BEM ESTAR: “É COMPLICADO”

 

Crédito de imagem:
http://www.morguefile.com/archive/display/809883

 

Tenho observado que a expressão “É complicado” tem sido utilizada com frequência.

Amar é complicado, É complicado ser Feliz, o Trânsito é complicado, Confiar é complicado, Trabalho em equipe é complicado, As pessoas são complicadas…. E assim por diante.

Vejo, porém, que o “complicado” tem aparecido em nossas vidas em outras situações.

Por exemplo, quando quero recusar um favor, é o “complicado” que resolve a situação.  Uma rota de fuga.  Um subterfúgio.  Uma maneira de me esquivar quando não consigo colocar em palavras sobre um compromisso que não gostaria de assumir.

E por outro lado, quando os recursos são escassos, impossíveis de serem acumulados ou gerados, como é o caso do nosso tempo e paciência?

A Professora Lia Diskin nos faz lembrar com frequência sobre a importância do templo e da paciência, nos cursos de Atenção e Concentração nas Práticas Meditativas da Palas Athena:

É também fundamental que saibamos recusar, adequadamente, o pedido de uma pessoa que se apropria de nosso tempo e paciência, tanto pelo nosso benefício, quanto pelo processo de aprendizado da pessoa em questão.  Trata-se do conceito da escola Yoga: asteya – não nos apropriarmos indevidamente daquilo que não nos pertence.

Respeitados os limites, aprecio particularmente um terceiro modo de se usar o “complicado”: o “vai ser complicado”.  No “vai ser”, há uma abertura, uma tentativa, algo como “Vai ser complicado, mas vamos juntos ver onde dará”?

 

 

 

 

======================================================================

 

Helena Tiemi Honda Kobayashi

Sócia e colaboradora da Associação Palas Athena, é instrutora de yoga, atenção e concentração nas práticas meditativas. Tem doutorado e mestrado pela Yokohama National University, tendo completado 15 anos de vivência no Japão.

 

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SILVIO SANO > NIPÔNICA: FÉRIAS TRABALHISTAS, AQUI ... Minha primeira ida ao Japão foi na condição de bolsista-estagiário pela província de Mie, terra natal de meu pai. Isso, há muito... muito tempo... rsr...
Beleza by YUMI KATAOKA: A importância da hidrataçã...   Olá Amigas, hoje iremos falar um pouquinho sobre a pele e os cuidados diários que fazem toda a diferença na maquiagem, e para isso, conto co...
PROMISSÃO: Igreja Construída pelos Imigrantes Japo... À direita o Prefeito de Promissão, Hamílton Foz (foto: Shigueyuki Yoshikuni)   Pelo menos é o que propõe a comitiva recebida pelo Prefeito...
SOCIAL: Kodomo-No-Sono tem novo presidente André K... A Associação Pró-Excepcionais Kodomo-No-Sono promove jantar para apresentação da nova diretoria no Restaurante Taizan, no Bairro da Liberdade em São P...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *