SILVIO SANO: Koohaku Utagassen

 

Anos atrás, escrevi que achava exagerada a quantidade de Koohaku Utagassen nos finais de ano, em São Paulo, preferindo que houvesse um só… caprichado. Essa era a minha opinião devido aos formatos, alegados, de escolha dos melhores cantores do ano, mas que não encontravam correspondência na qualidade de suas produções.

Inspirados no original japonês da Rede Televisiva NHK, tinham também o caráter apenas de entretenimento, apesar de se tratar de uma disputa de homens contra mulheres. Mas, lá o programa ficou tão popular que se transformou em objeto de desejo de todos os cantores japoneses, inclusive dos “monstros sagrados” da música japonesa. Aqui, nem tanto.

E por que não? Pois é, para mim, tinha a ver com o fato de serem inúmeros somados a uma “certa” rivalidade existente no meio do karaokê, que acabava dispersando os melhores “achi kochi” e tendo de se completar, cada um, com cantores não de mesma qualidade. Além de contarem com a dificuldade para se obter recursos a fim de se ousar um pouco mais na produção (cenário, figurinos, coreografia e ensaios).

Ainda acho isso, mas assisti a um, neste final de semana, que pode estar dando certo, mesmo não contando com a maioria desses melhores e muito menos com recurso externo. Aliás, segundo me informaram, nasceu para dar oportunidade aos que dificilmente seriam chamados àqueles “mais badalados”, mas acrescido de um enorme espirito da confraternização. Trata-se do Gran Koohaku Utagassen da Regional Sul I, que neste ano realizou sua quinta edição. Grande parte do segredo deve estar mesmo nesse espírito, até porque já começa pelo sistema do mochiyori (tipo americano) para o almoço, momento em que se juntam cantores, músicos, platéia e comissão.

Outra parte, no enorme entusiasmo e dedicação de todos. Por isso as atrações, à parte da disputa, também estão cada vez melhores e com o auditório lotado do começo ao fim, outro fato raro, hoje em dia. Participei do terceiro (http://www.youtube.com/watch?v=F1dnyliYEzI) e por isso tudo, lamentei não ter participado deste.

Pensando bem, dentro desse espírito e ainda mais nesta época do ano, mais Koohakus como esse podem, sim, serem realizados. Né, não?!

ET: O V Gran Koohaku Utagassen da Regional Sul I foi vencido pelas mulheres que desempataram a contenda: Agora ficou 3 a 2 para elas.

 

 


*Silvio Sano é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@gmail.com

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

HAIKAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
JORGE NAGAO: O gol mais bonito da história das Cop... Autor do gol mais bonito, Carlos Alberto Torres, o Capita, será lembrado como o melhor lateral direito do mundo. Brilhou no Fluminense e no Botafog...
SILVIO SANO > Nipônica: Rail Pass e Visto para Yon... Aproveitando sua formação em jornalismo, Hiroaki, conseguiu vir ao Brasil trabalhar em uma empresa afim dentro da comunidade, realizar seu sonho de ve...
MEMAI: Oscar Nakasato é indicado ao Prêmio Jabuti...   O romance Nihonjin , de Oscar Nakasato, publicado pela Editora Benvirá (Saraiva) é um dos finalistas do Prêmio Jabuti de Literatura 2012. Na...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *