COMUNIDADE: Com apoio da Prefeitura, festa dos 110 anos deve ter exposição de arte, eventos culturais e gastronômicos

Acelebração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, cujo ponto alto será a cerimônia oficial marcada para o dia 21 de julho de 2018 no São Paulo Exhibition & Convention Center (zona Sul de São Paulo) simultaneamente com o 21º Festival do Japão, acaba de ganhar um importante aliado. Trata-se da Prefeitura da Cidade de São Paulo, que anunciou oficialmente no último dia 17, em reunião realizada no gabinete do prefeito João Doria (PSDB), sua participação nos festejos.

 

Doria quer envolver ‘toda a cidade de São Paulo’ nas comemorações. Foto: Aldo Shiguti

 

“São Paulo não vai nem poderia ficar de fora das comemorações. Vamos celebrar os 110 anos com a dimensão que cabe a importância da comunidade e a influência da comunidade japonesa em São Paulo”, disse Doria ao Jornal Nippak após o encontro que contou com as presenças do vice-prefeito e secretário-chefe da Casa Civil, Bruno Covas, dos  secretários Júlio Serson (Relações Internacionais), Cláudio Carvalho (Prefeituras Regionais); dos presidentes da SP Turis, David Barioni, e da SP Negócios, Juan Quirós; dos vereadores Aurélio Nomura (PSDB), George Hato (PMDB), Masataka Ota (PSB) e Rodrigo Goulart (PSD), além do cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, da cônsul geral adjunto, Hitomi Sekiguchi; da presidente da Comissão para as Comemorações dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, Harumi Goya e do presidente do Kenren (Federação das Associações das Províncias do Japão no Brasil), Yasuo Yamada; entre outros.

Na condição de líder do governo na Câmara Municipal de São Paulo, Aurélio Nomura apresentou os representantes da comunidade nipo-brasileira e propôs diversas ações, como a revitalização das luminárias e reforma do torii (portal) do bairro da Liberdade, uma “repaginação” do monumento aos imigrantes japoneses no Parque do Ibirapuera (zona Sul de São Paulo) e um selo alusivo à data.

 

Gestor – Doria não só manifestou apoio às comemorações como também sugeriu, na qualidade de gestor, a formação de um grupo executivo formado pelos representantes que participaram da reunião, mais alguns diretores de empresas japonesas estabelecidas no Estado de São Paulo, além de representantes da gastronomia japonesa através dos “estrelados pelo guia Michelin”, chef Jun Sakamoto, e o restaurateur Marcelo Fernandes, do Kinoshita.

Segundo o prefeito, caberá ao grupo de trabalho atuar em duas vertentes. A primeira,  cuidar da celebração propriamente dita. Na sua visão, a ideia é envolver a cidade como um todo e algumas áreas mais especificamente. De acordo com Doria, ter toda cidade envolvida nas comemorações dos 110 anos da imigração japonesa seria “absolutamente formidável”.

 

O prefeito joão Doria com o vice, Bruno covas (esquerda) e o cônsul Yasushi Noguchi. Foto: Aldo Shiguti

 

Cow Parade – Para isso, uma sugestão apresentada pelo prefeito é a de buscar um símbolo que represente a integração e a amizade entre o Brasil e o Japão e citou como exemplo a Cow Parade que, desde sua criação, em 1999, nos Estados Unidos, já criou e expôs mais de 8 mil vaquinhas no mundo todo, sendo que destas 500 viraram miniaturas.

Conforme o prefeito, caberá ao grupo de trabalho “identificar um formato e este formato poderia expressar uma arte do sentimento nipo-brasileiro”. “Ou seja, artistas japoneses, de origem japonesa, da segunda, terceira até a quarta geração, que possam expressar na arte o sentimento que une o Japão ao Brasil e o Japão especificamente com São Paulo”, explicou Doria, acrescentando que “esta arte estaria espalhada na cidade como um todo representando a integração japonesa na cidade de São Paulo”. “Não seria apenas o bairro da Liberdade, mas a cidade de São Paulo como um todo”, afirmou.

Outra tarefa deste grupo de trabalho, explicou Doria, será “a própria celebração em si” – um grande evento gastronômico e cultural, com músicas e danças proposto por Harumi Goya – e o acompanhamento da agenda “se teremos ou não alguém da família imperial”. Conforme informou o cônsul Yasushi Noguchi, “ainda não há um resposta oficial da Casa Imperial”.

 

Altivez – Para o prefeito, é importante “manter toda a altivez do projeto independentemente de termos alguém da família imperial”. “Se tivermos, ainda melhor, mas não podemos inibir nossas ações. Pode ser ou pode não ser, mas nosso evento terá que ser”, resumiu Doria, que pretende também mobilizar de 10 a 12 empresas japonesas “como fizeram os italianos, que se mobilizaram e ofereceram uma grande contribuição à cidade de São Paulo com a recuperação de três áreas – uma já entregue (a Imigrante Italiano, na zona Oeste) e as outras duas ainda a serem entregues: no dia 26 de novembro, a Praça Cidade de Milão, no Parque do Ibirapuera, e no dia 16 de dezembro, a Praça Ramos de Azevedo, no Anhangabaú, um investimento enorme, de quase 3 milhões de reais.”.

Para o prefeito, que está programando sua quinta visita ao Japão em 2018, as ações também devem incluir intervenções no bairro da Liberdade, que vão desde a revitalização da iluminação pública “seja pela PPP ou por manifestações de recuperação urbana” que vão proporcionar a sua melhoria e o seu usufruto não apenas pela comunidade japonesa também pela comuidade brasileira”.

 

Reunião contou com a participação de representantes da comunidade e dos vereadores nikkeis. Foto: Aldo Shiguti

 

Selo – Para o prefeito, quanto à outra sugestão apresentada pelo vereador Aurélio Nomura, o selo comemorativo, as conversas com o presidente dos Correios, Guilherme Campos, devem ser tratadas pelo vice-prefeito, Bruno Covas. Doria, no entanto, antecipou que vê o projeto com bons olhos. “Tenho certeza absoluta que o Guilherme Campos vai aceitar”, disse o prefeito, que convocou a próxima reunião para o dia 14 de dezembro, e que deverá contar também com as presenças do embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e do presidente da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, Aiichiro Matsunaga.

 

Palmas – No final da reunião, Doria pediu uma salva de palmas à comunidade japonesa. “Estive no Japão quatro vezes e sou um grande entusiasta do Japão, dos japoneses, da disciplina, da filosofia, do trabalho, da concentração, da dedicação e do respeito. Enfim, existem várias razões para admirar profundamente o povo japonês e estou mito feliz em comandar, sempre ao lado do Bruno Covas, a maior cidade japonesa fora do Japão”, concluiu o prefeito, lembrando ainda “que nenhuma comunidade internacional conta com tantos representantes na Câmara Municipal como a comunidade japonesa”.

 

Evento musical – Harumi Goya saiu da reunião feliz com o que ouviu. Para a presidente da Comissão das Comemorações dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, “foi uma reunião muito positiva”. “A entrada da Prefeitura nas comemorações nos fortalece muito”, explicou Harumi Goya, acrescentando que a reunião foi uma “iniciativa muito feliz”.

Até o dia 14 de dezembro, Harumi revelou que pretende acertar “alguns pontos internamente”. O Jornal Nippak apurou que, a pedidos, a Comissão deve surgerir ao prefeito a realização de um evento musical que não caberia na cerimônia oficial na São Paulo Expo.

“Ficamos numa grande expectativa”, disse ela, destacando que ficou admirada a forma como om prefeito conduziu os trabalhos.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    RETROSPECTIVA 2012 – Jornal Nippak Selecionou Foto... JANEIRO   10º Dan do gran mestre Yasunori Yonamine recebe Título de Cidadão Paulistano (foto: Luci Judice Yizima)     ...
    SOFTBOL: Paraná Clube é campeã da 12ª edição da Ta...   Paraná Clube campeã Ouro - 12º Taça Tiemi Yajima 2014 (foto: Nelson Yajima)   Nelson Yajima - idealizador do Torneio Taça Tiemi...
    120 ANOS DO TRATADO BRASIL-JAPÃO: Concurso de Logo...   O Concurso para a Seleção da Logomarca Oficial das “Comemorações dos 120 Anos de Amizade Brasil-Japão em 2015” lançado pelo Ministério dos N...
    RIO DE JANEIRO: Comunidade RJ comemora Shinnenkai ... Com intenso desejo de melhoria, gratidão, vontade de contribuir nos corações, membros e familiares das instituições realizadoras comemoraram a Festa a...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *