BEM ESTAR: ESTRATÉGIAS PARA O CALOR DO VERÃO

 

Convido-lhe a transitar pela cultura japonesa e pelas suas estratégias para conviver com a rotina do calor intenso.

Não é comum associarmos o calor às terra nipônicas, porém, bem antes que estas ondas de calor nos atingissem em São Paulo, eram bastante comuns no Japão.

Daí podemos encontrar no vocabulário japonês palavras peculiares que descrevem esta estação.  Por exemplo, nettaiya descreve noites tropicais onde a temperatura ultrapassa os vinte e cinco graus Celsius, trazendo imenso desconforto.  Já môusho sugere um calor desconcertante e intenso, sem trégua.

Podemos encontrar, dentro da sabedoria japonesa, o que eu denominaria ‘instrumentos culturais’ para lidar com o calor.  Vamos ver alguns deles?

Sinos de Vento: confeccionados em vidro ou em metal com sons peculiares, reproduzem sons refrescantes que nos remetem à quedas d’água, ao som do gelo tocando as bordas de um copo.

Atividades Noturnas: é nesta época do ano (por volta de Agosto, no Japão), que os japoneses saem para as ruas à noite para apreciarem fogos de artifício.  Podem ser tantos os grandes fogos, às margens dos rios e lagos, ou mesmo fogos de artifício caseiros, cujo brilho se faz compartilhar em família.  À noite, sob o frescor da brisa noturna as pessoas saem de Yukata, uma espécie mais leve de quimono colorido, impreterivelmente portando seus leques.

Filmes de terror: particularmente são os que menos me atraem, porém, atribuem-se a eles a capacidade de nos fazer sentir frio na espinha, permitindo que nos esqueçamos momentaneamente do calor.

A criatividade japonesa baseia-se numa sensibilidade de observação e ‘contato de pele’ com os objetos, que me parecem incomuns.

Podemos aprender com eles o como, observando-lhe os gestos, e imitando-os como uma maneira de entrarmos em contato com o modo japonês de vivenciar o mundo, absorvendo o que nos parece apreciável, guardando como vivência aquilo que não nos coube.

 

 

 

Helena Tiemi Honda Kobayashi

Sócia e colaboradora da Associação Palas Athena, é instrutora de yoga, atenção e concentração nas práticas meditativas. Tem doutorado e mestrado pela Yokohama National University, tendo completado 15 anos de vivência no Japão.

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

BEM ESTAR: O caminho do viver Estão sendo conduzidos pelo tempo, conforme circunstancias, situações, escravos dos cinco sentidos e emoções? Passados os ciclos dos sete anos, mai...
BEM ESTAR: FACES URBANAS DE TÓQUIO     http://www.spoon-tamago.com/2014/01/16/super-slow-motion-video-from-a-train-car-rolling-into-shinjuku-station/ Este é o lin...
BEM ESTAR: A TEMPESTADE No domingo, dia 18 de maio, tivemos em São Paulo uma chuva de granizo.  A marca do temporal ficou gravada nas proximidades do Parque da Aclimação,...
BEM ESTAR: Como conviver sem atritos É comum  ter atritos no convívio com mais de uma pessoa. Imaginem numa família grande, no ambiente de trabalho, quantos atritos ocorrem diariamente...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *