BASTOS: Concurso de qualidade abre a Festa do Ovo

 

Para o público, evento começa na sexta (19) com gastronomia e shows.
Esta 54ª edição da festa quer desmistificar caráter de ‘vilão’ do alimento.

 

Festa do Ovo agita a cidade Bastos (foto: Luci Judice Yizima)

 

 

A tradicional Festa do Ovo de Bastos(SP) será aberta oficialmente nesta quarta-feira (17) com um concurso de qualidade do ovo destinado a produtores. Na quinta-feira (18) à noite haverá um coquetel para os avicultores que já são quase 50 empresas participantes.

Na sexta-feira (19), a partir das 14h30, o evento será aberto ao público. A entrada no Recinto de Exposições  Kisuke Watanabe, em Bastos, é gratuita. Ali, como acontece há 53 anos, as principais empresas do segmento expõem seus produtos e serviços para avicultores da Bastos e de outros estados brasileiros. É a oportunidade única de sentir o pulso da postura comercial do país.

 Até domingo, o público contará com diversas atrações, principalmente as ligadas à culinária à base de ovos, além de shows musicais e apresentações de atividades típicas da cultura japonesa, como taikô e karaokê.

 

Shows musicais e apresentações de atividades típicas da cultura japonesa, como taikô e karaokê fazem parte da grande festa (foto: Luci Judice Yizima)

 

Tradicionalmente é no último dia da Festa do Ovo que acontece um dos grandes momentos do evento: a premiação dos avicultores campeões e classificados no Concurso de Qualidade de Ovos.  O ritual de entrega dos troféus e o sorteio do chamado Cestão Avícola – prêmios sorteados entre os avicultores – são tão tradicionais como a própria festa, que está em sua 54ª edição e, neste ano, comemora os 85 anos de fundação de Bastos, o município que desde os anos 1960 é conhecido como Capital do Ovo. A cidade produz atualmente 14 milhões de ovos por dia, o que representa cerca de 20% da produção do país.

 

 

‘Não é vilão’

A nutricionista Lisane Garcia recomenda comer ovos todos os dias(Foto: Reprodução/TV Tem)

Além de promover negócios ligados à produção de ovos, a feira de Bastos também trabalha para desmontar o caráter de “vilão do colesterol” que o alimento manteve por vários anos. A nutricionista Lisane Garcia garante que aquela velha história de que o ovo faz mal para a saúde já foi desmistificada pela ciência.

“É aconselhável, sim, comer ovo todo dia. O colesterol ruim é mito, não existe. Nós precisamos desse colesterol que existe na gema do ovo principalmente para as nossas funções cerebrais”, diz Lisane.

Em Bastos, o ovo faz parte do cardápio diário em todos os lugares, seja em casa ou até mesmo nas academias de judô. Rico em proteínas, o ovo tem também a albumina, presente na clara, que ajuda na reconstrução muscular.

Por isso, o ovo é o alimento oficial no maior centro de treinamento de judô da América Latina, localizado em Bastos. Pelo menos três vezes por semana, todos os atletas se alimentam com muitos ovos.

“Vários atletas usam o ovo por causa da proteína. É um alimento cheio de nutrientes importantes e depois de um treino de quatro horas precisamos nos alimentar bem”, diz o judoca Fabline Henrique da Silva.

 

 

Fonte: G1

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *