SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: Réquiem a Maria Minami

 

Os acontecimentos tristes abalam a gente, é claro. Mas há graduações. Como a morte, por exemplo. Uns chocam mais, outros menos. Conformamos mais depressa, dependendo de como ocorreu. No Dia dos Pais deste ano li vários relatos de pessoas que os perderam. Narraram a dor da ausência. Algumas longas. Mesmo não conhecendo as pessoas envolvidas, deixou-me abalado e depressivo.

Mas o que me deixou perplexo e a também a muitos dos colegas, foi saber da morte de uma ex-funcionária do Banco do Brasil. Trabalhamos juntos vários anos na agência de Lins. Era bonita, amável, querida por todos. Nem de longe, podíamos supor a tragédia que um dia iria a abater.

Passou o Natal de 2011, quase às vésperas do ano novo, Maria Minami(59) e sua mãe(83) tiveram morte trágicaem Rio Pretoonde residiam. Segundo relato do jornal, corroborado com perícia policial, ela matou a mãe e se suicidouem seguida. Oporteiro do prédio é que providenciou o enterro sem nenhum amigo, parente ou vizinho presente, em uma vala comum, conforme se vê pela foto(Diário da Região). As despesas foram com o dinheiro que a polícia encontrou no apartamento e parte de um seguro que recebeu. Os parentes que se habilitaram à herança poderiam providenciar algo melhor.  Pergunto: será que nenhum colega do BB soube da tragédia? Uma funcionária de uma associação japonesa disse-me que não eram sócias e por isso ninguém se deu o trabalho de saber o que de fato acontecera.

Deve ser o espírito da época, da insensibilidade ante os problemas de outros. Procurei encontrar uma foto dela, mas em vão.

 

*Shigueyuki Yoshikumi é jornalista e reside em Lins (yoshikumi@ig.com.br)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ERIKA TAMURA: Visto japonês para yonsei Vou novamente falar sobre o visto dos yonseis, ou a quarta geração de descendentes de japoneses. Essa semana, esse assunto veio a tona novament...
JOJOSCOPE: Comidinha da mamãe versão para executiv... Restaurante-conceito: comidinha da mamãe   Um restaurante que promete ditar moda: comidinhas da mamãe, só que em versão para executivos en...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Brasileirão de Karaokê, pr...   Pelo título, imagino, a expectativa é a de ler apenas sobre contras! Né, não?! Ledo engano porque, acreditem ou não, sou sempre, antes, a fa...
SILVIO SANO: FELIZ ANO NOVO… AGORA, VAI?!   O querido leitor não imagina o quão sacrificante é escrever artigos rigorosamente periódicos. Não, não estou já arranjando desculpa apro...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *