COMPORTAMENTO: Akemi Matsuda: das “sapatilhas de ponta” aos laços e roupas vitorianas

 

 

A brasileira Akemi Matsuda, com 19 anos eternos (como gosta de falar sobre sua idade), formada em balé clássico na Japan Music High School, passou por várias companhias de Ballet Clássico profissional no Japão. “Pendurou as sapatilhas de ponta” e as trocou pelos laços e roupas no Estilo Vitoriana, com o apoio da mãe.  É pioneira e uma famosa adepta da moda Lolita no Brasil, dita moda e tem uma legião de seguidores. Lolita para quem não sabe, é uma moda de rua que surgiu no bairro de Harajuku, na cidade de Tóquio, no Japão na década de 80.

 

 

Baseado em um vestuário repleto de volumes, mangas fofas, muitos babados, rendas e gola alta geralmente, voltado sempre para roupas que lembram a meiguice e fragilidade, exceto por alguns subgêneros, onde as roupas são voltadas mais para o estilo punk. O estilo possui influência da Era Vitoriana, do período Rococó, provenientes da Grã-Bretanha. Akemi criou a “Revolução Kawaii no Brasil” para fixar a moda Lolita no país.

 

 

 

Atualmente, além de Lolita, Akemi é também professora da língua japonesa, faz show (canta em japonês vestida de Lolita), faz consultoria para quem tem interesse no estilo Lolita, e é responsável por um ateliê de roupas dessa moda, além de organizar salas com a temática em eventos da cultura japonesa como Festival do Japão e Anime Dreams.

 

 

Seu primeiro contato com a moda Lolita foi num evento em Porto Alegre. A partir daí começou a se interessar e agora já faz parte desse universo há seis anos. “No começo era difícil ser Lolita no Brasil, saia nas ruas era confundida com a Emília, Xuxa, festa junina”, explica. “Teve até casos mais pesados, onde achavam que eu era drag queen” comenta.

“Os vestidos eu importo do Japão que chegam a custar R$ 1.200,00 cada, os acessórios como bolsas e sapatos importo de Paris ou Japão, onde existe uma loja especializada em moda Lolita. Os laços para a cabeça também vem do Japão”, diz.

 

 

Princesa – Para Akemi a moda Lolita não pode ser confundida com o cosplay. Segundo ela, o cosplay pertence há um cenário dos personagens dos mangás (revista de quadrinho japonesa) e jogos de game japoneses, mas ela não gosta da comparação. “Cosplay tem regras, Lolita não tem. O cosplay tem o desenho e tem que fazer igual. Lolita é ser princesa, boneca, o estilo é mais livre”, esclarece. “Ao mesmo tempo, há certa limitação entre algumas Lolitas brasileiras, que não incorporam outros elementos ou tem medo de errar. Aqui no Brasil, as meninas veem o que tem na internet, na televisão, e já copiam”, conclui.

 

 

Com relação à variedade, a Lolita pode ser de acordo com o gênero buscado pela pessoa. Se for o country, há mais xadrez. Se for o punk Lolita, um xadrez mais rebelde, e como acessório fundamental tem que ter correntes. O Sweet Lolita, que talvez seja o mais famoso, é aquele mais ilustrado em desenhos japoneses, com vestidos com mais babados, com estampas de doces, frutas e outros mimos. Mas, no geral, a estrutura é parecida há influência do rococó, da época vitoriana, cheia de pompa e roupas trabalhadas.

 

 

Contato – Para quem quiser conhecer mais sobre a moda Lolita, ter uma consultoria de moda Lolita ou show com Akemi Matsuda pode entrar em contato no celular (11) 99608-9504 ou e-mail: akemimi@gmail.com.

 

 

(fotos e texto: Luci Judice Yizima)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

PERFIL: Um cidadão chamado Oswaldo Takata, da cons...   O empresário e administrador Oswaldo Kazumi Takata fala com sotaque carregado e jeito simples de homem do interior, sobre suas conquistas de...
PERFIL: Naoki Takeda estreia na novela Chiquititas...  O ator mirim nikkei Naoki Takeda, mesmo com pouca idade, mostra que tem talento de sobra em suas marcantes atuações no teatro. Depois de passar por v...
CINEMA: Cineasta sul-coreano Kyeong-Duk Cho fará d...   O polêmico cineasta sul-coreano, Kyeong-Duk Cho está no Brasil para seu mais novo documentário “Retorno para Casa” (foto: Luci Judice Yizim...
PRÊMIO: Chieko Aoki é eleita Personalidade de Vend... A empresária Chieko Aoki (Foto: divulgação) A empresária Chieko Aoki, presidente da Blue Tree Hotels, uma das maiores redes hoteleiras do país, fo...

One Comment

  1. Ela é absolutamente linda! ^^

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *