CICLISMO: Com ouro no Pan de Guadalajara, Gabriela Yumi conquista resultado inédito para o ciclismo nacional

A maringaense integrante da Seleção Brasileira de Ciclismo juniores, Gabriela Yumi após conquistar a medalha de prata na prova de velocidade no Campeonato Pan-Americano, voltou a subir no pódio neste sábado (28) para comemorar a medalha de ouro, na prova de keirin. Esse foi um resultado inédito para história do ciclismo nacional. O pan de Guadalajara teve início no dia 22 e terminou no domingo (29).

Para o técnico do Clube Maringaense de Ciclismo, Carlos Martinelli, a atleta teve um excelente desempenho durante todo o percurso. “Ela soube se posicionar muito bem e no momento certo demonstrou frieza para superar todas as suas adversárias, conquistando a medalha de ouro”, ressalta Martinelli.

Atleta maringaense conquista ouro inédito para o Brasil no Pan-Americano de Ciclismo (Foto: Divulgação)

 

A campeã do Pan Americano se emocionou com a conquista. “Essa vitória é uma conquista muito especial em minha carreira. Conseguir duas medalhas no primeiro Pan-Americano que participo é muito emocionante. Só tenho que agradecer a todas as pessoas que me apoiaram, minha família, minha equipe e principalmente a Confederação Brasileira de Ciclismo, por ter me escolhido para fazer parte desse projeto de pista”.

A atleta de 17 anos foi revelação do último Campeonato Brasileiro de Ciclismo, realizado no final de março em Maringá, e agora conquistou as primeiras medalhas da carreira em um Pan-americano.

Gabriela treina no Clube Maringaense de Ciclismo desde de 2011, e este ano passou a fazer parte da seleção brasileira de ciclismo juniores. A atleta realiza treinos no velódromo da Vila Olímpica de Maringá.

O Clube Maringaense de Ciclismo tem apoio da Prefeitura do Município de Maringá, através da Secretaria de Esportes e Lazer, do Santa Rita Saúde e da Nutricenter Suplementos.

 

Prova Keirin – A Keirin é uma das provas do ciclismo olímpico que consiste em oito voltas na pista de 250 m. Nas primeiras cinco voltas e meia (1.375m), os atletas pedalam atrás de uma bicicleta motorizada, que dita o ritmo até que os atletas cheguem aos 45km/h. Após esse momento, a “pace bike” sai da pista e os ciclistas disputam a medalha nas últimas duas voltas e meia (625m).

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SANTA CRUZ: Hospital comemora 78 anos com lançamen... Para comemorar seu 78º aniversário de fundação, o Hospital Santa Cruz lançou, no último dia 25, no Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, no...
GUARULHOS: Ikoi-no-Sono promove 42º Bazar Benefice... Neste sábado, 20, das 10h às 17h, e no domingo, 21, das 9h até 17h, acontece a 42ª edição do Bazar Beneficente Dom José Gaspar – Ikoi-no-Sono, na sede...
COMUNIDADE: MUSEU HISTÓRICO DA COLONIZAÇÃO DE PERE... No último dia 10, o Museu Histórico da Colonização de Pereira Barreto (SP), recebeu a visita do cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae. ...
COMUNIDADE: Condecorados pelo governo japonês rec... Diversas entidades nipo-brasileiras, entre elas o Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Enkyo (Beneficência Nipo-...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *