CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Tão Breve | Aos Perdedores Também | Segredo 1 | Segredo 2

canto-do-bacuri-chicoTão breve

As pessoas chegam

Outras partem

Em destinos que desconheço

Num movimento constante

Dos astros e planetas.

Viajante sempre fui

Sai de minha casa

Outras casas foram minhas

Não tenho morada fixa

Fui de Paris um dia

Nesta Pauliceia vivi

Senti a garoa fina

Agradável a borrar a pele

Depois morri numa esquina qualquer

Da vida.


Aos perdedores também

Alguns nasceram para

Vencer

Outros foram perdedores

Todos chegarão um dia

Ao final da corrida

Para alguns as medalhas de ouro

Para outros de prata

Para outros ainda de consolação

Mas todos chegarão

Ovacionados e gritos

Da multidão em delírio.


Segredo 1

Que segredos guardam os homens

Que pudessem guardar eternamente

Em seus próprios corações

Como urnas funerárias

Até que envelhecessem

E nada mais pudesse haver

Um dia

Se um dia alguém quisesse saber

O que nele escondia.


Segredo 2

Se os segredos fossem revelados

Nada mais teria sentido

Pois tudo se tornaria

Vulgar

Nada mais pudesse

Ser compartilhado

Com alguém que pudesse

Compartilhar.

 

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

    Related Post

    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: 10º Concurso de Integração R... Professora Mary Hassunuma com a equipe de Bauru e Lins (Foto: Shigueyuki Yoshikuni)   Realizado no dia 21 de abril, em Pereira Barreto. Os...
    TÊNIS DE MESA: A influência japonesa no tênis de ...   Uma das perguntas que mais escuto em todos os Mundiais que estive presente (16 Torneios desde 1991) é porque somente no Brasil ainda encontr...
    CANTO DO BACURI > Mari Satake: Infância roubada     Sachi é a filha mais velha. A ela coube a tarefa de cuidar das duas irmãs mais novas depois da separação dos pais. Vivem em um...
    BEM ESTAR: A casa da transformação Todos desejam mudanças. Não compreendem a razão do viver. Impotentes diante das dificuldades, contrariedades, imposições, das adversidades, das ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *