BEISEBOL: Comandada por Barry Larkin, seleção brasileira inicia luta por vaga no World Baseball Classic 2017

Comandada por Barry Larkin, eleito Hall da Fama, a seleção brasileira de beisebol inicia sua luta por uma vaga no World Baseball Classic 2017, a Copa do Mundo da molidade. A equipe irá realizar em solo americano, no campo da Universidade Saint Joseph, a preparação final na busca de sua segunda participação consecutiva no torneio.

 

Barry Larkin comandou a campanha vitoriosa no último classificatório. Foto: divulgação

Barry Larkin comandou a campanha vitoriosa no último classificatório. Foto: divulgação

 

A classificatória acontece entre os dias 22 e 25 deste mês. O Brasil é um dos quatro países que lutam pela última vaga para o mundial ao lado da Grã-Bretanha, Paquistão e Israel. A estreia acontece no dia 22, contra o Paquistão.

A equipe conta com nove jogadores contratados por equipes da Major League Baseball, atuando em afiliados nas ligas de acesso; cinco atletas que jogam no Japão; quatro cubanos com residência legal brasileira; três norte-americanos com cidadania brasileira (filhos de um pai ou mãe brasileiros) e mais oito jogadores que atuam no Brasil, dois deles com passagem recente por times MLB: Murilo Gouvêa e Jean Tomé.

 

Paulo Orlando reforçará o time brasileiro. Foto: divulgação

Paulo Orlando reforçará o time brasileiro. Foto: divulgação

 

Dos 28 atletas convocados, oito participaram do WBC 2013. André Rienzo é um dos mais experientes do grupo, sendo o primeiro arremessador brasileiro a atuar na Major League Baseball, tendo estreado pelo Chicago White Sox, em 2014.

Para conseguir se classifcar, a CBBS conta novamente com a coordenação técnica de Barry Larkin, comandante da campanha vitoriosa na última classificatória e da boa performance no WBC 2013. Ele será auxiliado pelos compatriotas Latroy Hawkins, técnico de arremessos, recém aposentado, com 21 anos de carreira na principal liga de beisebol do mundo, atuando em 11 times, e Steve Finley, técnico de rebatidas, 19 anos de carreira na MLB, eleito duas vezes para o “All StarGame”, além de vencer como atleta uma World Series, maior título da MLB.

 

Rienzo é um dos mais experientes do grupo. Foto: Divulgação

Rienzo é um dos mais experientes do grupo. Foto: Divulgação

 

Divulgação – Já estão classificadas para o WBC as seleções da Austrália, Canadá, China, Colômbia, Coreia do Sul, Cuba, Estados Unidos, Holanda, Itália, Japão, México, Porto Rico, República Dominicana, Taipé Chinesa e Venezuela, restando apenas a vaga a ser disputada pelos brasileiros.

Tanto a classificatória como o World Baseball Classic são organizados e realizados pela Major League Baseball em parceria com MLBPA, associação dos jogadores profissionais das grandes ligas, espécie de sindicato da modalidade. A MLB vê neste torneio entre seleções – sancionado pela WBSC (Confederação Mundial de Beisebol e Sóftbol) – uma maneira de expandir e divulgar o esporte mundialmente.

 

 

Related Post

EM HOTÉIS: Matsubara Hotel promove aulas de Yoga A partir deste semestre o Matsubara Hotel no bairro do Paraíso oferece aos hóspedes, clientes, funcionários e o público em geral aulas de Yoga do Stud...
BEISEBOL: Semifinais e Finais da Taça Brasil de Be...   Neste final de semana (14 e 15/12) o site Travinha Esportes transmite ao vivo a XX Taça Brasil de Beisebol Interclubes Adulto, direto do E...
TÊNIS DE MESA: LIGAS DE ATLETAS “NÃO FEDERADOS” AG... Em tempos de crise no Brasil, poucas áreas têm o privilégio de aferirem um crescimento significativo, muito mais tratando-se de modalidades esportivas...
FUTSAL: A nikkei Ana Paula Emy Satake Yamada fatur... Ana Paula Emy Satake Yamada (foto: divulgação)   Que o futebol no Brasil é uma paixão nacional, todo mundo já sabe.  O que ninguém imagina...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *