COMUNIDADE: 32º Akimatsuri prossegue neste fim de semana em Mogi das Cruzes

Principal evento da comunidade nipo-brasileira do Alto Tietê e região, o Akimatsuri – Festival de Outono – atraiu cerca de  30 mil pessoas no primeiro fim de semana (1 e 2). Realizado pela Associação Cultural de Mogi das Bruzes (Bunkyo) no bairro Porteira Preta, a festa teve início no dia 1, sábado, com a realização da cerimônia de abertura. Estiveram presentes o cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae; o prefeito e vice de Mogi das Cruzes, respectivamente, Marcus Melo (PSDB) e Juliano Abe (PSD); os deputados federais Walter Ihoshi (PSD-SP) e Roberto de Lucena (PV-SP) e os deputados estaduais Jooji Hato (PMDB) e Luiz Carlos Gondim (SD), além de vereadores, secretários municipais e representantes da comunidade nipo-brasileira.

 

32º Akimatsuri prossegue sábado e domingo em Mogi. Foto: Jiro Mochizuki

 

Antes da solenidade oficial de abertura, foi celebrada uma missa budista (Ireissai) pedindo proteção e sucesso para o evento. Abrindo a série de discursos, o presidente do Bunkyo de Mogi das Cruzes, Frank Tuda, lembrou que a 32ª edição do Akimatsuri começou a ser planejada há nove meses e destacou a união da Comissão Organizadora. “Quando me perguntam qual o segredo do sucesso da nossa festa, costumo dizer que o Akimatsuri é uma festa para as famílias preparado e realizado por uma família. É por isso que a festa tem alcançado esse sucesso nesses 32 anos”, disse Tuda, que chamou ao palco os “Amigos do Akimatsuri” – Isao Akiyoshi, Mario Okuyama, Shigueru Matsumoto e Yusi Edagi – além do presidente da Comissão Organizadora do 32º Akimatsuri, Kiyoji Nakayama – para serem homenageados. O deputado federal Walter Ihoshi entregou a homenagem a Nakayama

 

Missa budista pediu proteção e sucesso para o evento. Foto: Jiro Mochizuki

 

Outro homenageado foi o engenheiro agronômo e pesquisador Hélio Junqueira. Ele recebeu o título de Cidadão Mogiano, por iniciativa do vice-prefeito Juliano Jun Abe – enquanto vereador – e do vereador Pedro Komura, pela publicação do livro “100 Anos de Feiras Livres na Cidade de São Paulo”, produzido em conjunto com Marcia Peetz.

 

O pesquisador Hélio Junqueira também foi homenageado. Foto: Jiro Mochizuki

 

Uma das maiores – Em seu discurso, o ex-prefeito de Mogi das Cruzes Junji Abe parabenizou os organizadores  e destacou a “pujança” do município. “Mogi das Cruzes dá um exemplo em todas as áreas da cadeia produtiva e o Akimatsuri é símbolo de trabalho, dedicação, amor às raízes e respeito aos ancestrais”, disse.

O deputado federal Walter Ihoshi também destacou a contribuição do povo japonês para a realização do Akimatsuri. “Acabei de retornar de uma missão oficial ao Japão a convite do governo japonês através do Programa Juntos e toda vez que visito aquele país não tem como não voltar encantado e admirado, seja com a educação, seja com a cultura, seja com o respeito, seja com a tecnologia e modernidade. Sempre temos algo a aprender com eles. E o Akimatsuri está alicerçado nesses pilares. Os valores que construíram a história do Japão estão presentes nessa festa maravilhosa que, por sua vez, multiplica a todos que aqui comparecem”, discursou Ihoshi, afirmando que, em sua 32ª edição, o Akimatsuri é uma festa consolidada e, “na minha opinião, uma das maiores da comunidade nipo-brasileira ao lado do Festival do Japão e do Japan Fest de Marília”.

 

O deputado Walter Ihoshi entrega homenagem da Comissão Organizadora a Kiyoji Nakayama. Foto: Jiro Mochizuki

 

“A Comissão Organizadora do Akimatsuri é muito unida e trabalha com muito afinco e dedicação. São pessoas muito ligadas à comunidade nikkei e, ao mesmo, totalmente integradas ao município e ao poder público que apoiam a realização da festa. Trata-se de um exemplo e modelo a ser seguido”, destacou Ihoshi.

O cônsul Takahiro Nakamae, por sua vez, lembrou que em 2015 comemorou-se os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão e que em 2018 serão celebrados os 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil-Japão. “Ao longo desses anos, a comunidade japonesa  vem fazendo um trabalho excepcional e enorme compartilhando as tradições que os pioneiros trouxeram. Não posso deixar de expressar meu profundo respeito a todos os envolvidos por este esforço e esta conquista”, disse Nakamae, acrescentando que, “entre os eventos, o Akimatsuri tem uma conotação muito especial, precisamente pelo nome”.

 

Frank Tuda com Takahiro Nakamae e a artista Débora Santos. Foto: Jiro Mochizuki

 

Segundo ele, no Japão de hoje, cada vez mais individualizado, onde cada vez mais se perde o senso de comunidade, os Festivais de Outono ainda são muito fortes e por isso o Akimatsuri de Mogi das Cruzes tem uma forte identificação com a cultura do Japão contemporâneo. “Nesse contexto, de esforço para divulgar e compartilhar a cultura japonesa, é uma grande honra saber que nós também podemos participar deste esforço com a instalação da Japan House, que será inaugurada em maio na Avenida Paulista e que pretende apresentar para os brasileiros uma visão do Japão contemporâneo”, explicou o cônsul. E finalizou desejando uma amizade eterna entre os dois países “com a comunidade nipo-brasileira como intermediária”.

No final do seu discurso, Takahiro Nakamae foi homenageado pela artista plástica Débora Santos, que o presenteou com um quadro com seu retrato pintado com café .

 

O prefeito Marcus Melo: um presente para Mogi. Foto: Jiro Mochizuki

 

Lei de Incentivo à Cultura – Acompanhado da presidente do Fundo Social de Solidariedade de Mogi das Cruzes, Karin Melo, o prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo destacou a parceria entre a Prefeitura Municipal e o Akimatsuri. Além do apoio oferecido pela Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Saúde, Transporte e Segurança, a festa contou com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura, aprovada para o ano passado, que permitiu que os organizadores fizessem a captação de recursos. “A lei possibilitou que parte dos recursos do ISS e IPTU pudessem ser direcionados para a festa”, disse o prefeito, afirmando ao Jornal Nippak que o Akimatsuri “é um presente” para Mogi das Cruzes.

“É uma festa muito bem organizada pelo Bunkyo de Mogi das Cruzes e que apresenta para a população de Mogi e do Alto Tietê a cultura e a culinária do povo japonês. Nós temos aqui, durante esses quatro dias, a oportunidade de conhecer a tradição japonesa através dos produtos agrícolas que estão fortemente relacionados com as atividades agrícolas da cidade. Como prefeito, fico muito feliz de poder estar dando início a esta festa, uma festa da família e de todos os mogianos”, afirmou Marcus Melo.

 

Frank Tuda: “Festa para toda família”. Foto: Jiro Mochizuki

 

Atrações – Com o tema “Kibo (Esperança, em japonês), o Akimatsuri prossegue neste fim de semana (8 e 9 de abril), no bairro Porteira Preta, em Mogi das Cruzes. A expectativa dos orgaizadores é receber um público estimado em cerca de 80 mil visitantes até o término da festa.

Os destaques do primeiro fim de semana foram a cerimônia de tooro nagashi e o concurso Miss Akimatsuri, que elegeu a beleza da japonesa Amanda Rika Makiyama Murotaka, a Miss Akimatsuri 2017. Ela será a representante de Mogi no Festival do Japão, que acontece em julho. Além dela, foram eleitas: Alessandra Lika Bacelar Horita (1ª Princesa); Karina Ayumi Suetake (2ª Princesa) e Bárbara Victória Taue de Pontes (Miss Simpatia).

 

Concurso Miss Akimatsuri elegeu a japonesa Amanda Murotaka> Foto: DANIEL YONAMINE -YONAMINE PHOTO & ART.

 

Além da variedade de shows, o Akimatsuri conta também com uma ampla Praça de Alimentação com diversidade de pratos orientais, um  Centro de Negócios com 130 estandes, divididos entre os setores automotivos, de prestação de serviços, alimentação, mini-shoppings e importados, e exposição agrícola com mais de 700 itens doados por cerca de 500 produtores de flores, frutas, legumes, hortaliças, cogumelos, ovos do Alto Tietê – região que faz parte do Cinturão Verde do Estado de São Paulo.

A programação completa está no site: www.akimatsuri.com.br

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    32º Festival do Outono “Akimatsuri”

    Quando: Dias 8 e 9. Sábado, das 10 às 22 horas, e domingo, das 10 às 21 horas

    Onde: Centro Esportivo do Bunkyo de Mogi das Cruzes: Avenida Japão, 5.919, bairro Porteira Preta, Mogi das Cruzes

    Ingressos: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (estudantes com carteirinha, professores e pessoas a partir de 60 anos). Crianças até sete anos não pagam a entrada. As compras em grupo, pelo site, têm desconto especial. Estacionamento R$ 20.

    Informações pelo telefone: (11) 4791-2022

     

    Related Post

    CAMINHADA: Associados da Naguisa percorrem trecho ... O Caminho do Sal é uma rota ecoturística, fruto de parceria entre as prefeituras de Santo André, São Bernardo do Campo e Mogi das Cruzes. com uma exte...
    120 ANOS DO TRATADO BRASIL-JAPÃO: Concurso de Logo...   O Concurso para a Seleção da Logomarca Oficial das “Comemorações dos 120 Anos de Amizade Brasil-Japão em 2015” lançado pelo Ministério dos N...
    ITAQUAQUECETUBA: Kibô-no-Iê realiza 39ª Festa do V... Acontece neste fim de semana (30 de setembro e 1º de outubro), na sede da Sociedade Beneficente Casa da Esperança Kibô-no-Iê, em Itaquaquecetuba (SP),...
    ELEIÇÕES 2012: Aurélio Nomura e George Hato aponta...   Seis milhões dos 31,7 milhões de eleitores aptos a votar no dia 8 de outubro – data em que houve segundo turno em 50 cidades brasileiras com...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *