CARNAVAL: Na Ala de Compositores da Mocidade Alegre, Edson Akimoto une trabalho e paixão

Se o carnaval para uns é pura brincadeira e diversão, para outros é paixão, muito trabalho e responsabilidade. É o caso do gerente financeiro, músico e compositor de samba, Edson Akimoto, que se divide entre sua atividade na loja de acessórios para veículos e a quadra da Escola de Samba Mocidade Alegre como compositor de samba, leva muito a sério, unindo o útil ao agradável. Além de compor sambas enredos, ele toca vários instrumentos como cavaquinho, violão e bandolim desde os 18 anos de idade.

 

Edson Akimoto (primeiro à esquerda), durante ensaio na quadra da Mocidade Alegre (Foto: arquivo pessoal)

Edson Akimoto (primeiro à esquerda), durante ensaio na quadra da Mocidade Alegre (Foto: arquivo pessoal)

 

Akimoto em um bate papo informal a reportagem conta como nasceu a sua paixão pelo samba. “Comecei quando moleque a dedilhar o violão, cavaquinho e o bandolim com os amigos, a partir daí nasceu a minha simpatia e admiração pelo samba”, afirma. “Aos 18 anos de idade comecei a fazer aulas e produções musicais com grupos de samba e bandas, de lá para cá não parei mais, aí virou paixão e trabalho”, admite Edson.

De acordo com Akimoto, seu maior desafio foi vencer o preconceito, pois já sofreu muita discriminação por ser branco e descendente de japonês, onde a maioria dos compositores são negros. Seu apelido nas rodas de samba e pelas quadras das escolas de samba por onde passou como Rosas de Ouro, Unidos do Tucuruvi, Águia de Ouro era Japão ou japa. Mas em 1996 ele se encantou mesmo, e encontrou a sua ‘família do samba’ foi na Escola de Samba Mocidade Alegre, no qual integra a ‘Ala dos Compositores’, e está até hoje. Ele também participou por 3 anos consecutivos dos carnavais na cidade de Laranjeiras, no interior paulista, compondo o samba enredo da Escola de Samba Unidos de Laranjeiras. O compositor já fez parte da Escola de Samba Portela, no Rio de Janeiro.

 

Para Edson Akimoto (c), maior desafio foi vencer o preconceito (Foto: arquivo pessoal)

Para Edson Akimoto (c), maior desafio foi vencer o preconceito (Foto: arquivo pessoal)

 

O músico participa do projeto “Morada do Samba”, é uma roda de samba antes de começar os ensaios, um aquecimento onde são tocadas as músicas de composições próprias, na qual sua filha Luiza Akimoto canta com os outros compositores, um repertório variado que tem desde chorinho e os clássicos do samba. Segundo ele são 35 compositores que fazem parte da ala de compositores da Mocidade Alegre, que criam e disputam em concurso o samba enredo que vai agitar a passarela do samba em São Paulo. “Nós como compositores recebemos uma sinópse do tema da escola. São muitas horas de sacrifícios, ansiedade para o processo de criação. Nos reunimos para escrever o samba, ritmo onde vários compositores disputam e concorrem ao samba que será o samba enredo da escola. É uma disputa cruel e acirrada para que tudo saia perfeito”, comenta Akimoto que apesar de disputar em várias escolas, se mantém fiel a Mocidade Alegre.

 

LUCI JUDICE YIZIMA

LUCI JUDICE YIZIMA

Jornalista e Fotógrafa
lucijornalismo@hotmail.com
LUCI JUDICE YIZIMA

Últimos posts por LUCI JUDICE YIZIMA (exibir todos)

     


     

     

    Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial e Grupo de Acesso de São Paulo

    Onde: Sambódromo do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana, São Paulo – SP

    Quando: De 05, 06 e 07 de Fevereiro

     


     

     

    Confira a ordem dos desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial e Grupo de Acesso

    SEXTA-FEIRA, 05 DE FEVEREIRO

    23H15 – PÉROLA NEGRA

    Tema: “Do Canindé ao samba no pé. A Vila Madalena nos passos do balé”.

    00H20 – UNIDOS DE VILA MARIA

    Tema: “A Vila famosa é mais bela, Ilhabela das maravilhas”

    01H25 – ÁGUIA DE OURO

    Tema: “Ave Maria cheia de faces”.

    02H30 – ROSAS DE OURO

    Tema: “Arte à flor da pele. A minha história vai marcar você”.

    03H35 – NENÊ DE VILA MATILDE

    Tema: “Nenê apresenta seu musical: Rainha Raia nas Asas do Carnaval”.

    04H40 – GAVIÕES DA FIEL

    Tema: “É Fantástico! Imagine, admire e sinta!”.

    05H45 – ACADÊMICOS DO TATUAPÉ

    Tema: “É ela, a Deusa da Passarela – Olha a Beija-flor aí gente!”.

    SÁBADO, 06 DE FEVEREIRO

    22H30 – UNIDOS DO PERUCHE

    Tema: “Ponha um pouco de amor numa cadência e vai ver que ninguém no mundo vence a beleza que tem o samba…100 anos de samba, minha vida, minha raiz”.

    23H35 – IMPÉRIO DE CASA VERDE

    Tema: “O Império dos Mistérios”.

    00H40 – ACADÊMICOS DO TUCURUVI

    Tema: “Celebrando a religiosidade, Tucuruvi canta as festas de Fé”

    01H45 – MOCIDADE ALEGRE

    Tema: “Ayo – A alma ancestral do samba”

    02H50 – VAI-VAI

    Tema: “Je Suis Vai-Vai, bem-vindos a França”

    03H55 – DRAGÕES DA REAL

    Tema: “Surpresa! Adivinha o que eu trouxe pra você?”

    05H00 – X-9 PAULISTANA

    Tema: “Açaí guardiã ! Do amor de Iaçã ao esplendor de Belém do Pará”.

    DOMINGO, 07 DE FEVEREIRO

    21H00 – BARROCA ZONA SUL

    Tema: “Bakhita”.

    22H00 – TOM MAIOR

    Tema: “Travessias de Milton Nascimento, todo artista tem de ir aonde o povo esta..”.

    23H00 – COLORADO DO BRÁS

    Tema: “Transformando a química da Vida”.

    00H00 – MORRO DA CASA VERDE

    Tema: “Mzemba-a-Nzinga, Dom Afonso I – Um Rei Cristão no Império Africano do Congo”.

    01H00 – CAMISA VERDE E BRANCO

    Tema: “Nas águas sagradas de Oxum, Iemanjá e Oxalá, Camisa Verde dá um banho de alegria”.

    02H00 – MANCHA VERDE

    Tema: “Mato Grosso, uma Mancha Verde no coração do Brasil”

    03H00 – IMPERADOR DO IPIRANGA

    Tema: “A Imperador reluz esperança Com… Don Quixote Dela Mancha”.

    04H00 – LEANDRO DE ITAQUERA

    Tema: “Rainhas de todos nós, mulheres guerreiras! Ê, Baiana… Com suas bênçãos, a Leandro conta sua história e celebra o centenário do samba”.

    05H00 – INDEPENDENTE TRICOLOR

    Tema: “O que conta no faz de contas”.

     

    Related Post

    RIO DE JANEIRO: Exposição de Ikebana encanta públi... Mais uma vez foi muito apreciada a Exposição da Escola Seiguetsu – Filial do Rio de Janeiro no Forte de Copacabana, Praça Coronel Eugênio Franco, 1, P...
    CULTURA: SABERES DO JAPÃO LEVA CULTURA JAPONESA À ... Aprender a fazer origami (dobraduras em papel e tecido), pintar o sete com tinta sumi, técnica milenar japonesa, e aprender as técnicas do caratê no e...
    CINEMA: Cinema japonês ao ar livre na Casa das Ros... Pela primeira vez, a Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, ...
    22º FURUSATO MATSURI: Festival Agrícola destaca mi...   Já está quase tudo pronto para a 22ª edição do Furusato Matsuri – Festival Agrícola de Mogi das Cruzes –, que acontece nos dias 10 e 11 de n...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *