SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: O hábito não faz o monge

 

Esse velho ditado, hoje é pouco ouvido e citado. Mas quando os religiosos andavam com ele, eram mais respeitados. Atualmente, você não distingue se a pessoa é padre ou não. Ou se é religiosa. Usam vestimentas comuns.]

Por isso, estranhei quando a pessoa que estava ao meu lado no metrô da Capital, usava terno escuro e aquele colarinho branco – o tal de clerigman. Puxando conversa, manifestei a minha admiração por ele estar usando aquela parte do hábito religioso, um tanto em desuso.

Disse-me que era padre de uma igreja dum bairro próximo. E tinha sido assaltado diversas vezes, quando andava em trajes civis. E com o clerigman, sentia-se mais protegido. Até mesmo os pivetes o respeitavam, chamando-o de senhor padre.

Estou pensando, seriamente, em passar a usar também esse colarinho. Até que dá um certo charme com as beatas.

 

 


(Shigueyuki Yoshikumi é jornalista e reside em Lins)

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: Farmaceuticol, Vide Bula  Apresentação: profissionalto diprimerona, protetor dos frascos e comprimidos. Encontrado nas boas farmácias e drogarias do Plasil, Farmaceuticol tem ...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: O também Grand Marcelo Aka... Aliás, segundo os ituenses, como tudo em Itu é grande, mas não por isso e nem por ter sido exatamente nessa cidade, o nome do tradicional concurso bra...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Horário Gratuito… Ag... Vai! Vai, sim, ser um tédio, novamente, este que voltou a invadir nossas telas, nesta semana. Afora os candidatos aos cargos mais importantes, o d...
AKIRA SAITO: UTILIZANDO OS PONTOS CONTRA “Ninguém chega a seu objetivo passando apenas por bons momentos”   Continuando com o assunto da semana anterior, muitas pessoas iniciam o ano...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *