CANTO DO BACURI > Francisco Handa

canto-do-bacuri-chico

Os outros e os outros

Estes habitantes das esquinas

Suas roupas de flagelo

Açoitadas pelo vento

Apenas vivem à margem

Das vias expressas!

Mas causam horror

À mulher que passa.

Outros pedem casa

No centro da cidade

Os prédios invadidos

Desfraldando bandeiras

De país algum!

Mas causam indignação

Ao homem que passa.

Estes outros ficaram

Numa espera

Nunca há de cessar

Enquanto esperam

Vivem.

Aqueles outros passaram

E deixaram

De ser horrorizar

E deixaram

De se indignar

Enquanto passaram

Vivem…

 

 


 

 

As vozes confusas

Nunca antes as vozes

Destoantes

Marcaram tão profundamente

A minha vida.

A minha é simples

Com minha roupa preta

De trabalho.

Ainda que não queira

Os discursos que entram

No ouvido direito

Causam

Tamanho desconforto.

Quero por momentos

Atolar meus ouvidos em cera

Sem ouvir mais

O canto das sereias.

Somente permitiu

Odisseu.

 

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

    Related Post

    JORGE NAGAO: E Eu Aqui (Inveja)   Final de verão, Fernanda trabalha duro, morrendo de inveja de quem está curtindo as férias. "Milhares de pessoas, entre elas a Teresa, es...
    JORGE NAGAO: Turista sem noção   Sou Dilson, brasileiro, moro e trabalho há oito anos em Paris. Louvre, Eiffel, Catedral, Cafe de Flore, Arco do Triunfo... Putz, que Paris!,...
    MUNDO VIRTUAL: Hackers e seqüestro de dados Há poucos dias uma grande rede de televisão noticiou em seu programa de domingo que hackers passaram a invadir computadores e celulares em busca de re...
    JORGE NAGAO: O futebol é o óbvio do povo   Neymar, marcação tripla (foto: divulgação)   O movimento #nãovaitercopa não vingou como era óbvio. Contra a paixão popular, não ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *