BEM ESTAR: Viver

Alguma vez , tem pensado,  o que a  sua presença representa no seio do convívio?

Como você vibra em relação a cada pessoa que você depara, sem ao menos conhecê-la?

Que tipo de danos está causando ao planeta e consequentemente ao universo?

Assim como lançar a pedra numa lagoa de água parada, causa onda que propaga de acordo com a força ou peso desta pedra, é o mesmo com sua freqüência vibratória que corre os quatro cantos do planeta.

Infelizmente esta centrado apenas no próprio problema, que já é demais para poder suportar esta sobrecarga e sem poder solucionar e sair dela, não há folga na mente para pensar e solucionar, bem como adoçar o coração, vive o amargor..

Diante dessa situação se põe de vítima, em busca de compaixão, não percebendo que isso não muda a raiz do problema, pois é problema interno criado por você..

Uma pessoa é capaz de fazer sofrer ou alegrar multidão de pessoas, dependendo da postura tomada diante a  situações que são impostas no decorrer da vida.

O resgate que terá de fazer das dívidas cármicas de outras vidas, estão presentes nessa vida, principalmente no seio da família, há de ser percebido e resolvido.

Muitos ignoram e continuam travando guerras,  odiando,  ofendendo, desprezando, querendo que as coisas sejam do seu jeito, sentimento de posse e domínio como cobrança de uma eventual dívida cármica.

Se, és chefe de família, deves perceber a repercussão que causa a todos os membros da família, que por respeito, nada pode fazer  para intervir, ajudar, que causam grandes conseqüências para a vida de cada um.

Acredito que a maioria das famílias vivem este drama, esta tragédia, sem fim.

Sendo família, não consegue cortar laços, embora distante, ela está sempre presente, que cada qual carrega para próxima encarnação, se não trabalhadas..

Essa emoção psicológica acarreta no dia a dia dos relacionamentos externos, trazendo prejuízos no bom andamento ao caminho da prosperidade de cada um, pois vive o mundo da negativadade, da tristeza, da melancolia, da angústia, da amargura..

Chega-se ao momento da necessidade de busca da compreensão maior, da natureza cíclica, da espiritualidade, por ser humano, são dotados de inteligência máxima.

Os referenciais de valores começam a mudar completamente, quando atinge o conhecimento do seu propósito de vida, desse mundo impermanente, do vazio, da ilusão, que nada nos pertence,  tudo que adquirimos é  emprestado.

Percebe-se da futilidade, da mediocridade, que conduz essa oportunidade única da encarnação.

Se cada um é responsável de todos os atos e pensamentos, todas as desavenças, desentendimentos, conflitos, devem ser limpos, através da reconciliação, do perdão, para transformar tudo em amor, eliminando ódios, raivas, iras, mágoas, tristezas, etc.

Livre-se do ego, do orgulho, seja simples,  viva o amor e seja feliz!

A tudo isso, a pessoa percebe somente no momento quase morte, da passagem para o outro lado, onde nada mais pode ser feito, atente para isso.

 

TAKEO WATANABE

TAKEO WATANABE

Terapeuta Holístico / Seu Mentor
Tratamento personalizado sob medida - corpo - mente - espírito.
Saúde, Alegria, Felicidade, prosperidade, a seu alcance.

Espaço Luz Violeta
Av. Jabaquara, 2940 – salas 82-83 (Prox. Metrô S.Judas)
Tel.: (11) 2275-7787 - 99917-8281- 96447-9087
Mail: reuniaocommentores@gmail.com
TAKEO WATANABE

Últimos posts por TAKEO WATANABE (exibir todos)

     

     

     

    Related Post

    SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: Idiotice é ser milionário no...   Outro dia, uma velha amiga pediu-me para ser sua fiadora junto ao banco onde estava negociando empréstimo de valor significativo. Não tive c...
    TÊNIS DE MESA: San-Ei, mais uma empresa japonesa n...   Reunião de assinatura do contrato entre a CBTM e San-Ei: Alaor, Shin Miura, Chika Matsuzawa e Marcos Yamada (foto: CBTM)   A Con...
    CANTO DO BACURI > Francisco Handa: A Trilha do Inf... Começou como mangá, Kozure Okami foi lançado em 1970, em 28 volumes, em torno de 300 páginas cada um. O roteiro era de Kazuo Koike e arte de Goseki Ko...
    CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Boneca de Madei... Quando entrou na sala, um tanto confuso, com a vitrola no canto, num amontoado de vinil, via-se nas capas a cara de Misora Hibari num sorriso. Nad...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *