CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Por uma cabeça perdida | Colonização por todo lado |

Por uma cabeça perdida

 

Um homem havia a muito
que perdera sua cabeça
procurou de um lado
no lado esquerdo não havia
não havia no lado direito
e onde quer que pudesse
procurar.

Por fim achou uma
não era a sua
não se importou com
isso.

Ficou com aquela cabeça
uma cabeça de papelão
não se importou com
isso.

A cabeça de papelão
de tanto pensar
incendiou-se
e foi-se de vez
a cabeça de papelão.

Buscou outra cabeça
a cabeça que encontrou
era a cabeça de um
cabeça dura
cabeça de pedra.

Melhor do que a outra
cabeça de papelão
cabeça de pedra
que de tão dura
mais dura ficou
trincou por pensar
demais
demasiadamente
dura por pensar.

Procurou por outra
uma cabeça mole
uma cabeça de maria
mole
que de tão mole
amoleceu todos
os neurônios
os plutônios
os parafusos
e derretou.

Toda cabeça encontrada
não lhe servia
e assim resolveu ficar
sem cabeça alguma
e quando precisasse de uma
qualquer uma
poderia lhe ser útil.

Inútil seria buscar uma cabeça
que fosse
que fosse somente sua.

Nem das cabeças somos
donos!

 


 

Colonização por todo lado

 

Cuidado com a Coca-cola
colonização americana.

Cuidado com o Carrefour
colonização francesa.

Cuidado com a Nestlê
colonização suiça.

Cuidado com a Wolkswagen
colonização alemã.

Cuidado com a Honda
colonização japonesa.

Cuidado com a Samsung
colonização coreana.

Cuidado com a Capoeira
colonização africana.

Cuidado com a loira
colonização catarinense.

Cuidado comigo
colonização de minhas palavras.

Cuidado com a colonização
pois será tudo
será o mundo
e o mundo será
tão pequeno
que caberá no coração
cidadão do universo.

Onde quer que esteja
será a sua pátria.

O que quer que coma
será seu alimento.

O que quer que pense
será seu pensamento
colonização do mundo.

 

 

 

 

 

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     

     

     

     

    Related Post

    JORGE NAGAO: Yudi dançou no Rock in Rio   O Rock in Rio, apesar do enorme sucesso, virou piada mundial quando se transferiu para Lisboa e depois Madri. Imagina um Rock in Rio Tóquio?...
    ERIKA TAMURA: 25 anos do movimento dekassegui Este ano de 2015, comemoramos os 25 anos do movimento dekassegui. Mas será que temos muito a comemorar? Na minha opinião, já se passaram muitos...
    HAICAI BRASILEIRO   O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Ma...
    ERIKA TAMURA: Mulheres Felizes   O artigo da semana passada foi um sucesso, total! Recebi muitas mensagens falando sobre o tema, e como falei sobre mulheres fortes pelo mund...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *