JORGE NAGAO: Hoyama, Kano e Kobayashi

 

Pingue: Você sabe quem são eles?

Pongue: (ôps, antes que alguém se ofenda, pingue-pongue é um jogo de perguntas e respostas objetivas.) Pingue-pongue é uma brincadeira que entretém milhões de brasileiros em clubes ou casas. Ela nos remete ao Tênis de Mesa, esporte que jamais trouxe medalha ao Brasil, nos Jogos Olímpicos, mas os aficcionados sabem da importância destes três progagonistas.

Hoyama – Com 43 anos, Hugo Hoyama, o esportista nikkei mais badalado, nos surpreende por sua longevidade nesta modalidade esportiva. O palmeirense Hoyama era, até o ano passado, o maior medalhista brasileiro nos Jogos Panamericanos. Em 1996, em Atlanta-EUA, ficou em nono lugar, o melhor resultado de sua carreira, nas Olimpíadas. Hoyama conclama os jovens que brincam de pingue-pongue a levar a sério o Tênis de Mesa, como acontece na Ásia e na Europa, pois entre milhões de praticantes certamente haverá alguns excepcionais jogadores que poderão elevar o nível do TM brasileiro.

Kano – Claudio Mitsuhiro Kano foi um dos melhores mesa-tenistas brasileiro. Estagiou no Japão, por um ano; jogou na Suecia, país top da modalidade nos anos 80, durante quatro anos, e foi campeão da liga sueca, um feito e tanto! Por falta de patrocínio, nos anos seguintes, teve que trabalhar abandonando parcialmente o esporte. Em 1996, preparou-se muito no Japão e retornou no auge de sua forma física e técnica para as Olimpíadas de Atlanta, mas morreu horas antes do embarque rumo ao sonho olímpico.

A ESPN Brasil exibiu, neste mês de julho, dez documentários da série Memória do Esporte Olímpico Brasileiro. “Brilho Imenso”, dirigido por Denis Kamioka, conhecido como Cisma, que conta a história de Claudio Kano, foi um dos mais comoventes por conta da sua dedicação e sacrifício para se tornar referência nacional e internacional de seu esporte. Dona Mitiko, a simpática mãe do santista Claudio, explica no filme que Mitsuhiro significa “brilho intenso” e que o filho brilhou muito justificando o nome. Ela sempre o levava para os treinos e competições atravessando a cidade saindo de Interlagos rumo a São Bernardo do Campo. Os depoimentos sobre a simpatia e o talento de Kano dão a dimensão da grande perda do tênis de mesa nacional com o desaparecimento precoce de um atleta insubstituível. O acidente é tratado com extrema delicadeza pelo estúdio Birdo num primoroso desenho animado no estilo clássico Hokusai.

Kobayashi – Mauricio Kobayashi é um formador de talentos. Técnico das seleções infantil e mirim, masculina e feminina, de Tênis de Mesa. Para ele “é uma satisfação muito grande iniciar um atleta e vê-lo brilhar. É uma sensação de sonho realizado – disse. “O mais importante para o atleta é treinar a cabeça, ter a quem se espelhar e manter a concentração”. Sua nova aposta é Eric Jouti, da Seleção Brasileira infantil e campeão sul-americano.
Desde 1987, pelo menos um atleta formado por Kobayashi esteve em todas as delegações brasileiras em Jogos Pan-Americanos e Olimpíadas, conforme matéria de Marcio Hase­gava, da redação do espn.com.br. Claudio Kano e Hugo Hoyama estão entre dezenas de mesa-tenistas que despontaram sob a sua orientação. Intercâmbio é o caminho apontado por Kobayashi para um atleta atingir um alto nível. Dezenas de seus disciplinados alunos ganharam medalhas e títulos seguindo os conhecimentos desse professor exigente e vencedor.

Vai, Brasil!

Sob o comando de Takeda-san, técnico japonês, a equipe brasileira de Tênis de Mesa está em Londres para enfrentar poderosos adversários. Boa sorte, atletas nossos de todas as modalidades. Jogai por nós, como dizem os corinthianos, e que venham muitas medalhas de ouro, prata e bronze.

 

 


*Jorge Nagao é colunista do site Primeiro Programa (www.primeiroprograma.com.br). E-mail: jlcnagao@uol.com.br

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ERIKA TAMURA: Homenagem à Kazoshi Shiraishi Kazuyoshi Shiraishi e Dona Mitsuko (Foto: divulgação)   Em 1930, o imigrante japones Ichiro Shiraishi, com 28 anos e a esposa Toyoko com 19 ...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Violência Urbana Para melhorar seu português, desde quando chegou ao Brasil, baseado no fato de em seu país os noticiários televisivos serem os que praticam a linguage...
JORGE NAGAO: Como Dilma chegou lá contracapa do livro de Ricardo B. Amaral Em 2009, quando Lula lançou a ministra Dilma como candidata do PT, o espanto foi geral. Ele quer eleger u...
SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: Como iniciar discurso e reda...   Discurso – Começar imediatamente no tema. Dispensar os cumprimentos aos componentes da mesa. O mestre de cerimônia já os qualificou e torna ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *