CICLISMO: Com ouro no Pan de Guadalajara, Gabriela Yumi conquista resultado inédito para o ciclismo nacional

A maringaense integrante da Seleção Brasileira de Ciclismo juniores, Gabriela Yumi após conquistar a medalha de prata na prova de velocidade no Campeonato Pan-Americano, voltou a subir no pódio neste sábado (28) para comemorar a medalha de ouro, na prova de keirin. Esse foi um resultado inédito para história do ciclismo nacional. O pan de Guadalajara teve início no dia 22 e terminou no domingo (29).

Para o técnico do Clube Maringaense de Ciclismo, Carlos Martinelli, a atleta teve um excelente desempenho durante todo o percurso. “Ela soube se posicionar muito bem e no momento certo demonstrou frieza para superar todas as suas adversárias, conquistando a medalha de ouro”, ressalta Martinelli.

Atleta maringaense conquista ouro inédito para o Brasil no Pan-Americano de Ciclismo (Foto: Divulgação)

 

A campeã do Pan Americano se emocionou com a conquista. “Essa vitória é uma conquista muito especial em minha carreira. Conseguir duas medalhas no primeiro Pan-Americano que participo é muito emocionante. Só tenho que agradecer a todas as pessoas que me apoiaram, minha família, minha equipe e principalmente a Confederação Brasileira de Ciclismo, por ter me escolhido para fazer parte desse projeto de pista”.

A atleta de 17 anos foi revelação do último Campeonato Brasileiro de Ciclismo, realizado no final de março em Maringá, e agora conquistou as primeiras medalhas da carreira em um Pan-americano.

Gabriela treina no Clube Maringaense de Ciclismo desde de 2011, e este ano passou a fazer parte da seleção brasileira de ciclismo juniores. A atleta realiza treinos no velódromo da Vila Olímpica de Maringá.

O Clube Maringaense de Ciclismo tem apoio da Prefeitura do Município de Maringá, através da Secretaria de Esportes e Lazer, do Santa Rita Saúde e da Nutricenter Suplementos.

 

Prova Keirin – A Keirin é uma das provas do ciclismo olímpico que consiste em oito voltas na pista de 250 m. Nas primeiras cinco voltas e meia (1.375m), os atletas pedalam atrás de uma bicicleta motorizada, que dita o ritmo até que os atletas cheguem aos 45km/h. Após esse momento, a “pace bike” sai da pista e os ciclistas disputam a medalha nas últimas duas voltas e meia (625m).

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ELEIÇÕES 2014: Candidatos nikkeis veem eleitores ‘... Neste domingo, 5, cerca de 143 milhões de brasileiros aptos a votar irão às urnas em 5.570 municípios para eleger seus representantes para os próximos...
Poesia japonesa ganha destaque na Casa Guilherme d... Serão apresentados haicais de diversos autores, japoneses e brasileiros, além de alguns escritos por Guilherme de Almeida Durante sua trajetória co...
CULTURA INDÍGENA: Produtor nikkei retrata vida de ... Pode-se dizer que o ano de 2015 não teve crise para o produtor nikkei Pedro Watanabe, ganhador de vários prêmios na Europa e na China com o documentár...
SÃO PAULO: 6º Japan Sul acontece neste fim de sema... Com expectativa de receber um público de mais de 20 mil pessoas, acontece neste fim de semana (3 e 4 de outubro), no Clube da Eletropaulo, em Santo Am...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *