SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: O hábito não faz o monge

 

Esse velho ditado, hoje é pouco ouvido e citado. Mas quando os religiosos andavam com ele, eram mais respeitados. Atualmente, você não distingue se a pessoa é padre ou não. Ou se é religiosa. Usam vestimentas comuns.]

Por isso, estranhei quando a pessoa que estava ao meu lado no metrô da Capital, usava terno escuro e aquele colarinho branco – o tal de clerigman. Puxando conversa, manifestei a minha admiração por ele estar usando aquela parte do hábito religioso, um tanto em desuso.

Disse-me que era padre de uma igreja dum bairro próximo. E tinha sido assaltado diversas vezes, quando andava em trajes civis. E com o clerigman, sentia-se mais protegido. Até mesmo os pivetes o respeitavam, chamando-o de senhor padre.

Estou pensando, seriamente, em passar a usar também esse colarinho. Até que dá um certo charme com as beatas.

 

 


(Shigueyuki Yoshikumi é jornalista e reside em Lins)

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SILVIO SANO > NIPÔNICA: Junho é o mês da imigração... Não descobri nada oficial que determina que este mês seja o mês da imigração no Brasil, a não ser uma festa que vem sendo realizada desde há 21 anos p...
MUNDO VIRTUAL: Transações financeiras e roubo de ... Muito da vida atual se passa no ambiente virtual, e dentre as diversas faces da modernidade, creio que o tema transações financeiras via internet deve...
BEM ESTAR: O que é viver? Chegou o momento do despertar! Aprendizes da vida, como humanos, acordai. Vamos relembrar para o que vieram fazer nesse plano terreno. Vieram...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: Tudo vai ser difere...   É. Está certo o cantor. Não. Eu já não me importo. Pode dizer que é brega, antiga e outras mais. Também nem sei como ele continua sua ca...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *