CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Os anos passados | Nada mais se detém

canto-do-bacuri-chico

Os anos passados

Realmente passaram de fato

Ou será o passado

Uma fagulha do tempo

Que nunca existiu?

Assim comemoramos

O novo

Que surgiu do passado

Neste exato momento

Esta vida é um redemoinho

Girando como bobo

João bobo do tempo

Incessante padecer.

Seria diferente se

Não fosse assim

Seria deselegante

Dar passos mal ensaiados

A vida é bailado

A tourear um touro

Negro e cansado

Que nunca deve morrer

Para que a tourada

Continue produzindo

Numa arena de sangue

Um bailado que não deve

Cessar jamais.

Assim gritam

“bravo touro”

”bravo toureador

“bravo bobo”

 

 


 

 

Nada mais se detém

Os homens não são imortais

Pois padecem no tempo

Sem deter a juventude

Daquela beleza tão efêmera

Da “Morte em Veneza”

Morrem para a eternidade

No silêncio espacial

Isento no tempo

Uma poeira cósmica

À direita da Ursa Maior.

Nem os deuses são imortais

Morrendo a cada momento

Para outros surgirem

No soprar do vento

Nem os rastros dos pássaros

Restaram

Ao marcar por instantes

A lava endurecida

Desgastando-se

No atrito das rochas

 

 


 

 

Repercutindo agora

O ressoar do sino

Desses pequeninos

Repercute no passado?

Nem por isso

O passado haverá de retornar

Apenas a sensação

De viver um tempo que deixou

De existir há muito

O ressoar do sino

Desses pequeninos…

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     

    Related Post

    AKIRA SAITO: ATINGIR METAS “Nenhum objetivo é fácil, porém, fica cada vez mais difícil se a pessoa não consegue atingir suas metas”   A regra é simples: Tenha um Obje...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: JOE HIRATA NA FEIRA DA APAE ... Joe Hirata (foto: divulgação)         Ele estará se apresentando no dia 15, domingo à noite. A Feira da Boa Vontad...
    JORGE NAGAO: O Reencontro   Quando o poeta Vinicius de Moraes contava que passava horas e horas na banheira bebericando um uísque, compondo, batendo papo ou simplesment...
    SILVIO SANO > NIPÔNICA: FÉRIAS TRABALHISTAS, AQUI ... Minha primeira ida ao Japão foi na condição de bolsista-estagiário pela província de Mie, terra natal de meu pai. Isso, há muito... muito tempo... rsr...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *