CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O mundo vermelho | Trilha de pedras | A vida num fio

canto-do-bacuri-chico

O mundo vermelho

Este vermelho intenso

Das telhas empilhadas

Tingem fundo

O fundo dos olhos.

Um vulcão que arde

Ainda queima a lava

Derramando-se

Nas bordas.

Apenas queima

Sem explodir

Em danação.

Os erros do passado

São pedras ardendo

Num imenso

Liquidificador.

 

 


 

 

Trilha de pedras

Pelos caminhos da vida

Pedras rolaram nos pés.

Nos pés do caminhante

Muitas pedras lisas

Outras pontiagudas.

Nos pés de Jizo

As pedras pararam

Estátua de pedra também.

 

 


 

 

A vida num fio

Numa linha esticada

A pipa ascende

Nas mãos do menino

Ascende

A vida também

Ascende

Numa linha esticada

Nas mãos do menino.

Um agito do vento

Veloz a rebentar

A linha no vento.

Foi-se a pipa ao

Infinito

Foi-se a vida

Num instante

Nas mãos de um

Velho menino.

 

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

    Related Post

    CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O caso da cunha... Nunca fora aceita na casa. No começo a indiferença das cunhadas, que não economizavam palavras em japonês quando resolviam desprezá-la devido seus cab...
    CANTO DO BACURI > Mari Satake: Dias Sombrios Dias Sombrios   Não sei que notícias estarão nos jornais da amanhã, pelo andar das coisas, não serão nada boas para o país. Nas tevês, vo...
    JORGE NAGAO: Yudi dançou no Rock in Rio   O Rock in Rio, apesar do enorme sucesso, virou piada mundial quando se transferiu para Lisboa e depois Madri. Imagina um Rock in Rio Tóquio?...
    ERIKA TAMURA: Juliana Barros, uma araçatubense no ...   Durante essas minhas andanças entre Brasil e Japão, tenho me deparado com histórias incríveis e conhecido pessoas admiráveis. E um dia desse...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *