SILVIO SANO: Os principais candidatos nikkeis…

 

… ao próximo escrutínio na Capital do Estado de São Paulo, devem estar preocupados devido à indiferença demonstrada até o momento pela principal entidade representativa da comunidade, Bunkyo, a apenas mês e meio da data fatídica. Afirmo principais, porque a grande maioria dos 34 candidatos listados no jornal Nippaku, há cerca de um mês, sabe que não terá nenhuma chance e que só o fazem por “interesses” de partidos… e de egos. Só não sabem que, ao se candidatarem, pulverizam chances dos que ainda poderiam fazer algo pela comunidade. Não que devam ser eleitos para isso, mas também para isso… Senão, quem o fará? Daí a importância do papel do Bunkyo, por exemplo!

É certo que muitos nikkeis não votam mais em seus pares, em parte até por falta da atuação das entidades líderes, como a citada. Mas na conta, apenas com os votos dos que ainda o fazem, daria para sempre “colocar” representantes nas Casas Egrégias, até com folga… e não no sufoco, como vem ocorrendo aos que lá ainda chegam. O correto, na verdade, é que nenhum eleitor coloque como prioridade ao seu candidato os itens etnia ou relação de afinidade, mas capacidade, reponsabilidade e atuação. Daí, sim, feita a triagem dentre quadros bons, nada o impedirá que realize o desempate daquela maneira, ciente de que também estará contribuindo à Nação e bem como a si mesmo. O voto é o menor esforço de cidadania que traz a maior contribuição ao país! Não o desperdice! Não seja cúmplice… é… cúmplice do que condena no cotidiano (violência urbana, situação precária de serviços públicos, injustiça social, corrupção/ impunidade, “pizzas”, mensalão, etc., etc.)!

Pretendia não mais retomar o tema, mas grandes eventos da comunidade, reveladores desse traço marcante – trabalho comunitário e de qualidade – continuam ocorrendo de “vento em popa”, comprovando que apenas falta o elemento norteador para recolocá-la de volta ao lugar que lhe cabe nos rumos da Nação…

Bom, domingo, participei de um desses (12º Melodias Imortais) em que a tríade – público, protagonistas e comissão – funcionou perfeitamente e com muita satisfação “no ar”, conforme testemunhei. E num auditório lotado… do Bunkyo!!

 

 

 

*Silvio Sano é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@gmail.com

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: MG e Frei Betto   MG do título não é a sigla de Minas Gerais, Estado onde nasceu Frei Betto, mas, sim, as iniciais de Marcílio Godoi, também mineiro, que defe...
TÊNIS DE MESA: A importância dos Jogos Abertos do ... Realizado de 19 a 29 de novembro na cidade de Bauru (SP), os Jogos Abertos do Interior mantêm o esporte amador em geral, já que todos os atletas da 1ª...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: Festa na cidade – H... Anualmente, entre a última semana do mês de março e a primeira de abril, tem acontecido na cidade, no bairro da Liberdade, a festa de Hanamatsuri para...
AKIRA SAITO: CHRISTMAS OMEDETOU “Lembrar sempre do verdadeiro significado de amor e compaixão ao próximo e não apenas em trocas de presentes”     O Natal está chegan...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *