CAMINHO DE SANTIAGO: Integrantes da Naguisa percorrem mais de 900 km a pé

Numa realização inédita, integrantes do Programa Arukokai Naguisa (PAN) percorreu a pé o famoso Caminho de Santiago de Compostela, entre os meses de maio e junho. Situado no norte da Espanha, o Caminho de Santiago foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1993.O Caminho é desde século IX, uma rota de peregrinação, depois que se descobriu que o túmulo do apóstolo São Tiago ficava em Compostela. São Tiago foi um dos apóstolo de Jesus Cristo e o primeiro a ser martirizado por ordem de Herodes.

 

A alegria da chegada em Santiago de Compostela. Foto: Jorge Mori

A alegria da chegada em Santiago de Compostela. Foto: Jorge Mori

 

Segundo Jorge Mori, integrante do PAN, “existem diversos caminhos que levam até Santiago de Compostela, sendo o Caminho Francês um dos mais conhecidos”. E foi este o caminho escolhido pelo grupo da Naguisa.

 

A famosa e imperdível cerimônia do “Botafumeiro” Incensário na Catedral de Santiago de Compostela. Foto: Jorge Mori

A famosa e imperdível cerimônia do “Botafumeiro” Incensário na Catedral de Santiago de Compostela. Foto: Jorge Mori

 

De acordo com Mori, o Caminho Francês tem início na França e o ponto de partida mais famoso  fica  na fronteira com a Espanha, chamado de San Jean Pied de Port, num percurso de 811,4 km. “Opcionalmente, ainda há uma extensão para Finisterra e Muxia em mais de 100 km que muita gente vai de ônibus ou outro transporte. No caso da Naguisa um grupo foi a pé. Em termos de distância, é algo de tirar o fôlego”, destaca Mori, acrescentando que “e para completar, o caminho não é nada plano”. “É cheio de montanhas e das altas”, conta.

 

Cidade de Hospital de Órbigos na festa medieval. Foto: Jorge Mori

Cidade de Hospital de Órbigos na festa medieval. Foto: Jorge Mori

 

Iniciando mais um dia de caminhada. Foto: Jorge Mori

Iniciando mais um dia de caminhada. Foto: Jorge Mori

 

O grupo, formado por 9 pessoas (Emy Ito, Júlia Ono, Clara Tominaga, Mitsuru Tominaga, Rosa Mieko Tanaka, IochichicoTakano) saíram dia 15 de maio de São Paulo, tendo iniciado a caminhada em 17 de maio em Saint Jean e terminando em 13 de junho em Santiago. O outro integrante, Jorge T. Mori, saiu de São Paulo em 2 de junho para se encontrar com o grupo na cidade de Leon (aproximadamente metade do percurso) e prosseguir para Santiago. E de Santiago de Compostela, prosseguiu-se até Muxia e Finisterra. Foram 900 quilômetros, num total de 32 dias..

 

Em frente a Cruz de Ferro em Focebadon. Foto: Jorge Mori

Em frente a Cruz de Ferro em Focebadon. Foto: Jorge Mori

 

No final, a opinião unânime que “valeu a pena” e “faríamos tudo de novo”. “Com exceção de Takano que havia feito esse caminho há 11 anos atrás, todos foram pela primeira vez e também uma distância tão longa e por tantos dias: cerca de 30 dias de caminhada ininterrupta, perfazendo 900 quilômetros”, disse Jorge Mori, acrescentando que “foi algo cansativo sim, com bolhas nos pés de alguns, dores nas costas etc, mas algo realmente gratificante”.

 

No caminho, uma capela em Cacabelos construída no século XXII. Foto: Jorge Mori

No caminho, uma capela em Cacabelos construída no século XXII. Foto: Jorge Mori

 

Segundo os participantes, as cenas ficarão guardadas na lembrança de cada um dos participantes. “Paisagens que ficam gravadas para sempre na lembrança, contato com as mais diferentes pessoas, a gastronomia espanhola, seus vinhos, a sensação de desafios que foram vencidos e principalmente a satisfação e paz interior”, destacam.

 

Palácio de Gaudi em Astorga. Foto: Jorge Mori

Palácio de Gaudi em Astorga. Foto: Jorge Mori

 

O Marco Zero indicando o final do Caminho de Santiago, na foto Julia, Emy, Mori e Takano. Foto: Jorge Mori

O Marco Zero indicando o final do Caminho de Santiago, na foto Julia, Emy, Mori e Takano. Foto: Jorge Mori

 

 

 

(Texto e fotos: Jorge Mori)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ANDRADINA: Andradina terá encontro regional de mul... A prefeita de Andradina (SP), Tamiko Inoue (PCdoB), convidou a cônsul geral adjunto do Japão em São Paulo, Hitomi Sekuguchi, e a presidente do Bunkyo ...
COMUNIDADE: 10º Bunka Matsuri espera 10 mil visita... O Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – realiza neste fim de semana (21 e 22), em suas dependências, a 10ª ediçã...
MOGI DAS CRUZES: Juliano recebe secretário da Pess... Políticas públicas voltadas à acessibilidade são tema do encontro entre Cid Torquato e prefeito em exercício que também abordou ações para adequar ent...
COMUNIDADE: HOSPITAL SANTA CRUZ COMPLETA 78 ANOS E... O Hospital Santa Cruz comemora neste mês os 78 anos de sua fundação e lança o livro “História do Hospital Santa Cruz - Sociedade Brasileira e Japonesa...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *