COMUNIDADE: Ao som de ‘Amigo’, Nelson Nakada recebe homenagem na Assembleia Legislativa de SP

A história do paulista Nelson Kioshi Nakada, por si só, já renderia uma homenagem. Nascido em Lucélia, Nelson Nakada, como ele mesmo diz, saiu “praticamente do zero” e hoje comanda uma rede de varejo, o Sacolão Saúde – atualmente com sete lojas na Capital e Grande São Paulo. Mas não foi apenas sua trajetória de vida  que motivou o deputado estadual Hélio Nishimoto (PSDB) a conceder o Colar de Honra ao Mérito Legislativo a Nelson Nakada. Seu altruísmo também contribuiu para a bela cerimônia realizada no último dia 1º de dezembro no Plenário Juscelino Kubitschek da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

 

Nelson Kioshi Nakada, do Sacolão Saúde, é condecoradocom o Colar de Honra ao Mérito Legislativo. Foto: Aldo Shiguti

 

Diante da família – a esposa, dona Mitie, os filhos, Juliana e Ricardo, os netos Arthur, Fernanda, Yan e Erick, e genros – do cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, do também deputado estadual Márcio Camargo (PSC) e representantes de entidades nikkeis, entre elas a Sociedade Beneficente Casa da Esperança Kibô-no-Iê, a Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-Sono, a Yassuragui Home e Assistência Social Dom José Gaspar – mas principalmente, na presença de amigos, Nelson Nakada foi condecorado com a maior honraria da Casa.

 

Nelson Nakada e sua esposa, dona Mitie, com o deputado estadual Hélio Nishimoto: altruísmo. Foto: Jiro Mochizuki

 

Simples e direto em suas respostas, Nelson Nakada disse ao Jornal Nippak que a homenagem “representa tudo para mim”. “Me sinto muito honrado e agradeço o deputado estadual Hélio Nishimoto pela inicativa”, disse Nakada que ao longo dos anos vem ajudando diversas entidades assistenciais – entre elas as quatro entidades nikkeis que há 14 anos organizam o Jantar Show Beneficente cuja participação dá direito a concorrer ao sorteio de um automóvel 0 Km.

Até recentemente, o doador do prêmio fez questão de permanecer no anonimato. Só recentemente, autorizou revelar o seu nome, que não é outro senão o “dono do Sacolão Saúde” – como Nelson é conhecido.

 

Nelson Nakada e dona Mitie. Foto: Jiro Mochizuki

 

“Vim do nada e cheguei num ponto em que pensei: pra mim já está bom. E por isso decidi fazer algo pelas entidades. Foi fácil porque é montar barraca de feira nos eventos, o meu ramo de atividade, nos eventos das entidades. E hoje está indo bem. É fazer o que a gente sabe fazer”, disse Nakada, que começou vendendo limões e maçãs no centro de São Paulo e estudou até o Primário.

Autor da proposta, o deputado Hélio Nishimoto declarou ao Jornal Nippak que considera a homenagem “um momento especial porque o Nelson Nakada tem dado demonstração de um ser humano muito altruísta, alguém que pensa no próximo, que pensa nas pessoas que tem necessidade, uma pessoa que olha para as outras e tem compaixão”.

 

A JCI Brasil-Japão também prestou homenagem. Foto: Jiro Mochizuki

 

Exemplo – “Isso chamou muito a a atenção porque durante todo esse tempo, de forma até modesta, ele autorizou revelar o seu nome depois de tantos anos dedicando recursos financeiros para ajudar as entidades de forma anônima, o que é mais bonito ainda”, destacou Nishimoto, afirmando que “uma pessoa que age desta forma não visa mérito”. “Na verdade, ele quer ajudar as pessoas e iniciativas desse tipo merecem ser elogiada e por isso que aqui, em nome da população do Estado de São Paulo, estamos concedendo esta homenagem, a maior honraria que a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo pode oferecer a alguém do Estado. E o Colar está sendo oferecido a uma pessoa que não só merece como vai servir de exemplo para outras pessoas porque parte desta sua história de vida, de ajuda ao próximo, será contada e isso tem que servir de referência”, afirmou o parlamentar, lembrando que “essas doações são fundamentais para manter o trabalho realizado com os assistidos, entre eles, idosos e pessoas com deficiência mental”.

 

Homenagem das entidades a Nelson Nakada. Foto: Jiro Mochizuki

 

Para o deputado e amigo Márcio Camargo, a homenagem “é mais do que justa por tudo que o homenageado já fez e continua fazendo”.  “Procuro me espelhar em sua luta e em sua trajetória, sempre preocupado em ajudar as pessoas”, disse Camargo. Já o cônsul Yasushi Noguchi lembrou que o homenageado, além da ajuda às quatro entidades assistenciais, é responsável também pela geração de empregos.

 

O homenageado com a família. Foto: Jiro Mochizuki

 

Governador – Filho de imigrantes vindo de Tottori, Nelson Nakada também recebeu uma mensagem do governador da província japonesa, Shinji Hirai, lida pelo presidente da Associação Cultural Tottori Kenjin do Brasil, Guenji Yamazoe. Na carta, o governador apresenta “as mais sinceras congratulações” pela outorga do Colar de Honra ao Mérito Legislativo do Estado de São Paulo, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e “reafirmo os meus mais profundos respeitos pela sua atuação e me sinto orgulhoso, pois sua família é originária da nossa província”.

 

Cônsul Yasushi Noguchi. Foto: Jiro Mochizuki

 

Homenagens – A cerimônia, que também contou com a presença dos cantores Joe Hirata, Karen Ito e  Mariana Suzuke – responsáveis pela programação artística do Jantar Show das 4 Entidades ao lado de Edson Saito – teve também participação especial do grupo de taiko da Kodomo-no-Sono,   dos netos – que fizeram uma bonita homenagem ao ditian – e do cantor Sergio Tanigawa, que emocionou a plateia ao interpretar a canção “Amigo”, do “Rei Roberto Carlos” – enquanto o telão intercalava vídeos com depoimentos dos presidentes das entidades assistenciais e mensagens de familiares. Nakada também recebeu homenagens da JCI Brasil-Japão, através da presidente Márcia Nakano, e das quatro entidades assistenciais – Kodomo-no-Sono, Yassuragui Home, Ikoi-no-Sono e Kibô-no-Iê.

 

Nelson Nakada. Foto: Jiro Mochizuki

 

Em seu discurso, o homenageado agradeceu o deputado Hélio Nishimoto, familiares, colaboradores e dirigentes das quatro entidades, “que abriram suas portas  para que eu pudesse fazer o meu serviço social nos bazares, que é montar barraca de frutas, a única coisa que sei fazer”. Agradeceu também o “grupo de pescadores” – com o qual costuma participar de aventuras – e que contribuem na captação de recursos para o Ikoi-no Sono, sócios e voluntários do projeto Abraço e Mais Atitude.

No encerramento, os convidados participaram de um coquetel no restaurante da Alesp. Com muitas frutas, é claro.

 

Arrow
Arrow
Sergio Tanigawa com dois dos netos de Nelson Nakada
ArrowArrow
Slider

Fotos: Aldo Shiguti e Jiro Mochizuki

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *