CARNAVAL: Os Tempos Áureos dos Carnavais de Salão dos Clubes Nikkeis

 

Quem diz que japonês não gosta de folia, está enganado.

Nas décadas de 1960 até o final de 2006 os tradicionais bailes de carnaval de salão movimentavam as matinês e noites da Associação Cultural e Esportiva Piratininga e do Anhanguera Nikkey Clube na capital paulista. Eram quatro noites e duas matinês que lotavam os salões das agremiações japonesas que, com muitas serpentinas, confetes e muita animação faziam os melhores bailes de carnaval da comunidade que deixaram saudades.

 

Carnaval no Anhanguera Nikkei Clube, em 1982 (foto: divulgação)

 

O Jornal Nippak entrevistou Seiji Sakai atual presidente da Associação Cultural e Esportiva Piratininga que na década de 70 participou dos carnavais da associação como folião. “O Piratininga sempre foi referência em bailes convencionais, que tinha capacidade naquela época para mil pessoas”, diz. “Nos bailes áureos de carnaval no Piratininga reuniam em torno de quatrocentas pessoas que pulavam timidamente ao som da banda os Incríveis, que tinha a ajuda de todos os sócios”, relembra Sakai com saudades do Grito de Carnaval e o dia da Ressaca que a associação promovia.

 

 

Carnaval no Piratininga (foto: divulgação)

 

Dona Jandira Hayashi lembra com certo saudosismo os carnavais no Piratininga. “Na década de 80 tivemos vários temas interessantes que marcaram os carnavais do Piratininga, ‘Rubro & Negro, ‘Samurai in Samba’, ‘Gay xá’, ‘Carnaval Tititi’, ‘Carnaval Japan Pop Show’ que teve a participação do Japan Pop Show, com animação das bandas Som Maravilha e do Conjunto Super King”, garante dona Jandira, que foram os melhores carnavais do Clube.

 

Baile de Carnaval no Piratininga (foto: divulgação)

 

 

No Anhanguera Nikkey Clube, no bairro da Lapa de baixo não foi diferente, os bailes clássicos de carnaval durou 30 anos e só acabou devido à imigração de nipo-brasileiros para o Japão no final da década de 90. Jiro Yasaka fazia parte da comissão organizadora dos bailes de carnaval do Anhanguera relata que o clube tinha um os melhores bailes da colônia. “Nossos bailes eram formados por jovens, não tínhamos patrocinadores, era muito na força da presença dos sócios”, explica. “Nossa preocupação maior estava centrada no Juizado de Menores que tinha que liberar o alvará para o clube receber as crianças”, admite Yasaka.

 

Baile de Carnaval do Anhanguera Nikkei Clube (foto: divulgação)

 

“O clube atraia três mil foliões nas quatro noites, tínhamos a preocupação com a segurança dos associados e visitantes”, comenta. “O carnaval no Anhaguera era genuíno, extremamente familiar, o pessoal dançava, vinham com roupas comuns, com colares havaianos e muita animação no estilo japonês (arrastava o pé e o dedinho indicador para cima)”, define Jiro Yasaka.

“Um dos melhores carnavais de salão era no Anhanguera Nikkei Clube”, conta. “Bons tempos em que carnaval era feito de confetes, serpentinas, literalmente com animação das Bandas a Patota e da Terra. A segurança era um item importantíssimo no Anhanguera, acredito isso fazia parte da cultura do clube. Nas matinês, as crianças coloriam o salão com fantasias com modelos caprichados”, lembra Paulo Murakami.

 

Baile de Carnaval no Piratininga (foto: divulgação)

 

As marchinhas, as máscaras, o clima animado e a nostalgia. De certa forma, os bailes de carnaval em associações conservam o charme e a elegância de outros tempos. Ainda hoje há quem prefira este tipo de diversão carnavalesca à confusão de blocos ou mesmo aos desfiles de escolas de samba. Carnaval é a festa mais popular do Brasil, que passou por grandes mudanças e conquistou todas as classes e povos.

 

Baile de Carnaval no Piratininga (foto: divulgação)

 

Celina Gyotoku – Rainha do Carnaval de Lins, década de 60 (foto: divulgação)

 

 

 

Para finalizar em Lins na década de 60, a Celina Gyotoku foi eleita a Rainha de Carnaval. Pasme, naquela época a mulher que usava calça comprida, era o mesmo que usar um fio dental nos dias de hoje. Era considerada uma mulher transgressora.

 

 

 

 

(Luci Júdice Yizima)

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SOCIAL: ANIVERSÁRIO DO IMPERADOR ANIVERSÁRIO DO IMPERADOR – No dia 6 de dezembro, cumprindo tradição comemorativa na comunidade nipo-brasileira, foram realizadas duas cerimônias  na c...
TAIKÔ: Campeão do 14º Festival Brasileiro de Taiko... A equipe Hisho Daiko, de Colônia Pinhal (SP), sagrou-se campeã do 14º Festival Brasileiro de Taiko, evento realizado no último dia 30, no Grande Audit...
SOCIAL: A tradicional cerimônia festiva de Ano Nov... SHINNENKAI – O Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) realizou no primeiro dia de 2016, a tradicional cerimônia fes...
SOCIAL: UNDOKAI DA ACENBO UNDOKAI DA ACENBO – A Acenbo – Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Osasco – realizou no dia 7 de maio, em sua sede esportiva (Rua Acenb...

10 Comments

  1. Curti muito a 1ª foto de 1982, fui na matinê , e até hj lembro muito da decoração e da bagunça… SAUDADES do carnaval no Nikkei…

  2. Sera que o arquivo teria mais fotos dos Carnavais 80s?????abrç

  3. Para quem curtiu os famosos carnavais das marchinhas, uma ótima noticia, o ANC estará reeditando no dia 7 de fevereiro de 2015 ( sábado de aleluia ), na festa de seu cinquentenário uma noite de carnaval da época, com a mesma banda daquela época e decoração alusiva a comemoração, esperamos contar com a presença dos antigos companheiros das farras.

    • Gostaria muito de participar desse baile,fui frequentadora de todos os bailes de carnaval dos anos 60e 70 tais como Anhanguera,Piratininga e Cay muitas saudades desse tempo,bailes no Coral,Bufalo,Acrec,e outros tantos…..

  4. Boa noite a todos gostaria de saber que horas ira começar o baile de carnaval no anc da lapa

  5. Está muito mal divulgado o Grito de carnaval no Anhanguera Nikkey Clube. Alguem confirma para mim 7/2/2015?

  6. 2017???????

  7. 2017???????
    kd a divulgação????????

  8. Irei comparecer nesta folia

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *