JORGE NAGAO: London Piadas

 

“O importante não é vencer, é ganhar a medalha de ouro”. (Michael Phelps)

 

Atletismo- corre, corre, e como sua. Vai lá que a medalha é sua.

Badmington- com calma e foco, insistir. Não deixe a peteca cair.

Basquete- domine o babado. Jogue a bola na cesta, não no sábado.

Beisebol- acerte o passo e mande a bola e o adversário pro espaço.

Boxe- domine, assalto após assalto. Vencedor, ficará de mãos ao alto.

Canoagem- vai, coragem! Mas se remar, remar, e perder, que sacanoagem!

Ciclismo- pedala, mano, pedalha. E volte com uma merecida medalha.

Esgrima- feche-se, não se abre. Mostra que quem sabe, sabre.

Esp. áquáticos- nada, nada, nada, porque- você sabe- lá é tudo ou nada.

Futebol- é o pio do povo, é show. Vai lá, Neymar, e faz um gol.

Ginástica- cheias de charme e encantos mil, ginastas tragam medalhas pro Brasil.

Handebol- exige atenção. Maradona se daria bem: gol se faz com a mão.

Hipismo- tem que ir no embalo. Só não pode é cair do cavalo.

Hóquei sobre a grama- modalidade maluca: taco, bola e gol. Isso é futessinuca.

Judô- judoca vencedor, pra ganhar o ippon de cada dia, vence a dor.

Levantamento de Peso- homens e mulheres pegam no pesado. Aos halteres.

Lutas- a luta continua. Em Londres, nos ringues e tatames. Aqui, na rua.

Nado Sincronizado- esporte que fascina. Mescla de balé e circo, na piscina.

Natação- da nata são, os peixes olímpicos, os reis da natação.

Pentatlo moderno- corre, nada, esgrima, cavalga e ainda atira. Putzgrima!

Polo Aquático- para ser jogador de polo, além de arte, tem que ter vigor.

Remo- faça história, remador que é do ramo. Reme rumo à vitória.

Saltos Ornamentais- sem medo algum, decola, gira, estica, vira e tchibum!

Taekwondo- tá com dor? Tantos socos e chutes, não é pra menos, lutador.

Tênis- em Wimbbledon, Federer x Djocovick, quem é o bom?

Tênis de mesa- ping/pong, ping/pong, ping… pinga fora. Ponto pro pong.

Tiro- aqui, ainda bem que a bala perdida não mata ninguém.

Tiro com arco- é meu esporte, seu Marco- diz a empreguete- a mancha tiro com “arco”.

Trampolim- três voltas e meias no ar, saltos quádruplos, você aprendeu a voar.

Triatlo- nada, pedala, corre, nada. O risco é pedalar, correr, e nada.

Vela- se esta proa não virar, olê, olê, olá, você chega lá.

Vôlei- recebeu/passou, recebeu/passou. Não durma no ponto, sacou?

Vôlei de praia- saque bem e voleia. Se errar e cair, vai entrar areia.

 


*Jorge Nagao é colunista do site Primeiro Programa (www.primeiroprograma.com.br). E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O mundo se curv... O mundo se curva Cada vez mais curvado No tempo As árvores se curvam Em reverência. Seja num vento cortado Seja na brisa batida Sem nenhuma ido...
HAICAI BRASILEIRO   O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Ma...
HAIKAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
AKIRA SAITO: ALÉM DO LIMITE   “O limite trouxe muitas pessoas até aqui, as que ousaram ir além, descobriram que seus sonhos eram possíveis”     Qual é o se...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *