CANTO DO BACURI > Mari Satake: Sim ao retrocesso

E a parcela dos homens e mulheres desavergonhados, acabou de cometer mais uma proeza. Numa demonstração de sua “heroica” missão, deram o seu sim. Sim ao agonizante usurpador. O usurpador cegado e encapsulado pela insensatez que acredita ser o salvador o país.

Disseram Sim à retirada de direitos trabalhistas que nestes tempos de pouca inteligência, ganhou o nome de reforma trabalhista. Mais uma derrota para a população do país.

 

—-x—x—x—-

 

E na maior cidade do país, por muito tempo, falada como a cidade do trabalho, um mocinho não tão mocinho assim, resolveu brincar de prefeito. Seus feitos são todos midiáticos. Após tomar posse, uma de suas primeiras medidas foi aumentar o limite de velocidade máxima para os carros que trafegam nas vias marginais dos Pinheiros e Tietê. Conclusão, nem seis meses depois, aumento no número de acidentes envolvendo os veículos, aumento no número de mortes no trânsito e para abrilhantar o feito, a cassação da própria habilitação. Na educação, sua grande realização, economia na alimentação das creches. Na cultura, cortes e congelamento de verbas e, para reforçar, tem como secretário, alguém que não te m vergonha de dizer em reunião com um agente cultural: “vou quebrar sua cara”. No caso da assistência social, o fabuloso caso da destruição da cracolândia, aparatos policiais de guerra e com direito a retroescavadeiras avançando sobre prédios ocupados por humanos.

 

—-x—x—x—-

 

Socorro!!!!

Mas, dias melhores hão de vir.

O que nos mostrará a história sobre estes nefastos dias?

 

MARI SATAKE

MARI SATAKE

marisatake@yahoo.com.br
MARI SATAKE

Últimos posts por MARI SATAKE (exibir todos)

     

     

    Related Post

    JORGE NAGAO: Palavras Principiadas Por P   Muitos leitores se admiraram pelo fato d’eu ter publicado um texto utilizando apenas a letra G, “Gushiken, guerreiro com G”,  apesar das not...
    ERIKA TAMURA: JAPAN HOUSE Como estou no Brasil, não pude deixar de conhecer a Japan House em São Paulo. A belíssima obra encontra-se na Avenida Paulista, bem no começo e...
    SILVIO SANO > NIPÔNCA: Márcia, da Tatuapé! Nesta Nipônica pretendia abordar sobre Carnaval e sua relação alienante com a população. Tanto que, já na segunda feira, ao trocar a foto de capa de m...
    AKIRA SAITO: APEGO OU DESAPEGO “Muito se diz, mas pouco se faz, o importante é ter equilíbrio e bom senso”   Dizemos que no Budô (Caminho Marcial) tudo é um paradoxo, e no ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *