CANTO DO BACURI > Francisco Handa: As sensações ao alto | Além do porto seguro

canto-do-bacuri-chico

As sensações ao alto

Por quê sofrer tanto quando

Chove em minha vida?

Como chovesse somente

Em mim

Em minha janela aberta

Em minha porta quebrada?

Se não chovesse seria

A minha sina

Sofreria de tristeza

Não que a tristeza fosse ruim

E viveria assim só de

Contentamento.

Mas saboreamos afetos

Das cores diversas

Sabores também

Desses pequenos de pimenta

Dessas vermelhas

A queimar lá no fundo

Mais fundo da alma humana

Raiz forte para quem pode

De um momento para outro

Aspirar e quase morrer

Lacrimejar e chorar

E depois rir

Sensação que leva às alturas

Depois despenca e cai

Sem paraquedas que sustente

Suave corpo de emoções.

 

 


 

 

Além do porto seguro

Este porto seguro do agora

Enquanto repito os gestos de sempre

O caminho de sempre

Os mesmos buracos

Acostumei-me também

Com o cheiro que me vem

Cheio nos dois furos da fronte

Agradável

Desagradável às vezes

Ainda assim

Domesticado foram-se.

Mas ao revés disso

Em águas bravias

De bússola quebrada

Não me resta mais

Senão olhar as estrelas

Não sei navegar nelas

Nem um mouro navegante

A soprar minhas velas

E diante à calmaria

Desespero-me.

Desconheço Açores

Quem não cruzou o Cabo

Das Tormentas um dia

Há de continuar sempre

Com o sal nos olhos

Sem sentir o vento livre da salmoura

No mar sem fim da eternidade.

 

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     

    Related Post

    ERIKA TAMURA: Foguete norte-coreano Esses dias estou tão tranquila e sossegada... Os terremotos diminuíram, a primavera chegou... Mas confesso que uma notícia me assustou e chegou a tira...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: O hábito não faz o monge   Esse velho ditado, hoje é pouco ouvido e citado. Mas quando os religiosos andavam com ele, eram mais respeitados. Atualmente, você não disti...
    HAICAI BRASILEIRO   O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Ma...
    AKIRA SAITO: CAFÉ E PLANO REAL   Em breve, depois de dezoito anos, retornarei ao Japão para uma breve visita e o que mais me fascina é o fato de que irei encontrar algumas c...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *