CINEMA: Anime Por Que Vivemos estreia no dia 23 de novembro

Inspirado no livro Por que Vivemos (Naze Ikiru), que vendeu mais de um milhão de exemplares no Japão, e foi editado em português pela Editora Satry, chega ao Brasil pela mesma Satry, o anime Por Que Vivemos, considerado um fenômeno de bilheteria no Japão, onde ficou em cartaz por 29 semanas consecutivas – de março a dezembro do ano passado. O sucesso foi tanto que o filme entrou em cartaz em 10 salas e terminou em mais de 50, sendo visto por mais de 100 mil pessoas.

 

Anime Por Que Vivemos estreia no dia 23 de novembro. Divulgação

 

Lançado em 2001 no Japão, o livro vendeu mais de 1 milhão de exemplares sendo, inclusive, associado à queda do número de suicídios na época de seu lançamento. Além do Brasil, o livro foi lançado também em outras línguas, como o inglês e chinês e também na Rússia, Israel e Vietnã, entre outros países.

Fora do Japão, será exibido pela primeira vez no Brasil, inicialmente em 20 salas, durante 4 semanas, no Espaço Itaú e na Lumiere, em 12 cidades: São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Distrito Federal, Palmas, Salvador, Londrina e Ponta Grossa, entre outras.

 

Anime é considerado um fenômeno no Japão, onde ficou 29 semanas em cartaz. Divulgação

 

Dirigido por Hideaki Oba, que trabalhou com o mestre da animação Hayao Miyazaki, no Studio Ghibli, o animê Por que Vivemos é baseado em fatos que marcaram a história do Japão há mais de 500 anos. O país havia se tornado um campo de batalha, marcado por guerras civis entre os diversos clãs que lutavam pelo poder. Mas o “herói” de Por que Vivemos não é um samurai. É um simples camponês.

Ryoken é um jovem camponês que odeia monges, insulta a esposa grávida toda vez que ela canta uma música budista e ainda despreza a mãe idosa e doente por considerá-la um estorvo.

 

Anime é baseado em fatos reais que marcaram a história do Japão há mais de 500 anos. Divulgação

 

O animê retrata a transformação deste camponês revoltado e violento, que encontrou a verdadeira felicidade após ouvir os ensinamentos de mestre Rennyo, uma figura histórica, responsável pela popularização do budismo no Japão.

Entre os dubladores, destaque para o ator Kotaro Satomi, que faz a voz do mestre Rennyo. O roteiro é assinado por Kentetsu Takamori e a trilha sonora é de Toru Hasebe.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    PIEDADE: Marcos e Belutti, Joe Hirata, Taiko e out... 13ª Festa do Kaki Fuyu de Piedade (foto: divulgação)   Diversas atrações devem agitar a 13ª Festa do Kaki Fuyu e aniversário de 173 anos de Pi...
    ARTES: Grupo Aurora realiza 2ª Exposição neste fim... Capitaneados pelos consagrados Yutaka Toyota e Kenichi Kaneko, o Grupo Aurora – que reúne oito artistas, alunos de Toyota – realiza de 21 a 24 deste m...
    COMUNIDADE: Okinawa Festival celebra dez anos ‘com...   Quando o assunto é Okinawa Festival, tudo é superlativo. Afinal, trata-se do maior acontecimento da cultura okinawana no Brasil, evento que ...
    11º JAPAN INTERNATIONAL MANGA AWARD: Inscrições po... Quem perdeu a oportunidade fazer a inscrição para o 11º Japan International Manga Award através do Consulado Geral do Japão em São Paulo, pode encamin...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *