CAMPINAS: Ondekoza agita público de Campinas

No dia 5 de setembro, o taikô do grupo japonês Ondekoza, considerado o melhor do Japão, realizou um espetáculo   com batidas que ecoaram  e marcaram presença no salão do Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, lotado de associados, amigos e convidados de várias cidades vizinhas. Além da performance, os japoneses também ministrou um workshop que contou com a participação de tocadores do grupo Mitsuba de Campinas, São Carlos e  apreciadores  do taikô,  com demonstrações de postura, respiração, preparação física e movimentos precisos e harmoniosos.

 

O presidente do Nipo de Campinas, Tadayoshi Hanada recepciona o grupo Ondekoza (Foto: Celia Kataoka)

O presidente do Nipo de Campinas, Tadayoshi Hanada recepciona o grupo Ondekoza (Foto: Celia Kataoka)

 

Natsuha Ogawa (Foto: Celia Kataoka)

Natsuha Ogawa (Foto: Celia Kataoka)

O presidente do Nipo, Tadayoshi Hanada, deu boas vindas e agradeceu a comitiva por ter escolhido Campinas para iniciar a turnê pelo país. “ Estamos tendo a oportunidade de conhecer o grupo de taikô mais famoso do Japão “ disse Tadayoshi, mostrando muita satisfação com a visita. Com promoção da Cultura Japonesa do Japão, representado pela diretora Natsuha Ogawa, o grupo também se apresentou com sucesso no Grande Auditório do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – , no dia 7, e no dia 8 na 11ª edição da Beauty Fair, no Expo Center Norte, além da Ono Music  Hall em Foz do Iguaçu PR (10) e na Aliança Cultural em Londrina PR (12).

 

Grupo impressionou público de Campinas pelo profissionalismo (Foto: Celia Kataoka)

Grupo impressionou público de Campinas pelo profissionalismo (Foto: Celia Kataoka)

 

A naturalidade com que eles tratam os instrumentos e o cuidado  na preparação, o vigor e a disciplina foram alguns dos pontos que chamara a atenção do público que lotou o Nipo de Campinas para assistir a apresentação. A excelente condição física é mantida com corridas diárias de 10 km e uma alimentação saudável. Nas apresentações, percebe-se o profissionalismo com movimentos firmes, determinados, passos firmes, olhar sereno e compenetrados e ao longo da apresentação  o suor tomava conta do corpo numa demonstração de  um preparo físico especial. Fundado em 1965, o grupo é conhecido por participar de maratonas de diversas localidades do mundo, e por tocarem nos gigantescos wadaiko (bumbos).

 

Grupo posa com diretoria do Nipo de Campinas (Foto: Celia Kataoka)

Grupo posa com diretoria do Nipo de Campinas (Foto: Celia Kataoka)

 

O Ondekoza ficou famoso em 1975, quando recebeu homenagens e reconhecimento internacional nos Estados Unidos. A partir daí, vários convites surgiram e eles não pararam mais de divulgar a arte dos taikôs. Para abrilhantar ainda mais o espetáculo,  o taikô dá lugar a dança tradicional com apresentações da “dança do leão” (Shinshi mae), com imitações dos movimentos de um leão, muito apreciado pelos japoneses. O som da flauta de bambu também deu um toque de leveza e artístico proporcionado pelo flautista Zeizan Matsuda (líder do grupo). E para a alegria das crianças e de todos, um  dos integrante deu uma demonstração de muita habilidade com o brinquedo “bimboquê”,  que está se tornando uma moda no Japão entre as crianças e adultos.

(Célia Kataoka, especial para o Jornal Nippak)

 

Related Post

INTERNACIONAL: Acordo entre Brasil e Japão tem pri... L.S.O. foi a primeira brasileira a se beneficiar do Acordo de Previdência Social entre Brasil e Japão, promulgado no último mês de março. A segurada, ...
MÚSICA: Coral Feminino Bunkyo se apresenta em Baur... No próximo dia 28 de outubro, sábado, a partir das 16h30, o Coral Feminino Bunkyo estará se apresentando em Bauru, em evento organizado pela Associaçã...
GOLFE: Taça Emi Nomura integra calendário de 2015 ... A Federação Paulista de Golfe (FPG), maior federação da modalidade do Brasil, já publicou em seu site o calendário de eventos para 2015. A temporada, ...
JAPÃO: Seita que promoveu ataques terroristas no ... Vinte anos depois do ataque com gás sarin ao metrô de Tóquio, a seita Aum Shinrikyo (Verdade Suprema) sobrevive com 1.650 membros e continua captando ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *