SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: O hábito não faz o monge

 

Esse velho ditado, hoje é pouco ouvido e citado. Mas quando os religiosos andavam com ele, eram mais respeitados. Atualmente, você não distingue se a pessoa é padre ou não. Ou se é religiosa. Usam vestimentas comuns.]

Por isso, estranhei quando a pessoa que estava ao meu lado no metrô da Capital, usava terno escuro e aquele colarinho branco – o tal de clerigman. Puxando conversa, manifestei a minha admiração por ele estar usando aquela parte do hábito religioso, um tanto em desuso.

Disse-me que era padre de uma igreja dum bairro próximo. E tinha sido assaltado diversas vezes, quando andava em trajes civis. E com o clerigman, sentia-se mais protegido. Até mesmo os pivetes o respeitavam, chamando-o de senhor padre.

Estou pensando, seriamente, em passar a usar também esse colarinho. Até que dá um certo charme com as beatas.

 

 


(Shigueyuki Yoshikumi é jornalista e reside em Lins)

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SILVIO SANO > NIPÔNICA: MAIS MULTAS?! AGORA, POR J... Já abordei o assunto, do jogar lixo na rua, mais de uma vez, neste espaço e, bem como, já insinuei sobre a necessidade de se multar quem comete essa i...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O medo e o ódio... Dentre as obras literárias cuja característica é a distopia, o inverso daquilo que se denominava utopia, teve importância nos anos cinquenta, quando o...
SOCIAL: Exposição Game World 2012 Exposição - O ilustrador japonês Yoshitaka Amano, uma das principais atrações do Game World 2012, realizado no dia 30 de março de 2012 (sexta-feira), ...
AKIRA SAITO: FAÇA O QUE NINGUÉM FAZ “Todo esforço precisa ser equivalente à sua busca”   Quarta-feira de cinzas, algumas pessoas retornando a suas atividades cotidianas após o m...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *