (PSDB); o presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social –, Kihatiro Kita; o presidente do Conselho Deliberativo do Bunkyo, Kiyoshi Harada; o presidente da UPK – União Paulista de Karaokê – Elzo Sigueta; o Chefe de Gabinete da Subprefeitura da Sé, Gilmar Tadeu Ribeiro Alves; o general Riyuzo Ikeda; o presidnete do Nippon Country Club, Valter Sassaki, e o diretor do Bradesco, Milton Matsumoto, entre outros.

Em seus dicursos, Jooji Hato, Kiyoshi Harada, Hiroyuki Minami, Kihatiro Kita, o vereador Camilo e Gilmar Alves parabenizaram os membros da nova diretoria e desejaram uma gestão “profícua”. Já Alencar Burti falou sobre sua admiração ao empresário, profissional e pai de família. Disse que nasceu na Rua Conde de Sarzedas e, portanto, faz parte da história do bairro da Liberdade.

 

A nova diretoria executiva da ACAL tomou posse no último dia 12 (foto: Jiro Mochizuki)

A nova diretoria executiva da ACAL tomou posse no último dia 12 (foto: Jiro Mochizuki)

 

Anos difíceis – Burti lembrou que “as previões indicam que teremos dois anos muito difíceis pela frente e precisaremos da determinação de um povo como o japonês, que já enfrentou muitos obstáculos e certamente vai servir de inspiração para que possamos superar os momentos difíceis”.

Ikesaki observou que 2015, de acordo com o horóscopo chinês, será regido pelo carneiro, ano de “equilíbrio e harmonia”, e destacou os objetivos que regem a Acal: a integração e o bem estar da sua comunidade; o aprimoramento cultural e social; o melhoramento das condições físicas e sócio-ambientais, preservando e divulgando as características orientais do Bairro da Liberdade.

 

Ikesaki: "Não podemos perder esse objetivo" (foto: Jiro Mochizuki)

Ikesaki: “Não podemos perder esse objetivo” (foto: Jiro Mochizuki)

 

Segundo ele, a entidade nasceu do sonho dos comerciantes da Liberdade em possuir uma entidade representativa que defendesse os seus interesses e que trabalhasse para o bem do Bairro da Liberdade. “Esse compromisso continua vivo em nossos ideais”, afirmou, acrescentando que “este bairro foi fundado pelos japoneses e seus descendentes, como Bairro Turistico Oriental e hoje após algumas décadas, vieram outros orientais e se estabeleceram em nosso bairro, e hoje estão muito bem sucedidos em artigos japoneses e eu os parabenizo pela sua capacidade e competência”.

Para Ikesaki, porém, “o conceito idealizado pelos fundadores está se perdendo, e esta perda se dá pela falta de interesse dos descendentes”. “Não podemos perder esse objetivo, esse desejo.

Precisamos da conscientização para que o fundamento do Bairro da Liberdade não seja desencaminhado”, disse o empresário, afirmando que “cada nação tem sua grande importância na tradição, nos costumes, na cultura, e nós temos essa obrigação de manter tudo isso, pois o Estado de São Paulo reúne a maior comunidade japonesa fora do Japão”.

 

Jooji Hato lembrou a trajetória dos imigrantes japoneses (foto: Jiro Mochizuki)

Jooji Hato lembrou a trajetória dos imigrantes japoneses (foto: Jiro Mochizuki)

 

Comprometimento – Por fim, pediu união para “mantermos vivos os desejos dos fundadores do nosso bairro” e disse que esperar contar com o esforço da nova diretoria e “ajuda de toda a comunidade” – lojistas, bancos, empresários e profissionais liberais, para que o bairro “seja mais limpo, mais atrativo, mais agradável, mais organizado e mais seguro, com a união, harmonia comprometimento e compreensão de todos, para sermos um bairro exemplar da cidade de São Paulo”.

 

Alencar Burti: "Também faço parte desta história" (Fotos: Jiro Mochizuki)

Alencar Burti: “Também faço parte desta história” (Fotos: Jiro Mochizuki)

 

“Precisamos fazer com que os visitantes clientes venham mais ao Bairro da Liberdade e deêm preferência aos nossos estabelecimentos”, concluiu Ikesaki, que citou os diversos eventos que a Acal promove ao longo do ano, como o Hanamatsuri – Festa das Flores; Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas; Toyo Matsuri – Festa Oriental e o Moti Tsuki Matsuri – Festa do Bolinho da Prosperidade, além da tradicional Feira de Arte e Artesanato Oriental na Praça da Liberdade.

(Aldo Shiguti)

 

 

DIRETORIA DA
ACAL PARA O
BIÊNIO 2015-2017

 

Presidente:

Hirofumi Ikesaki

1º Vice-Presidente:

Jorge S. Nakano

2º Vice-Presidente:

Tetuya Fujimoto

3º Vice-Presidente:

Toshio Yama

Diretora Secretária Geral:

Selva Mara S. Ferreira

Diretor 1º Secretário:

Marcelino Hamasaki

Diretor 2º Secretário:

Francisco N. Sato

Diretora Tesoureira Geral:

Yuko Kobayashi

Diretora 1ª Tesoureira:

Marina Tikazawa

Diretora 2ª Tesoureira:

Sandra Regina Ikeda

 

Conselho Fiscal Efetivo

Titulares: Tsuguo Kondo, Tamaki Yamamoto, Kihatiro Kita

Suplentes: Paulo Wakiyama, Kiyossi Iwai, Jany Hatanaka

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

NITEN: Grupo de Jovens participa de campanha em pr...   O Hayabusa-kai – Grupo de Jovens do Instituto Niten – promoveu mais uma ação social. Depois da Pastoral da Criança da Igreja São Miguel Arca...
CULTURA: 1º Fuyumatsuri do Bunkyo de Mogi espera m... Na “contramão” da maioria das entidades nipo-brasileiras, que estão realizando seus eventos às custas de muito sacrifício – em especial neste ano, com...
TRADIÇÃO: Associações nikkeis da Zona Norte realiz... No último dia 10, duas associações nikkeis da zona Norte, a Associação Okinawa de Casa Verde e a ACEOSM – Associação Cultural e Esportiva Okinawa Sant...
HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *