COMUNIDADE: Cerimônia marca os 50 anos da bolsa do Gaimusho

Para comemorar o “Cinquentenário da Bolsa do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão para Líderes Nikkeis da América Latina”, a Associação Brasileira dos Ex-Bolsistas “Gaimusho Kenshusei” realizou no último dia 10, no Salão Nobre do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – evento alusivo à data. Estiveram presentes o presidente do Gaimusho Kenshusei, Jorge Sototuka; o cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima; o ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Massami Uyeda; o ex-desembargador, Kazuo Watanabe; os deputados federais Walter Ihoshi (PSD-SP) e William Woo (PV-SP); o vereador Aurélio Nomura (PSDB) e o presidente do Bunkyo, Kihatiro Kita, além de ex-bolsistas de São Paulo, do Paraná e do Rio de Janeiro.

 

Um dos primeiros bolsistas, o ex-desembargador Kazuo Watanabe participou da solenidade (Foto: Jiro Mochizuki)

Um dos primeiros bolsistas, o ex-desembargador Kazuo Watanabe participou da solenidade (Foto: Jiro Mochizuki)

 

Ao Jornal Nippak, Jorge Sototuka destacou o “árduo trabalho na organização do evento, que levou-nos a encontrar mais de 50 ex-bolsistas com os quais havíamos perdido contato, razão pela qual só por isso já fez valer a pena”.

 

O presidente Jorge Sototuka (Foto: divulgação)

O presidente Jorge Sototuka (Foto: divulgação)

 

Segundo ele, um dos pontos altos da comemoração – que teve direito a corte de bolo, homenagens e palestra –  “foi presenciar o Dr. Kazuo Watanabe, um dos primeiros bolsistas, dialogando com um bolsista deste ano”. “Também destacaria a presença de companheiros do Rio de Janeiro e Paraná, alguns dos quais confirmaram adesão à viagem ao Japão no mês que vem para levar nossos agradecimentos e um relatório dos 50 anos da bolsa ao Gaimusho”, explicou Sototuka, acrescentando que “foi ótima a oportunidade de conversarmos com familiares de ex-bolsistas que infelizmente já passaram”. “Uma das principais mensagens que vimos foi a importância de investirmos nos jovens líderes”, avaliou.

 

Massami Uyeda (Foto: Jiro Mochizuki)

Massami Uyeda (Foto: Jiro Mochizuki)

 

Responsável pela retomada da bolsa, que sofreu uma interrupção entre 2009 e 2012, o cônsul Noriteru Fukushima explicou que “não foi um esforço isolado”. “Foi fácil fazer com que Tóquio entendesse a importância do programa, que ao longo desses 50 anos formou líderes em diversas áreas”, afirmou Fukushima, que em duas ocasiões lamentou estar se despedido do Brasil.

 

O cônsul Noriteru Fukushima (Foto: Jiro Mochizuki)

O cônsul Noriteru Fukushima (Foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Tachineputa – Mais que isso, o cônsul revelou que a partir de 2016 o número de participantes será maior. “Com isso, esperamos que venham muitos outros 50 anos para que possamos melhorar a relação entre os dois países através desse programa”, disse ele, que proferiu uma palestra sobre a “cooperação nipo-brasileira: passado e presente”.

 

Kihatiro Kita, Noriteru Fukushima e Walter Ihoshi (Foto: Aldo Shiguti)

Kihatiro Kita, Noriteru Fukushima e Walter Ihoshi (Foto: Aldo Shiguti)

 

Em sua fala, Fukushima lembrou que 2014 foi um ano importante para estreitar os laços entre os dois países, assim como serão 2015 e 2016. “Em 2014 tivemos a visita do primeiro-ministro Shinzo Abe e futuramente o governo brasileiro deve retribuir essa visita. Este ano celebramos os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão e um membro da família imperial também deverá participar das comemorações”, contou Fukushima, acrescentando que o desfile da escola de samba Águia de Ouro, que homenageou os 120 Anos de União, com destaque para o Tachineputa – carro alegórico vindo especialmente do Japão para a ocasião – “foi muito importante para começarmos o ano”.

 

Jorge Sototuka e Tuyoci Ohara entregam homenagem ao cônsul (Foto: Jiro Mochizuki)

Jorge Sototuka e Tuyoci Ohara entregam homenagem ao cônsul (Foto: Jiro Mochizuki)

 

Japan House – Segundo o cônsul, a programação dos festejos prevê ainda, para setembro, no Autódromo de Interlagos (zona Sul de São Paulo), espetáculo de queima de fogos de artifício que será antecedido de várias atividades durante o dia. Ele ainda elencou outros acontecimentos, como a reforma do Pavilhão Japonês, no Parque do Ibirapuera, a nomeação de Zico e da cantora Márcia como embaixadores do 120 Anos, o Festival do Japão e os 100 anos da instalação do Consulado Geral do Japão em São Paulo. Disse também que o Japão considera o Brasil “um país muito importante na difusão da língua japonesa”.

Sobre o futuro, Fukushima destacou o projeto Japan House (nome provisório), que será instalado inicialmente em São Paulo, Los Angeles e Londres. A proposta, esclareceu Fukushima, é reforçar a capacidade estratégica de transmissão dos conhecimentos sobre o Japão no Exterior com o objetivo de formar conhecedores e apreciadores da cultura japonesa.

“A Casa do Japão servirá para divulgar e preservar a cultura japonesa e não é um projeto somente do governo japonês”, disse o cônsul, afirmando que o projeto encontra-se em processo de licitação e a previsão é iniciar as obras em julho. A meta é inaugurar a casa em outubro ou novembro. “Vamos nos esforçar para que a Casa do Japão em São Paulo seja a primeira a ser inaugurada”, disse Fuskushima, acrescentando que outras semelhantes serão instaladas em Hong Kong, Jacarta e Istambul.

 

Noriteru Fukushima brinda com alguns ex-bolsistas (Foto: Jiro Mochizuki)

Noriteru Fukushima brinda com alguns ex-bolsistas (Foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Missão – Para o vereador Aurélio Nomura, o programa de bolsa do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão “presta relevantes serviços através dos ensinamentos que os participantes receberam”. “Eles trouxeram um impulso não só em termos de amizades, mas sobretudo em todas as áreas da nossa cidade, seja na área cultural, científica ou tecnológica”, afirmou o parlamentar tucano.

 

Aurélio Nomura (c) também este presente (Foto: Aldo Shiguti)

Aurélio Nomura (c) também este presente (Foto: Aldo Shiguti)

 

Walter Ihoshi, lembrou que participou  como bolsista do Gaimusho em 2005, quando o então prefeito de São Paulo, José Serra, e seu vice, Gilberto Kassab, o convidaram para fazer parte da administração, mais precisamente como subprefeito do Jabaquara (zona Sul de São Paulo), onde ficou por um ano.

“Tive oportunidade de conhecer o Japão em janeiro daquele ano e posso dizer que para mim foi uma experiência fundamental para que pudesse fazer essa ponte com o Japão. Através da bolsa conheci a rica história japonesa, os valores do Japão tradicional e do Japão moderno. Acho que essa é justamente a missão dos jovens que estão indo agora, isto é, dar continuidade a esse intercâmbio e fortalecer essa ponte”, destaca Ihoshi.

 

(Aldo Shiguti)

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

NHK divulga lista dos artistas do 64º Kohaku Utaga...   A emissora estatal japonesa NHK, que transmite o tradicional Kohaku Utagassen – disputa musical entre homens e mulheres e que é realizado na...
Hospital Santa Cruz lança livro de 77 anos de hist...  Publicação aborda a trajetória da Instituição como um marco da imigração japonesa   O Hospital Santa Cruz (HSC) está completando 77 anos de ativi...
KENJINKAI: PRESIDENTE DO SHIZUOKA DESTACA APOIO NA... A Associação dos Shizuoka Kenjin do Brasil comemora este ano seu 60º aniversário de fundação. Para marcar a data, foi realizada no dia 27 de agosto, e...
COMANDO: Juniti Saito se despede do comando da Aer... O tenente-brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato assumiu o comando da Aeronáutica no último dia 30 em cerimônia realizada na Base Aérea de Brasília e q...

2 Comments

  1. Parabenizando a todos, desejamos que sejam comemorados MUITOS NOVOS ANOS de Bolsa do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão para Líderes Nikkeis da América Latina!!!

    • Teruko san, bom dia,

      Tudo indica que Eu e a Naoko, poderemos participar da Excursão dos
      Ex-Bolsistas do Gaimusho para o Japão, no próximo mês de maio.

      Abraços,

      Seiji e Naoko

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *