CANTO DO BACURI > Mari Satake: E ele se foi

canto-do-bacuri-maki

E ele se foi

Era um homem elegante. De poucas palavras. Viveu no Brasil por uma temporada de cinco anos. Ou quase, ou uns poucos dias a mais. Depois, ainda voltou algumas vezes. Nestas ocasiões, sempre conversávamos um pouco. Nestas conversas, havia dois tempos, ou duas fases. A primeira delas era no ambiente formal. Polido, cumpria os protocolos de forma exemplar. Depois, o segundo tempo. O breve tempo na mesa de algum restaurante. Ele se descontraia. Falava de assuntos amenos e sorria. Falava de sua cidade e seus encantos. Dizia que lá mostraria lugares que me encantariam. Sim. Um dia, eu iria conhecer. E nunca me empenhei em viajar para lá.

Ano passado, ele veio novamente. O breve encontro ficou apenas no primeiro tempo. Depois, eu soube por terceiros. Ele estava doente.

Este ano, logo no comecinho, recebi a triste notícia.

Oremos.

Dia 28 de fevereiro, às 11 horas da manhã será realizada a Cerimônia de 49 Dias. Monge Seiho Kono.

Mãos em reverência. Oremos.

 

MARI SATAKE

MARI SATAKE

marisatake@yahoo.com.br
MARI SATAKE

Últimos posts por MARI SATAKE (exibir todos)

     

    Related Post

    PROMISSÃO: Promissão vai investir em Turismo   A Igreja Cristo-Rei, no Santuário Gonzaga, construída pelos imigrantes japoneses, terá prioridade de melhoramentos dentro do Turismo Religio...
    SILVIO SANO: Koohaku Utagassen   Anos atrás, escrevi que achava exagerada a quantidade de Koohaku Utagassen nos finais de ano, em São Paulo, preferindo que houvesse um só......
    JORGE NAGAO: DOIS MIL E CRISE     A inDEISEjável crise veio da Europa e da AMÉRICA,  YVENS dar o ar de sua desGRAÇA por aqui onde se instala DILMA vez. SOCORRO!...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: 50º Curso de Férias do Curso...       Promovido pela Sociedade de Difusão de Língua Japonesa da Noroeste, presidida pela profª Masako Nakaba, estudantes d...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *