CANTO DO BACURI > Francisco Handa: As águas da existência | As tardes longas

canto-do-bacuri-chico

 

As águas da existência

Nada mais se detêm

Na correnteza do tempo

Um rio imenso

De águas cristalinas

A refletir o céu por inteiro:

Os peixes nadam no céu

Os pássaros mergulham nas águas.

As águas dos olhos

Inundando a terra firme

A salgar o trigo e o arroz.

Assim a vida surge

Num choro compulsivo

O choro que continua

Nos amores perdidos

Desespero que não se contêm mais

Mas o Nilo há de transbordar

E regar assim o ventre

Das mulheres jovens

Da água da vida.

Água que há de levar

Um dia

O corpo danado

Fonte de prazeres

De todo sofrimento

Ilusões de Maya

Nas correntezas do Ganges.

Prodigiosa água da vida

Também da morte

A escoar infinitamente

Em minha frente.

 

 


 

 

As tardes longas

Outono percorre as ruas

Num ônibus da periferia

Entre casas baixas

De paredes sujas de graxa.

A tarde percorre as ruas

De olhos quase fechados

A rebater a luz

O último facho

Mourisco a desfalecer.

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     

    Related Post

    ERIKA TAMURA: Brazilian Day 2012   No último fim de semana (dias 21 e 22), foi realizado em Tóquio, o Brazilian Day. Uma festa famosa, que contou com a presença de Preta Gi...
    AKIRA SAITO: FELIZ NATAL Mais um Natal se aproxima e com grande Alegria e Satisfação que desejo aos amigos leitores um Natal cheio de Felicidade e Harmonia. Que o espírito Nat...
    LEGISLAÇÃO com FELÍCIA HARADA: Animais em Condomín... Todos sabemos que são inúmeros os casos de desavenças em relação a permanência de animais em condomínio. Condomínios inúmeros proíbem a permanência...
    MUNDO VIRTUAL: Estamos rodeados de empresas disrup... Recentemente, foi visto pelo noticiário que o presidente de uma grande empresa de telefonia fosse contrário à atividade do WhatsApp, qualificando como...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *