CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Uma tentativa vã | A criação

canto-do-bacuri-chico

Uma tentativa vã

 

Nenhuma palavra diz

Suficientemente diz

O que se pretende dizer.

 

Escrever na superfície

Da água

Deixando rastros

Que logo se desfazem.

 

Gritar um segredo

Do amor à mulher casada

Num furo da parede

Que assim ninguém ouça

Continua segredo.

 

Mas nas palavras não ditas

Num silêncio realizado

A verdade se revela

A dureza da pedra

Rolando correnteza abaixo

Sem se incomodar

Mas incomodando

Metafísicos e pensadores

Que questionam demais.

 

Nenhuma palavra fala

A verdade

Senão fala somente

A verdade da palavra.

 


 

 

A criação

 

Cada momento

É eternamente toda

Criação.

Assim crio neste momento

O mundo que me rodeia

Meus amigos

Minhas manias

Minhas amantes.

 

Neste momento respiro

Vejo que é o ar é bom

Crio a ventania.

 

Crio a poesia

Com as palavras perdidas

Suor de meus poros

Lágrimas de sal.

 

Quando crio o tempo

Passo a viver menos

Com medo

Que a morte chegue um dia!

 

Crio também a tristeza

De um tempo que

Nunca existiu de fato.

 

Crio portanto a ilusão.

Crio a mim mesmo

Fonte de toda criação.

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     

    Related Post

    MEMAI: ENTREVISTA | MONJA COEN E A CULTURA DA PAZ Monja Coen no ateliê de Hideko Homma. (Foto: Zendo Brasil)   Por Marilia Kubota   Os monges  zen ainda não são pops como o Papa...
    SILVIO SANO > NIPÔNICA: Ouvindo rádio… no ap... Desde que chegou à casa de Mário, em finais de semana que não tem compromisso Hiro costuma dormir até tarde. Se bem que, mesmo em dias comuns da seman...
    JORGE NAGAO: Marilia Kubota, poeta que bota pra q... Lançamento da antologia Retratos Japoneses no Brasil, com dez autores nipo-brasileiros: Adalgisa Naraoka, Alexandre Inagaki, Itiro Takahashi, Gabriel...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Grande Culto no Templo Taise...   Em memória pelos 550 anos do falecimento do Mestre Nitiryu Daishounin (1385-1464), um dos pilares desse ramo Budista – HBS – Budismo Primord...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *