AKIRA SAITO: Grandes gestos, grandes exemplos

 

“Verdadeiros Mestres nos ensinam por meios de seus bons exemplos, sem precisar às vezes dizer uma única palavra”

 

Conviver com Grandes Mestres é sempre uma grande oportunidade de aprender, não apenas conceitos técnicos, mas também sobre a vida e a natureza humana. Muitas vezes nossa limitada capacidade de vivência não nos permite entender certas decisões ou ações tomadas, mas o tempo se encarregará de nos mostrar a sabedoria de tais decisões.

Vejo sempre exemplo nos meus Mestres, pessoas diferentes, artes diferentes, porém, a mesma sabedoria, a mesma capacidade de assimilar um grande problema com uma solução aparentemente simples. Isso que os identifica como pessoas com tal sabedoria, verdadeiros Mestres, esta vivência que uma pessoa mais jovem é incapaz de ter.

Total comprometimento com suas artes, muitas vezes deixando suas próprias emoções de lado para manter o caminho. Toda uma vida dedicada à manutenção, preservação e disseminação de sua arte. Sem esperar em troca, um retorno exclusivamente financeiro ou almejar um cargo de poder para satisfazer seu próprio ego. Um verdadeiro Mestre demonstra sua sabedoria com gestos simples, mas que servem de grandes exemplos.

Recentemente uma Mestra perdeu seu marido e em menos de quinze dias haveria um evento importante do qual ela é presidente. Vê-la no evento, para quem não soubesse do ocorrido, provavelmente teriam a impressão de que nada de diferente havia acontecido. Sua postura forte, sem deixar transparecer qualquer semblante de dor ou tristeza. Porém, quando o evento já havia terminado e apenas organizadores e colaboradores faziam uma avaliação final, ela emocionada agradece e que graças à ajuda e emprenho de todos, o evento fora um sucesso e que tinha que manter o evento para as pessoas apesar de sua perda.

Pensar menos em si mesmo e em prol de um bem maior, que beneficie mais pessoas, assim poderemos transformar o mundo em um lugar melhor!!!!!

GANBARIMASHOU!!!!!

 

 

 

*Akira Saito, professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: TRÊS POEMAS DA MINHA JUVENTUDE   (publicados na revista A Recretiva, nos anos 70)     I) Lira dos Vinte Anos e Meio   Hoje completo...
LEGISLAÇÃO com FELÍCIA HARADA: PLANOS DE SAÚDE   Entra ano passa ano, assistimos, com tristeza, o pesadelo das pessoas para correr atrás de planos de saúde compatível com seus ganhos. Princ...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: As amigas Celina é do interior de Minas. Foi casada com João. Com ele teve dois filhos. Criou os filhos para serem fortes e independentes. Soltou-os no mundo. O...
HIDEMITSU MIYAMURA: O ofurô e o missoshiru   Quando era criança e morava no interior costumava ser chamado por brasileiros de “Ei! Japonês”. Toda vez que era chamado assim, eu me sentia...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *