CARNAVAL: A escola de samba Acadêmicos do Tatuapé é a grande campeã do Grupo Especial de São Paulo deste ano.

CARNAVAL –  A escola de samba Acadêmicos do Tatuapé é a grande campeã do Grupo Especial de São Paulo deste ano. Fundada em 1952, a agremiação da zona Leste levou para o Sambódromo paulistano o enredo: “Mãe África conta a sua história: Do Berço Sagrado da Humanidade à Terra Abençoada do Grande Zimbabwe”. Em segundo lugar ficou a Dragões da Real. Águia de Ouro – que em 2015 homenageou os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão – e Nenê de Vila Matilde, duas escolas bastante tradicionais, foram rebaixadas para o Grupo de Acesso. Já a X-9 Paulistana e a Independente Tricolor, respectivamente, campeã e vice do Grupo de Acesso, subiram para o Grupo Especial em 2018.

 

Márcia Matsuo (foto) não conteve as lágrimas. “Chorei mesmo”, disse ela, que desfilou pela Acadêmicos do Tatuapé, campeã de 2017, pelo terceiro ano seguido. A agremiação da zona Leste conquistou o título inédito com o enredo “Mãe África”.

 

Componente da escola campeã há 3 anos, a secretária da UPK (União Paulista de Karaokê) Marcia Matsuo, de 70 anos, disse que chorou muito tão logo o resultado foi anunciado. “Já desfilei em outras escolas, como a Águia de Ouro, Império da Casa Verde a e Mocidade Alegre. Mas é na Tatuapé que me sinto bem”, diz ela, que mora próxima às quadras da Águia e da Dragões da Real e em 2015 encontrou pique para desfilar na Águia e na Tatuapé. Para Márcia, que viveu “fortes emoções na Tatuapé – em 2015 a escola quase foi rebaixada e no ano passado foi a vice-campeã – “2017 está sendo muito legal”. “Este ano, pela primeira vez consegui chegar à final da minha categoria no Paulistão de karaokê e agora sou coroada com este título”, diz ela, que desfilou na ala Cristianismo.

 

Márcia Matsuo, que há três anos desfila pela Tatuapé: “Tem que gostar”.

 

Segundo a nikkei, a sensação ainda é a mesma desde que pisou pela primeira vez no Sambódromo. “O coração da gente acelera. Tem que gostar mesmo”, conta ela, que estará de volta ao Sambódromo paulistano nesta sexta-feira (3), quando acontece o desfile das campeãs.

 

 

 

Assim como na sexta-feira, o segundo dia de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo também levou para o Sambódromo muitos foliões nikkeis que se dividiram entre a Império da Casa Verde, Macha Verde, Unidos do Peruche, Dragões da Real, Vai-Vai, Nenê da Vila Matildes e Rosas de Ouro. Seja como, passista, destaque, coordenador ou até mesmo profisisonais de imprensa, a folia de Momo está conquistando cada vez mais espaço nos corações dos nikkeis.

 

 

Fotos: Jiro Mochizuki

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    CULTURA: Biblioteca Mário de Andrade terá II Seman... Para promover reflexão sobre a mistura de culturas entre Brasil e Japão, a Biblioteca Mário de Andrade realiza a II Semana do Japão, entre os dias 18 ...
    ENTIDADES: Naguisa realiza seu Shinnenkai com Moti... A Associação Naguisa comemorou no último dia 16 o seu Shinnenkai, na sua sede, com a presença de cerca de 150 participantes, entre associados, familia...
    SÃO PAULO: AURÉLIO NOMURA PARTICIPA DA SANÇÃO DO P... O vereador Aurélio Nomura, líder do governo na Câmara Municipal de São Paulo, participou, no último dia 20 do ato de sanção do Projeto de Lei 56/2005 ...
    AMAZONAS/JOGOS OLÍMPICOS: Cônsul em Manaus está pr... O cônsul geral do Japão em Manaus, Shuji Goto, esteve no último dia 2 na sede do Comitê Organizador Manaus 2016 para alinhar detalhes visando o melhor...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *