BEST SELLER: ‘O Jeitinho no Japão para os Brasileiros – Guia Prático para viver no Japão’ ensina divertindo

Existem muitos livros que ensinam japonês, mas nenhum outro capta a vida comum japonesa como o “O Jeitinho no Japão para os Brasileiros – Guia Prático para Viver no Japão” (Editora Jornalística União Nikkey Ltda). As simpáticas ilustrações e o bom-humor das sentenças, além do cuidado de trazer dicas de utilidade como o que fazer para se matricular na escola, para usar o sistema de saúde ou para tirar a carta de motorista, ajudam a tornar o livro o guia ideal para quem planeja morar no Japão.

Obra é perfeito para presentear quem pretende ir para o Japão.
Divulgação

A autora, Makiko Matsuda que diz “gostar, mais que qualquer outra coisa, de bebida e música brasileira”, é professora adjunta da Universidade de Kanazawa. No momento, ela está no Brasil desenvolvendo o seu projeto de pesquisa. Quando dava aulas na Universidade Tecnológica de Nagaoka, na província de Niigata, ensinou língua japonesa aos estrangeiros como voluntária. Na ocasião, conheceu muitos brasileiros que sofriam com a barreira da língua e foi daí que surgiu a ideia de escrever um livro que pudesse ajudá-los.

O coautor é Tiago Sales Pinto, um carioca que foi estudar no Japão e se empregou por lá mesmo. Ele conta que o conteúdo do livro reflete sua própria experiência e a experiência dos amigos: “Quando moramos em outro país, com língua e cultura distintas, assuntos triviais viram um grande problema”.

O vocabulário e as sentenças de exemplo do livro refletem situações que os brasileiros residentes no Japão tiveram de enfrentar de verdade. As expressões de sentido vago, muito utilizadas durante um diálogo informal, como “pode ser… / será…? ou “por que não?”, e até diálogos de casais em namoro, que não teriam lugar em um material mais sério, ganham espaço neste título.

Naturalmente, o livro traz as expressões básicas de uso cotidiano como cumprimentos ou modos de fazer pedidos em restaurantes, além de apresentar situações que terão de ser enfrentadas como procurar um apartamento, buscar um emprego, consultar um médico, atitudes a tomar se for envolvido em um desastre, como fazer o registro de pessoa estrangeira e como renovar a carta de motorista, além de uma lista de números de telefone úteis.

Como é uma edição bilíngue, é possível simplesmente apontar o dedo na sentença e mostrá-la ao interlocutor.

O título foi lançado no Japão em 2008. No Brasil, ele virou best seller  desde que foi lançado, em 2013.

O motivo que faz o livro ser amado por tantos leitores fica claro na seção que fala sobre “gravidez e parto”. Como em todas as outras seções do livro, as sentenças de exemplo são apresentadas cronologicamente na ordem de sucessão dos eventos, mas nesta seção, em especial, a seleção parecem falas de uma telenovela.

 

“Minha menstruação está atrasada”

“Posso estar grávida”

“O que faço?”

“Que problema”

“Vou para o hospital”

“O seguro não atende”

“Quero ter o bebê”

“Vamos nos casar”

“Não se precipite”

“Vou voltar ao meu país para ter o bebê”

“Vou ter esse bebê, nem que seja sozinha”

 

Best Seller – Esta sequência nos deixa receosos, ainda mais se imaginarmos que, sabendo do processo de criação do livro, há possibilidade de que tais diálogos tenham se baseado em fatos reais. Na última página da seção, depois de uma série de verbetes úteis como “agenda materno infantil” ou “enjoo de grávida” há três sentenças: “Será que vai ser menino ou menina?” “O bebê se mexeu”, “Mal dá para esperar a hora, não é?”. Pelo visto, o casal teve um final feliz…

Estes pequenos detalhes e o bom-humor que permeia todo o livro tornam a leitura agradável, apesar de se tratar de uma lista de verbetes. Dá para concordar por que se tornou um best seller. O box “Ura – Jeitinho” encontrado em diversos pontos também vale uma leitura.

O livro é perfeito para dar de presente a estudantes de japonês, bolsistas, estagiários, quem vai trabalhar no Japão, japoneses que estão aprendendo português e interessados pela cultura japonesa, de forma geral.

 

Pelo valor de R$ 50,00, o livro pode ser adquirido na

Livraria Sol (11-3208-6588 www.livrariasol.com.br),

Livraria Fonomag (11-3104-3329 www.fonomag.com.br)

Livraria Takano (11-3209-3313). Vale a pena.

 

 

Related Post

COMUNIDADE: Tottori 50+20: valores éticos e morais... A Associação Cultural Tottori-Kenjin do Brasil realizou no dia 8 de novembro, no Centro de Intercâmbio Brasil Tottori, solenidade para comemorar o 50º...
HAICAI BRASILEIRO   A partir desta semana – e semana sim, semana não – o Jornal Nippak passa a publicar a coluna Haicai Brasileiro, um espaço dedicado a haicaísta...
GUATAPARÁ: Comunidade japonesa comemora 50 anos Há 50 anos, doze famílias vindas do Japão formaram a comunidade Mombuca, em Guatapará (SP) – a 50 km de Ribeirão Preto. Hoje, são mais de 400 japonese...
RIO DE JANEIRO: RIO 2016 * TOKYO 2020 Em 6 de agosto de 2016 aconteceram apresentações especiais entrelaçando RIO 2016 e TOKYO 2020. na JAPAN HOUSE (CASA DO JAPÃO), Cidade das Artes, Av. d...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *